Revisão da temporada – Phoenix Suns

Phoenix Suns

Campanha: 19-63, 15° na conferência Oeste, não se classificou
Técnico: Igor Kokoskov
Executivos: James Jones, Trevor Bukstein

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A temporada 2018-19 do Phoenix Suns foi de muito aprendizado. Não só para o técnico Igor Kokoskov e o calouro Deandre Ayton, mas para todo o grupo. O time, dono da pior campanha da conferência Oeste, sofreu com lesões de alguns dos seus melhores atletas, como o ala-armador Devin Booker e o ala T.J. Warren.

Sem um armador confiável de ofício, Kokoskov apostou em Booker para fazer a função de conduzir o ataque. Até certo ponto, tudo bem. Mas o Suns teve índices sofríveis: 30° em aproveitamento nos arremessos de três, 28° em erros de ataque, e simplesmente não conseguiu pegar rebotes, obtendo também o último lugar na liga.

O Suns teve, entre os dias 15 de janeiro e 23 de fevereiro, um total de zero vitórias. Foram 17 derrotas consecutivas para o time do Arizona, sendo apenas seis delas abaixo de dez pontos de diferença. Uma lástima.

De bom mesmo teve a chegada de Kelly Oubre em troca com o Washington Wizards, as boas performances individuais de Booker e o surgimento de um talento para o garrafão, Ayton.

2019-20

A diretoria do Phoenix Suns trabalhou bem na offseason. Trouxe o armador Ricky Rubio, ex-Utah Jazz, Dario Saric, que estava no Minnesota Timberwolves, Frank Kaminsky, ex-Charlotte Hornets, o pivô Aron Baynes, ex-Boston Celtics e ainda renovou com Kelly Oubre. No draft, o time obteve Ty Jerome e Cameron Johnson.

Ao se mexer, tentando trazer novas peças para o seu elenco, o Suns dá sinais de tentativa de recuperação. A grande diferença, para início de conversa, é que Rubio vai ficar mais com a bola nas mãos, tirando um pouco da pressão sobre Devin Booker.

Já Deandre Ayton poderá jogar como ala-pivô. Pivô na última temporada, Ayton afirmou recentemente que está feliz com a possibilidade de atuar na posição que começou a jogar basquete. A expectativa é que Baynes seja o titular no garrafão, enquanto Saric será a principal arma ofensiva saindo do banco.

Quem saiu

T.J. Warren (Indiana Pacers)
Josh Jackson (Memphis Grizzlies)
De’Anthony Melton (Memphis Grizzlies)
Jamal Crawford (agente livre)
Dragan Bender (Milwaukee Bucks)
Richaun Holmes (Sacramento Kings)
Troy Daniels (Los Angeles Lakers)

Quem chegou

Ricky Rubio (Utah Jazz)
Dario Saric (Minnesota Timberwolves)
Aron Baynes (Boston Celtics)
Cameron Johnson (calouro)
Ty Jerome (calouro)
Jevon Carter (Memphis Grizzlies)
Frank Kaminsky (Charlote Hornets)
Cheick Diallo (New Orleans Pelicans)
David Kramer (calouro)
Jalen Lecque (calouro)
Tariq Owens (calouro)

Provável time-base

PG – Ricky Rubio
SG – Devin Booker
SF – Kelly Oubre
PF – Deandre Ayton
C – Aron Baynes

Principais reservas: Dario Saric (PF), Mikal Bridges (SG/SF), Cameron Johnson (SF), Ty Jerome (PG/SG), Frank Kaminsky (PF), Tyler Johnson (PG/SG)

Classificação: não vai se classificar, mas dá para notar o início de algo acontecendo.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.