Shareef O’Neal segue evoluindo no basquete colegial

Shareef O’Neal é um dos atletas que vêm mostrando uma grande evolução nas últimas temporadas. O ala-pivô de 2.03 metros da Crossroads School (CA) deve ser um dos grandes destaques da nova temporada do ensino médio. Desde que entrou no high school, ele sempre obteve muita atenção muito por conta do seu pai, o ex-astro da NBA, Shaquille O’Neal, mas em quadra Shareef sempre mostrou uma timidez que dificultava o nome dele ser cada vez mais conhecido.

Porém, a partir da última temporada, ele começou a mostrar um amadurecimento incrível no seu jogo. E hoje é difícil não reconhecer a sua evolução e o quanto ele pode se destacar na universidade.

Shareef é atlético e versátil quando começa o ataque da esquerda para o centro. Tem boa altura e envergadura para trabalhar nos dois lados da quadra e é ótimo no high post. Tem um bom controle de corpo na finalização da jogada, faz bem o pick and roll, espaça bem a quadra, consegue selecionar bem os seus arremessos, possui uma boa mecânica e é razoável nos arremessos de média e longa distância.

Tem bom trabalho de pés e controle de bola, é um líder em quadra e consegue fazer os seus companheiros pontuar. Na defesa, o ala-pivô tem bom timing para pegar rebotes e dar tocos, ajuda na compactação defensiva e marca bem no um contra um quando encara atletas do mesmo tipo físico.

Veja como foram as médias dele na última temporada:

Temporada Jogos Pontos Rebotes Assistências Roubos de bola Tocos
2016-17 20 14.1 7.3 1.4 1.0 0.6
Geral 48 8.2 4.9 0.8 0.6 0.5

 

Mesmo se destacando bem na classe de 2018, ele precisa melhorar o seu trabalho e proteção do garrafão. Shareef sofre contra jogadores de garrafão mais “fixos” do que ele. Ele também precisa trabalhar a eficiência dos seus arremessos de média distância, diminuir o número de desperdícios de bola e estar mais focado em determinados momentos da partida.

Sobre o futuro na universidade, atualmente ele está comprometido com Arizona desde o dia 19 de abril deste ano. Mas isso pode mudar. Segundo o principal editor do 247Sports, Andrew Slater, é esperado que Kentucky consiga recrutar O’Neal. Seus motivos são razoavelmente previsíveis: como Arizona está atolado no escândalo de corrupção do basquete universitário, O’Neal está considerando ir para Kentucky junto com Bol Bol, seu colega de equipe no circuito EYBL (AAU).

Uma coisa nós temos certeza: Shareef deve se destacar cada vez mais agora como sênior. Ele corre contra o tempo para aparecer no top 5 da classe, já que, atualmente, está na 24º posição do ranking da ESPN.

Como ele vai se sair nesta temporada em Crossroads, e quais atletas que se destacarão em 2017-18, você vai saber tudo por aqui. Fique ligado.

Felipe Souza
Felipe Souza
Felipe Souza é o criador do site HSBasketballBR e co-criador do Live College BR. Ele escreve para o site americano D1Vision. Faz trabalho de Scout nas horas vagas e acredita que o estudo diário do basquete, faz dele um profissional melhor.
  • Marcelo P. #GoLakers

    Alguem sabe se ele ainda esta crescendo num bom ritmo? Pra um filho do Shaq ele é até baixo (inclusive pra jogar na 4), mas ainda ta começando o ano de senior do High School, deve crescer ainda

    • Alan Raczenski

      Homens crescem até os 21 anos, claro que ele pode não crescer mais, mas deve aumentar alguns centímetros sim

      • Verdade, Ben Simmons cresceu mais alguns centímetros desde que foi draftado.

      • Marcelo P. #GoLakers

        Eu parei c 15 kkkkkkk por isso a curiosidade

        • Marcelo Desoxi

          ;(

      • Marcelo Desoxi

        Anthony Davis continuou crescendo depois dos 21

  • RafaelRox

    É filho do Shaq com o Shareef Abdur-Rahim?

  • Matheus Bernardo

    Se jogar metade do que o seu pai jogou, terá jogado metade do que o seu pai jogou.

  • Marcinho Mueller

    “possui uma boa mecânica e é razoável nos arremessos de média e longa distância.”
    Aprendeu com quem isso? Em casa que não foi…

    • Aprendeu vendo o pai errar lance livre, foi assim que ele descobriu o que não fazer ao arremessar.

    • Felipe Souza

      Nos dois primeiros anos, ele “seguia” a qualidade dos arremessos do pai. Mas desde o começo da temporada passada, ele vem treinando diariamente com um professor particular. Isso ta ajudando bastante.

  • É uma safra interessante de filhos de astros e ex-astros. Jaxon Williams o filho do Jason Williams já demonstra algum potencial. LeBron James Jr também, achei que era hype pelo pai, mas o garoto tem boa visão e domínio de bola, apesar de ser super jovem. Também já vi elogios ao filho do Wade e do Iverson, embora esses eu ainda não conferi.

    • Felipe Souza

      O filho do Iverson ainda não tive oportunidade de ver uma partida inteira, mas os outros, são bons mesmo.

  • João Rafael Barros

    Tomara que o o Neal e Bol Bol vão pra Kentucky e quero muito que o Zion Williamson e aquele canadense R.J. Barrett vão pra lá também. Além de ter recrutado o PG Quicksilver.

    Go UK!