Russell Westbrook despede-se de Oklahoma pelas redes sociais: “Jornada fantástica”

O maior ídolo da história do Oklahoma City Thunder não está mais na franquia. Agora atleta do Houston Rockets, Russell Westbrook postou uma mensagem de despedida do time que defendeu nas primeiras 11 temporadas da carreira na liga. Ele fez questão de, apesar da saída, exaltar o papel dos dirigentes, companheiros de elenco, técnicos e da torcida local em sua trajetória como um craque da NBA.

“Eu nem consigo começar a falar sobre o que estou sentindo. Essa foi uma jornada fantástica, Oklahoma! Quando cheguei aqui, com 18 anos e olhos brilhando, estava totalmente despreparado para as coisas incríveis que iriam acontecer. Cresci aqui e conheci pessoas incríveis, que tornaram isso tão especial. Vocês fizeram esse lugar tão bonito e são o motivo de ter amado jogar aqui”, desabafou o armador.

Westbrook foi um dos comandantes do Thunder na campanha até as finais da NBA em 2012 e ganhou status de ídolo em 2016, após estender contrato com a equipe mesmo diante da saída de Kevin Durant. Desde então, no entanto, ele tornou-se alvo de constantes críticas por nunca ter voltado a ir além da primeira rodada dos playoffs. O Thunder, nesses momentos, sempre saiu em sua defesa.

“Serei eternamente agradecido a todos de Oklahoma, que deram apoio nos altos e baixos, ficaram ao meu lado nos instantes bons e ruins. Vocês contribuíram para moldar o homem que sou hoje. Só espero ter conseguido impactar essa cidade e comunidade tanto e tão positivamente quanto vocês tiveram impacto em mim e minha família”, exaltou o craque.

Westbrook desfilará agora seu talento em Houston, mas fica com a certeza de que a história que escreveu no Thunder nunca será esquecida – pelo torcedor e por si mesmo. “Estou deixando Oklahoma com muitos amigos e gratidão. Foi um sonho e redemoinho, tudo ao mesmo tempo. Nunca poderei agradecê-los o bastante por terem ficado comigo”, finalizou o eterno ídolo da franquia.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Lucas Henrique

    Mito

  • Ao fim, Durant tinha razão! O Thunder não têm o que é necessário para ser campeão, e o que faltava não era o que estava em quadra, mas sim quem dirige e quem treina a equipe. Presti poderia ter mantido Harden mesmo pagando luxury tax. Poderia ter modificado a equipe técnica por uma que fizesse os 3 MVP’s jogarem juntos. Aquela derrota para o Heat não foi sinal de que tinham que mudar, mas sim que tinham que manter.

    • WLuz

      Perfeito, time titular através do draft: RW, Barba, KD, Ibaka e Adams. No meu ponto de vista, o GSW com uma base muito mais fraca vindo do draft, conseguiu uma dinastia (lógico com a adição de KD). Será que o GM do OKC consegui dormir pensando nisso?!?! Isso provavelmente deverá ser documentário do 30 for 30 da ESPN.

    • Jonathan Francischini Pinto

      Verdade, tinha que ter mantido, teria sido uma dinastia com toda certeza.

    • Clutch Durant

      Era time pra no mínimo 2 Larry O’brien …GM burro do OKC

    • Francimarques Lakão

      Kevin Durant nunca fez um movimento errado na carreira, só acertou, chore quem chorar, esperneiem a vontade.

      E acho seu movimento pra Brooklyn outro provável acerto dele, que não voltará a ser o mesmo Durant, mas vai ter apoio de uma base que trará alegrias e um futuro ao Nets.

      • Wilker Pereira

        Eu ainda acho q ele vai voltar bem

  • Francimarques Lakão
    • Luis Fernando Teles Sousa

      Joga muito. Acompanhei de perto esse ai. Tomara que vingue mesmo

    • Lucas SEP

      To achando que não vai pra Austrália coisa nenhuma em, já vai engressar o elenco do NOP.

      • Dossiê Pelicano

        Sabes que de início eu achei melhor para ele o empréstimo para a Austrália, teria mais tempo para desenvolvimento, menos pressão… hoje , realmente não sei se tenho a mesma opinião.

  • Animal Planet ⚡

    11 anos de Russell Westbrook no Oklahoma City Thunder:

    ◾️ MVP
    ◾️ 8x All-NBA
    ◾️ 8x All-Star
    ◾️ 2x Cestinha da Temporada
    ◾️ 2x Líder de Assistências
    ◾️ 138 Triple Doubles
    ◾️ 18.859 Pontos
    ◾️ 5.760 Rebotes
    ◾️ 6.897 Assistências
    Desafio: assistir esse vídeo sem derramar uma lágrima.
    https://twitter.com/okcthunder/status/1149804677673996288?s=19

    • Jonathan Francischini Pinto

      Realmente difícil assistir esse vídeo sem derramar uma lágrima. Esse cara me fez gostar ainda mais de basquete, foi quando vi ele jogar que decidi para que time torcer, se tornou meu jogador favorito,principalmente depois da temporada de MVP dele.

