Sem John Wall, Wizards faz aposta e assina contrato com Isaiah Thomas

O Washington Wizards será a próxima parada de Isaiah Thomas na NBA. De acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN, o jogador de 30 anos fechou contrato com a franquia nessa segunda-feira e fica na capital dos EUA até junho de 2020. Ele pode ter a chance de voltar a ser titular na nova equipe, já que, lesionado, o astro John Wall provavelmente não entrará em quadra na próxima temporada.

O experiente armador esteve no elenco do Denver Nuggets na última temporada, mas pouco atuou por ter passado mais de metade da campanha em reabilitação de uma cirurgia no quadril. Quando adquiriu condições de jogo, ele não conseguiu o tempo de quadra esperado por encontrar uma rotação já consolidada em um time que lutava pela liderança da conferência Oeste.

“Denver permitiu-me levar o tempo que fosse necessário para retomar minha plena saúde. Obviamente, eu queria jogar e acredito que poderia ter ajudado ao longo da campanha, mas entendi a decisão do treinador e acho que contribui como um líder, nos bastidores. Estava lá para responder as perguntas dos mais jovens e sempre pronto para jogar”, contou Thomas, em entrevista recente à ESPN.

No Wizards, o veterano poderá tentar provar em quadra que o seu otimismo possui fundamento técnico. Ele deverá lutar pela titularidade do time, enquanto Wall não reunir condições de atuar, com o também recém-contratado Ishmael Smith (ex-Detroit Pistons), que assinará contrato de US$12 milhões por duas temporadas com Washington nos próximos dias.

“Ninguém sabia o que esperar de mim voltando de uma cirurgia no quadril, após dois anos de recuperação. Eu entendo isso. Mas, agora, posso voltar aos treinos pelas férias inteiras para trabalhar em meu jogo e condicionamento. Tenho certeza de que voltarei a jogar no nível que já apresentei. Estou empolgado para mostrar ao mundo novamente o que posso fazer”, garantiu o animado armador.

Thomas saiu da 60ª posição do draft de 2011 para trilhar uma carreira de enorme sucesso na NBA, apesar de sua baixa estatura. Ele ganhou especial notoriedade atuando pelo Boston Celtics, onde foi duas vezes eleito para o Jogo das Estrelas (2016, 17) e selecionado para o segundo time ideal da liga (17). Em 485 jogos realizados na liga, ele registra médias de 18.6 pontos e 5.1 assistências.