Shaq oficializa aposentadoria das quadras em coletiva de imprensa

O agora ex-pivô da NBA, Shaquille O’Neal (foto), oficializou nesta sexta-feira sua aposentadoria das quadras, em uma coletiva de imprensa realizada em sua mansão, na cidade de Orlando.

Primeiramente, ele agradeceu aos fãs, a sua família, ao comissário da NBA (David Stern) e aos técnicos Phil Jackson e Doc Rivers por todo o apoio durante suas 19 temporadas na Liga. Sobre os motivos da aposentadoria, ele disse que não queria se submeter a uma cirurgia no tendão de Aquiles, que o deixaria de molho por nove meses, e fazer com o que o Boston Celtics, seu último time, esperasse esse tempo todo.

“Eu estava muito triste com esse problema no tendão de Aquiles. Falava isso o tempo todo com minha família e amigos. Eu tentei, mas não consegui. Mesmo não estando bem, quis ajudar o Celtics. Não funcionou. Depois, resolvi tomar a decisão de parar e comuniquei isso ao Danny Ainge (GM do time de Boston)”, disse o recém aposentado.

Depois, Shaq mostrou porque é carismático. Ele interrompeu sua fala para fazer uma piada. “Esperem aí um pouco porque o meu telefone acabou de tocar. Alô, quem está falando? Você está querendo que eu seja o novo gerente-geral do New York Knicks? Ok, estarei aí ao final da coletiva. Muito obrigado pelo convite. Gente, era o dono do Knicks ao telefone. Ele quer que eu voe para Nova York, ainda hoje, para que eu seja o novo GM da equipe”, brincou Shaq.

O ex-jogador, de 39 anos, voltou a mostrar bom humor ao dizer que vai sentir falta dos lances livres. Em toda a carreira, a cobrança do lance livre sempre foi o “ponto fraco” de Shaq. Seu aproveitamento foi de apenas 52.7%. “Eu disse ao meu pai que estava me aposentando das quadras e ele me perguntou: você fez quantos pontos na NBA? Aí respondi: pouco mais de 28 mil. E ele retrucou: você é burro, hein. Se você tivesse convertido esses lances livres que cansou de errar, você teria sido o melhor jogador de todos os tempos”.

Shaq ainda falou do pivô Dwight Howard, do Orlando Magic, o qual considera o único pivô dominante na Liga. Ele também disse que vai ficar desapontado se Howard não conquistar três ou quatro títulos na NBA. Por fim, Shaq anunciou que seus apelidos da época de jogador (Diesel, Big Shamrock, entre outros) agora fazem parte do passado. Aos risos, ele disse que quer ser chamado de “o grande aposentado”. 

Os números de Shaq na NBA

– Quatro vezes campeão da NBA (2000, 2001, 2002 e 2006)

– Três vezes eleito MVP das finais (2000, 2001 e 2002)

– MVP da temporada regular (2000)

– Calouro do ano (1993)

– 15 vezes escolhido para o All-Star Game (1993 a 1998, 2000 a 2007, 2009)

– Duas vezes cestinha da temporada regular (1995, 2000)

– Oito vezes escolhido para o time da temporada (1998 e de 2000 a 2006)

– Quinto maior cestinha da história da NBA: 28.596 pontos

– Atuou por seis equipes: Orlando Magic (1992-1996), Los Angeles Lakers (1996-2004), Miami Heat (2004-2008), Phoenix Suns (2008-2009), Cleveland Cavaliers (2009-2010) e Boston Celtics (2010-2011).

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.