“Sinto como se tivesse uns 27 anos de idade”, comemora Jamal Crawford

Karl-Anthony Towns tinha quatro anos de idade quando Jamal Crawford entrou em uma quadra da NBA pela primeira vez. Dezessete temporadas e 1.251 partidas depois, o veterano vai ser companheiro de elenco do talentoso pivô. O ala-armador chegou ao Minnesota Timberwolves empolgado com as perspectivas futuras do novo time e da própria carreira – que, garante, está longe de terminar.

“Eu sinto como se tivesse uns 27 anos ainda. Estou realmente ótimo. Tomo cuidado comigo mesmo e nunca me permito ficar fora de forma. Sinceramente, acredito que posso jogar mais quatro ou cinco anos no nível atual. Minha impressão é que chego aqui rejuvenescido”, afirmou o três vezes vencedor do prêmio de melhor reserva da NBA, em entrevista ao jornal Minneapolis Star-Tribune.

Dispensado no início da agência livre, Crawford dispensou interesse de candidatos ao título – como Golden State Warriors e Cleveland Cavaliers – para assinar contrato de duas temporadas com a equipe de Minnesota. Ele ainda não tem um anel de campeão na carreira, mas acredita que ajudar o projeto emergente do Timberwolves pode ser mais recompensador do que reforçar um time preparado.

“Eles mostraram que estão tentando fazer as coisas da forma correta e sinto que o momento era certo para mim. Sinto que posso encaixar-me. Eu poderia facilmente ter ido para um candidato ao título, mas, às vezes, o mais gratificante é contribuir para times que precisam subir de patamar. Esse desafio é a parte divertida, pois empolga-me não saber o que podemos ser”, explicou o veterano de “alma jovem”.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.