Stan Van Gundy é o novo técnico e presidente de operações do Pistons

O novo “homem forte” do basquete do Detroit Pistons é Stan Van Gundy. O técnico de 54 anos chegou a um acordo para comandar o time e assumir a presidência de operações da franquia nesta quarta-feira. Segundo Marc Stein, da ESPN, o contrato assinado entre as partes possui cinco anos de duração e vai render US$35 milhões ao treinador.

“Stan é um vencedor em nossa liga, que enche suas equipes de paixão e força. Mas ele é mais do que um grande técnico. Também é um grande líder e comunicador. Nossas conversas me convenceram de que ele vai levar nossos jogadores, time e comunidade a um lugar muito louvável”, afirmou o dono do Pistons, Tom Gores, por meio de nota oficial.

Carreira - SVGVan Gundy também era pretendido pelo Golden State Warriors e parecia muito interessado em suceder Mark Jackson no comando da equipe, sediada em sua terra natal. Para “superar” a concorrência e assegurar o acerto, Gores ofereceu o cargo de presidente de operações (em aberto desde a saída de Joe Dumars) em conjunto com a vaga de treinador.

O técnico chega ao comando do Pistons para substituir John Loyer, que comandava o time interinamente desde a demissão de Mo Cheeks. “É uma honra ser escolhido para ajudar na construção de um time que compita por títulos. A visão de Tom Gores de montar um elenco para o futuro enquanto busca evolução imediata é um desafio que vou abraçar. Nós vamos trabalhar para mandar à quadra uma equipe que reflita a rica tradição de Detroit e também incorpore a força dos fãs de Detroit”, disse Van Gundy, que será apresentado nesta quinta.

O desafio do novo treinador/presidente é remodelar um dos elencos mais disfuncionais da liga, prejudicado por reforços trazidos na última offseason que não surtiram o efeito esperado em quadra (Brandon Jennings, Josh Smith). Ainda é possível que um novo gerente geral seja contratado para auxiliar o trabalho de bastidores.

Em oito temporadas como técnico do Miami Heat e Orlando Magic, Van Gundy nunca teve um ano sequer de campanha negativa e acumula recorde de 371 vitórias e 208 derrotas (64.1%). Em 2009, ele foi campeão da conferência Leste com o Magic – que contava com o astro Dwight Howard. O Pistons, por outro lado, vive uma realidade bem diferente: são seis temporadas seguidas com mais reveses do que triunfos.

[polldaddy poll=8048350]

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Arthur S.

    Ele vai ter trabalho pra conseguir um record positivo. Acho que ele consegue fazer o time de Detroit reder um pouco mais nessa temporada.
    Steve Kerr é o novo técnico dos Warriors.
    Fonte: nba.com

    • Lucas Tavares

      fato, contrato de 5 anos

    • Raphael Mascarenhas

      Não acho que seja tão difícil assim cara. Se ele trocar Smith ou Monroe por um bom ala-armador, eles podem ir até longe. Considerando o histórico dos times da conferencia leste, isso não é tão difícil. Eles são o oitavo time com maior chance de first pick. Vamos considerar que eles peguem o oitavo pick mesmo. Tem bons alas nessa faixa. Rodney Hood, James Young, Jeremi Grant, Glen Robinson III, Kyle Anderson, KJ McDaniels, Nik Stauskas, Doug McDemmort… Se pegar um desses e conseguir uma boa troca, o time pode ir longe. Ta todo mundo vendo como o Drummond ta evoluindo. Todo mundo sabe que o Smith joga muito bem como ala-pivo. O Jenning é um armador jovem, que pode evoluir bastante tbm. Mais um bom ala vindo do draft, e um bom ala-armador em uma possivel troca…. Pode ir muito longe esse time meu caro.

  • Olavo

    Ainda não entendo como Van Gundy ficou tanto tempo sem comandar uma equipe na NBA . Não sei se foi por escolha dele…

    Mas é bom vê-lo de volta . Acho que ele foi muito injustiçado no Magic.

    Se derem a ele toda essa liberdade , acho que o Pistons podem pegar uma vaga nos offs ano que vem.

    • Ricardo Stabolito Jr.

      É verdade, Olavo. Eu acho que ele chega como um dos cinco ou seis melhores técnicos da liga instantaneamente. Espero ter um artigo no fim de semana falando sobre isso.

    • Ele já tinha dito em entrevista, que era mais por decisão da família. Porque a família gostava da cidade, e ele não queria se mudar pra treinar outro time. Não deve ter sido por falta de convite, ainda mais depois de um ótimo trabalho no Magic.

  • l.Avila

    Smith deve ser trocado.

    • Charles

      Quem vai querer? Tem mais 3 anos de contrato com salário de 14kk.

  • Se ele conseguiu combinar o jogo de Rashard Lewis e Hedo Turkoglu mantendo o padrão de defesa do Magic. Ele vai conseguir ajustar Smith na rotação.

  • dede

    otimo reforço..bola dentro dos pistons!!!!!!!

  • Sandro Correa

    Não tenho dúvidas que ele vai fazer esse time funcionar. Voltaremos a ver Josh Smith jogando o seu melhor basquete. Acredito que Greg Moroe vai ser trocado. Garrafão com Smith e Drummond tem mais condições de dar certo.

  • Dan Almeida

    Drummond com Josh + gundy se nao der certo nao sei mais o que pode dar!!!
    Um dos melhores Pivos da liga na proxima temporada e o Josh saudavel vai ficar muito bom!!

  • Zorg

    Pistons acerta na contratação mas não creio que ele irá promover alguma troca imediatamente (J Smith, G Monroe, B Jennings) …. creio que ele irá primeiro tentar compor e ver as alternativas que esses jogadores permitem executar ….. essa troca imediata so viria se surgir um oportunidade única (daquelas que não se pode perder) do contrário ele terá em mãos quatro jogadores altamente qualificados para montar um sistema ….. como foi bem lembrando, se ele montou um Magic com Hedo e Lewis … as possibilidades com J Smith, G Monroe, B Jennings e Andre D são muito melhores .

  • Kleber

    Muito bom técnico. Pistons acertou.

  • simoes12

    Se quiser melhorar, já tem que dar um jeito de mandar Josh Smith embora. Foi uma contratação terrível, considerando o elenco do Pistons.