  • Zé da panela

    Faltou abdicar mais de recordes e estatísticas pra poder dar um passo a mais na carreira.
    grande jogador, mas muito burro. Tinha todos os atributos necessarios pra ser um dos maiores PGs da história, apesar de nunca ter arremessado tao bem.

    é o cara que gosto de ver jogar, mas nunca queria no meu time. dá uma raiva porque vc sabe que ele entrega os jogos por pura burrice e não por falta de qualidade.. por esse motivo eu acho que ele nunca será campeão da nba, oq ele fez na série contra o Portland foi ridículo

    • Jefferson Cavalcanti

      Legal que você citou só os jogos que ele “entrega” por conta do estilo de jogo. Sendo que o cara ganhou muuuuuuito, mas muito mais do que perdeu. Os numeros mostram isso.

      • Danilo

        Pois é, os caras só vêem o que querem, esse Houston vai ser muito odiado, tanto Westbrook quanto Harden tem muitos haters, muitos que só olham os jogos que os caras perdem por as vezes forçar demais, mas esquecem os que eles ganham(que são grande maioria)

        Kobe forçava tanto quanto os dois, venceu mais que eles é verdade, mas quando perdia por forçar eu não via esse haterismo, só um exemplo. Eu vou torcer muito pra esse Houston pois gosto dos dois

      • Edu Silva

        Com Westbrook fazendo suas estatísticas, o OKC tem aproveitamento acima dos 80%. Os caras jogam contra a matemática para chamá-lo de merda.

        • Cavs&KingJamesaondeestiver

          Os caras jogam pelos resultados obtidos para o chamarem de MERDA

          • Animal Planet ⚡

            Sim,Westbrook nunca conseguiu passar pra primeira fase.Ele tava jogando ping-pong em 2011,2012,2013,2014 e 2016

    • Nicolas Dias

      Russ toma muitas decisões estúpidas, mas ele chegou a abdicar de protagonista nessa última temporada, Paul George não teria sua melhor temporada sem o Russ dar espaço para ele.

  • Jefferson Cavalcanti

    Monstro. O maior jogador da história de OKC e um dos melhores PG da história da NBA.

    Mas ainda tem chão pra ele. Espero que seja campeão no Rockets.

  • Jefferson Cavalcanti

    Análise do Bola Presa sobre a nova dupla do Rockets. Recomendo demais.

    https://bolapresa.com.br/incompativeis-e-inseparaveis/

    Uma opção que o Danilo cita é o Rockets ser um time mais de contra ataques, comandados pelo West, no estilo D’antoni. E em jogadas quebradas ou quando o jogo estiver mais lento, voltam os mano a mano do Harden.

    • Nicolas Dias

      Estava conversando isso com um colega assim que saiu a troca, olhando para as peças do Rockets, elas combinam mais com o jogo de transição do Russ do que o de meia quadra do Harden.

    • Guilherme Petros

      Eu acho ele monstro, mas não to conseguindo ver esse encaixe com o Harden funcionando tranquilamente. A menos que a gente descubra um lado do West (e do Mike) q ninguem imagina, já q não vai precisar – nem ter – bola na mão o jogo todo. Ou fica como com o Paul e Harden, que ficava aquela troca de protagonismo mas o encaixe nunca parecia estar feito mesmo, saca?

  • Brockbell

    E pensar que OCK teve tantas estrelas um só time. E é como eu digo, n basta ter jogadores, tem que ter encaixe, estratégia, plano dentro e fora de quadra, assistentes e comissão, uma franquia organizada é outra coisa.
    Pq acham que a maioria dos times buscam os assistentes de Pop.
    Se West n focar muito números individuais, e querer dividir a responsabilidade com Harden, e a comissão e o técnico souber como fazer isso vai dar muito certo.
    Se OCK n se planejar em organização e estrutura, vai conseguir futuras estrelas nessas picks, e perde-las. A n ser que apareça uma estrela nível Kobe, Duncan, LBJ… e carregue essa falta de estrutura de OCK nas costas.
    Agora um OFF aqui, pq a galera de Denver é pistola com Trey Lelys que foi pro Spurs? Dizendo que por culpa dele Nuggets n chegou a final de conferência. Pra um cara de 23 anos, 12° escolha, ele é um jogador razoável ao meu ver.

    • Nicolas Dias

      Acho que é o oposto, a questão é como o Harden dividirá a responsabilidade não só com o Russ mas com o resto do time. O estilo do Russ casa melhor com o resto do elenco do Rockets do que o estilo do Harden. Westbrook correndo igual uma manada na transição ofensiva e atraído de dois a três marcadores e abrindo espaço para os arremessadores livres do Rockets seria um sucesso, é o que ele fez na temporada 2016-17 com a diferença que ele não estaria passando para Payne, Singler, Morrow, Cole e Roberson tijolar.

