Parecia que ia ser uma vitória tranquila do Dallas Mavericks no jogo 4 da série playoff contra o Portland Trail Blazers. O time texano chegou ao último quarto da partida com uma vantagem de 18 pontos: 67 a 49. Comandada pelo armador Brandon Roy, que saiu do banco de reservas para anotar 18 pontos no período final, a equipe da casa conseguiu uma virada épica. O Blazers venceu por 84 a 82 e empatou a série em 2 a 2. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima segunda-feira, dia 25, às 21h30 (horário de Brasília), em Dallas.

Blazers e Mavericks fizeram um primeiro tempo equilibrado, com o time visitante indo para os vestiários com uma vantagem de dois pontos: 37 a 35. No terceiro período, o Mavs jogou à vontade e fez 30 a 14, levando a vantagem a 18 pontos: 67 a 49. No último quarto, o Blazers, especialmente Brandon Roy, esteve iluminado. Minuto a minuto a diferença ia diminuindo. Faltando 1m06s para o final da partida, Roy acertou uma bola de três e ainda sofreu a falta. Ele converteu o lance livre e o time de Portland igualou o placar: 82 a 82. Posteriormente, o armador Jason Terry errou um arremesso de três pontos. A 39 segundos do fim, Roy fez mais uma cesta e o Blazers passou à frente no marcador: 84 a 82, para delírio da torcida presente ao Rose Garden. O time de Dallas ainda teve a chance da virada, mas o veterano Jason Kidd errou o arremesso de três pontos.

Roy foi o cestinha da partida, com 24 pontos. O ala-pivô LaMarcus Aldridge marcou 18 pontos, foi responsável por quatro roubadas de bola e ainda deu três tocos. O ala Gerald Wallace conseguiu o duplo-dígito: dez pontos e 11 rebotes. Pelo lado do Mavs, o cestinha foi o ala-pivô Dirk Nowitzki, com 20 pontos. O ala Shawn Marion alcançou o double-double: 12 pontos e 11 rebotes.

Confira o que Brandon Roy aprontou nos momentos decisivos da partida.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=3s4l6HmX3bQ]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ACt_NfX11Y8]

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.