Russell Westbrook despede-se de Oklahoma pelas redes sociais: “Jornada fantástica”

O maior ídolo da história do Oklahoma City Thunder não está mais na franquia. Agora atleta do Houston Rockets, Russell Westbrook postou uma mensagem de despedida do time que defendeu nas primeiras 11 temporadas da carreira na liga. Ele fez questão de, apesar da saída, exaltar o papel dos dirigentes, companheiros de elenco, técnicos e da torcida local em sua trajetória como um craque da NBA.

“Eu nem consigo começar a falar sobre o que estou sentindo. Essa foi uma jornada fantástica, Oklahoma! Quando cheguei aqui, com 18 anos e olhos brilhando, estava totalmente despreparado para as coisas incríveis que iriam acontecer. Cresci aqui e conheci pessoas incríveis, que tornaram isso tão especial. Vocês fizeram esse lugar tão bonito e são o motivo de ter amado jogar aqui”, desabafou o armador.

Westbrook foi um dos comandantes do Thunder na campanha até as finais da NBA em 2012 e ganhou status de ídolo em 2016, após estender contrato com a equipe mesmo diante da saída de Kevin Durant. Desde então, no entanto, ele tornou-se alvo de constantes críticas por nunca ter voltado a ir além da primeira rodada dos playoffs. O Thunder, nesses momentos, sempre saiu em sua defesa.

“Serei eternamente agradecido a todos de Oklahoma, que deram apoio nos altos e baixos, ficaram ao meu lado nos instantes bons e ruins. Vocês contribuíram para moldar o homem que sou hoje. Só espero ter conseguido impactar essa cidade e comunidade tanto e tão positivamente quanto vocês tiveram impacto em mim e minha família”, exaltou o craque.

Westbrook desfilará agora seu talento em Houston, mas fica com a certeza de que a história que escreveu no Thunder nunca será esquecida – pelo torcedor e por si mesmo. “Estou deixando Oklahoma com muitos amigos e gratidão. Foi um sonho e redemoinho, tudo ao mesmo tempo. Nunca poderei agradecê-los o bastante por terem ficado comigo”, finalizou o eterno ídolo da franquia.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.