      • Brockbell

        Eu espero que Harden tenha aprendido que ele sozinho n ganha anel, e que aceite jogadas conduzidas por West, e vice-versa. Além do time mais perigoso, Harden chegaria descansado para o offs.

  • Sei q nao tem nada haver com o post, mas ta parecendo que o Didi vai ser tao bem sucedido como o Nene foi na NBA.
    É daqueles cara com uma boa etica de trabalho e com vontade de evolucao. VAI DIDI.
    EM VONTADE JA É MELHOR QUE MUITOS (EX: WIGGINS)

  • Acabou o time que me fez torcedor. É horrível a sensação.

    O tchau do Lillard nunca foi tão expressivo. Destruiu todo o time.

  • Edu Silva

    Não existirá rebuild no OKC com essa tranqueira do Billy Donovan. Puta que pariu .

  • Nicolas Dias

    Acho que o Westbrook combina muito com o Rockets, ele só não combina com o Harden
    ¯_(ツ)_/¯ Muitos dizem ser difícil jogar com o Westbrook, o que de fato é, mas acho mais difícil jogar com o Harden, e seu estilo voltado para isolations e jogo de meia quadra. Na transição ninguém desorganiza a defesa adversária tão bem quanto o Russ, os oponentes saem de suas posições na tentativa de freá-lo (o que geralmente só é possível com faltas) e abrem espaços para os demais pontuadores. Era típico do Russ atacar a cesta, abrir a defesa adversário e depois passar para companheiros livres no perímetro ou para o Adams finalizar próximo ao aro. No Thunder o Donovan nunca soube de fato construir um ataque que aproveitasse isso, e as peças não ajudavam em nada, já no Rockets o que não faltam são arremessadores que conseguem jogar sem a bola, se movimentam muito bem e sempre buscam receber o melhor passe para finalizar. Russ nasceu para jogar com o D’antoni, finalmente ele tem um técnico que saberia explorar suas melhores qualidades, a questão é como encaixá-lo com o Harden.

    • victor

      Vc falou tudo. Difícil é jogar com o Barba.

    • Leonardo

      Justo, muito bem observado e analisado.
      Em uma entrevista Kobe disse mais ou menos o seguinte: “James precisa dar o próximo passo em seu jogo, é possível vencer muitos jogos jogando nesse estilo de iso, mas em playoffs você precisa saber jogar sem a bola para poder vencer e ir adiante.”
      Concordo muito com essa observação e ainda vejo a chegada de Russ como uma oportunidade para James evoluir nesse quesito, resta saber se Harden tem a disposição para atuar sem a bola, não resta dúvidas de que o melhor momento para aperfeiçoar seu jogo e dar esse próximo passo é agora.

  • João Víctor Matos

    Foi um grande FP. Representou muito bem a cidade e a torcida.

  • RSMC

    Olhando o Mock Draft de 2008, algumas horas antes do draft acontecer:

    Russell Westbrook estava cotado pra sair na 6ª pick para o New York Knicks, que acabou selecionando o Danilo Galiinari. Enquanto o (então) Seattle SuperSonics estava cotado para selecionar o Brook Lopez, que acabou saindo na 10ª pick para o Nets.

    Como o time tinha 4 escolhas nesse draft, a próxima seria a 24ª, que era cogitado para sair o Nicolas Batum, que saiu uma depois em 25º pelo Houston e foi trocado para o Portland. O Seattle escolheu o Serge Ibaka, que no Mock era cogitado para sair no mesmo Seattle, mas na 32ª pick.

    Essa 32ª escolha acabaria sendo o Walter Shaper, que em seguida foi trocado para Detroit.

    Já a última escolha, era cogitado o Luc Mbah a Moute na 46ª pick, porém, ele saiu antes para o Bucks. Mas no draft, o time selecionou outro jogador que foi parar no Detroit e nunca jogou na NBA.

    No Mock de 2009 também teria algumas escolhas diferentes:

    Agora como OKC, a 3ª posição estava indicando o Ricky Rubio, enquanto a 5ª posição estava indicando o Harden para o Wolves. Situação que terminou invertida no draft.

  • Vitor Martins

    NAW é MUITO fominha. Tem que ser trabalhado. Pode muito bem ser um bom jogador, mas ficar na prateleira dos caras que irritam mais do que entregam em quadra.

    Didi é pika. Cancela a Austrália, Pelicans! rs

  • João Carlos

    O Thunder teve na mão a MAIOR dinastia via draft que a NBA poderia ver, e por “migalhas” deixou escapar no mínimo 3 anéis, agora é o final do que um dia deveria ter sido uma era do basquete, algo que eu vejo muito próximo com o big tree do Lakers dos anos 80, o foda vai ser explicar isso da qui a 20 anos, sendo que hoje JÁ NÃO TEM EXPLICAÇÃO, porque o Harden era muito mais jogador que o Ibaka, mesmo sendo um sexto homem.