“Sei que poderia jogar mais dois ou três anos na NBA”, reforça Dwyane Wade

A “última dança” do ídolo Dwyane Wade está chegando ao fim e, por onde passa, ele ouve inúmeros pedidos para que não deixe as quadras. As ótimas atuações e clamor popular, porém, não mudarão a sua decisão. Ele voltou a afirmar que sabe estar encerrando a carreira antes do que poderia, mas é assim que o craque do Miami Heat sempre quis que fosse.

“Sei que poderia jogar mais dois ou três anos, especialmente na função que estou exercendo agora. As pessoas ao meu redor querem que eu siga jogando, mas já tomei a minha decisão. Pretendo deixar o basquete da forma como estou atuando hoje e não ter arrependimentos sobre como deveria ter sido”, reforçou o atleta de 37 anos, em entrevista ao site The Athletic.

Wade vem sendo um dos destaques do Heat nesta campanha, saindo do banco de reservas para registrar médias de 14.3 pontos, 4.0 rebotes e 3.8 assistências. Os números credenciam o veterano a, ainda que fora do radar, estar no debate sobre o prêmio de melhor sexto jogador da temporada. No entanto, o próprio astro já disse acreditar que outro jogador é quem merece o troféu neste ano.