Rumo ao Rio – Alas-armadores

Dando sequência em nossa série “Rumo ao Rio”, vamos falar dos alas-armadores. Para muitos, essa é a posição mais simples de se convocar, mas se formos analisar o futuro da seleção, a situação fica meio complicada.

Leandrinho veste a amarelinha desde 2002. Alex, 2001. Leandrinho tem 33 anos, Alex 36. A dupla defende o Brasil há 14 anos. Vitor Benite, do Murcia, da Espanha, deve ser o terceiro convocado, mais uma vez. Aos 25 anos, é o herdeiro natural da posição, mas e depois dele? Quem vem? Surgem muitos alas, muitos pivôs, muitos armadores. Alas-armadores, pouquíssimos. Alô, renovação! Alô, molecada! Alô, papais! Alô, federações! Alô, técnicos ! Alô, professores!

Sobre o trio, começamos com o atual campeão da NBA. Leandrinho é um jogador perigoso. Muito veloz, quase imparável num contra-ataque bem armado. Ainda tem uma boa consistência da linha dos três pontos e tem mostrado uma defesa melhor ultimamente. Os números na atual temporada não são bons, mas, na reserva do Golden State Warriors, o brasileiro cumpre com excelência o papel que lhe foi dado. Pontuador experiente do banco, membro importante da segunda unidade do Warriors ao lado de Andre Iguodala e Shaun Livingston. No time de Magnano, pode ser titular e pode ser sexto homem, cedendo a vaga a Alex.

Alex é um defensor fenomenal. Considerado velho por muitos, ele sempre dá 100% em todos os jogos. O atleta traz raça à equipe e coloca mais um par de mãos calibradas da linha dos três pontos. Apesar de já não mostrar o mesmo vigor dos últimos anos, Alex tem se destacado no Bauru e, com a experiência que tem, não deve ter sua convocação questionada.

Vitor Benite trocou recentemente o Flamengo pelo Murcia, da Liga ACB, na Espanha. O estilo de jogo é diferente, claro, o nível dos jogadores é diferente, claro, a cultura é diferente, claro. Benite tem média de apenas sete pontos por partida, mas tem a confiança da comissão técnica. Rubén Magnano até já foi visitar o atleta em sua casa para tratar das Olimpíadas.

No momento, estamos bem representados nesta posição. Mas e depois deles? Quem vem? Se você leitor achar que tem alguém pronto para assumir a vaga seja neste ano, ou nos próximos anos, comente, discuta, grite, mas nos informe, por favor! Semana que vem trataremos dos alas! Até lá!