Sem astros, Knicks finaliza quatro contratações na abertura da agência livre

O New York Knicks viveu um dos dias mais decepcionantes de sua longa história na reabertura do mercado desse ano. Depois de engenharia financeira para liberar espaço na folha salarial que custou a troca do jovem astro Kristaps Porzingis, a franquia não conseguiu recrutar nenhum dos agentes livres de elite disponíveis no mercado. O time, no entanto, fechou acordo com outros quatro reforços.

A principal contratação do “pacote” é o jovem Julius Randle. O ex-atleta do New Orleans Pelicans fechou contrato de três temporadas com a equipe e vai receber US$63 milhões em salários no período, sendo que o último ano do vínculo tende a ser uma opção dos nova-iorquinos. O ala-pivô estava bastante visado na agência livre e, com os acontecimentos da noite, tornou-se prioridade absoluta do time.

Vínculos com outros dois alas-pivôs vieram logo em seguida. O Knicks chegou a um acordo verbal de duas temporadas com o veterano Taj Gibson, que renderá US$20 milhões em salários. É possível que esse contrato também envolva só uma pequena quantia garantida no ano final. Acima do quesito técnico, o ex-atleta do Minnesota Timberwolves é visto como uma adição positiva para liderança nos bastidores.

O terceiro reforço da noite (da mesma posição) foi Bobby Portis, que terminou a última temporada no Washington Wizards. De acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN, as duas partes fecharam contrato de duas temporadas e US$31 milhões em salários. O ala-pivô de 24 anos é agente livre restrito do Wizards, mas negocia a rescisão da oferta qualificatória para poder assinar com o Knicks.

Os nova-iorquinos encerraram o dia com a contratação do ala Reggie Bullock, do Los Angeles Lakers. O repórter Shams Charania, do portal The Athletic, noticiou que franquia e agente livre tiveram uma reunião no fim da noite desse domingo e finalizaram o encontro com um acerto verbal de dois anos que vai render US$21 milhões (aparentemente, totalmente garantidos) ao arremessador.

As quatro aquisições, no entanto, passam longe de ser um consolo para uma base de torcedores que iniciou o mês sonhando com a chegada de craques como Kevin Durant e Kyrie Irving. Para piorar, os dois principais alvos da franquia resolveram assinar com a outra equipe de Nova Iorque, o Brooklyn Nets. A situação foi tão desapontadora que forçou a divulgação de uma nota oficial no meio da noite.

“Enquanto entendemos que alguns fãs possam estar decepcionados com as notícias de hoje, continuamos a ter uma inabalável confiança nos planos de reconstrução da equipe visando competir por títulos em um futuro breve. Isso por meio de escolhas de draft e tentando trazer agentes livres no mercado”, afirmou o presidente de operações, Steve Mills, tentando minimizar o inegável fracasso.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.