Steve Nash e Jason Kidd entram para o Hall da Fama

A classe de 2018 do Hall da Fama foi oficialmente homenageada no último final de semana, em cerimônia realizada em Springfield, Massachussets. Dois dos maiores armadores da história da NBA, os ídolos Steve Nash e Jason Kidd, encabeçaram a lista de 13 eleitos este ano para o templo máximo do basquete.

Em seu discurso de agradecimento, o armador canadense de 44 anos fez referência aos dois times em que marcou época: Phoenix Suns (1996-1998 e 2004-2012) e Dallas Mavericks (1998 e 2004), e relembrou o período em que atuou ao lado de nomes como Amar’e Stoudemire, Dirk Nowitzki e Michael Finley e foi treinado por Danny Ainge, Mike D’Antoni e Don Nelson. Além disso, Nash mandou um recado aos seus quatro filhos e a todas as crianças do mundo.

“Encontre algo que você ame fazer e faça todos os dias. Seja obcecado. O equilíbrio pode vir depois. Use sua imaginação. Coloque tudo no papel. Declare suas intenções. Defina pequenos objetivos. Derrube-os e defina mais objetivos. Ganhe impulso, construa confiança. Tenha uma crença profunda. Você não precisa ser o escolhido. E o mais importante: nunca pare de se esforçar”, afirmou Nash.

Já Kidd, que foi conduzido ao palco pelo ex-armador e também integrante do Hall da Fama, Gary Payton, brincou com Nowitzki, seu ex-companheiro nos tempos de Mavs, e fez um agradecimento especial a Grant Hill, que dividiu com ele o prêmio de calouro do ano em 1995 e também integra a classe de 2018 para o Hall da Fama.

O ex-armador também fez agradecimentos seu agente e amigo de longa data, Jeff Schwartz, que salvou sua vida de uma criatura chamada caravela portuguesa (animal de tentáculos muitas vezes confundido com água-viva). O incidente ocorreu no verão de 2004, quando o ex-armador e Schwartz alugaram um barco para velejar pelo oceano, em uma viagem com familiares e amigos até Cabo San Lucas (México). No período em que parou para nadar, Kidd foi atacado pelo animal, mas foi salvo pelo amigo.

Além de Nash e Kidd, outros três ex-jogadores escolhidos pelo comitê de honra do Naismith Memorial foram homenageados no final de semana passado: o já citado Hill, Ray Allen e Maurice Cheeks.

Grant Hill, Jason Kidd, Ray Allen e Steve Nash (da esquerda para a direita)

A lista de honra masculina foi fechada pelo veteraníssimo técnico universitário Charles “Lefty” Driesell, único profissional a liderar quatro instituições diferentes da NCAA a 100 vitórias na carreira.

O comitê de honra feminino elegeu duas lendas da WNBA em seus primeiros anos de elegibilidade para a classe deste ano: a ex-ala-pivô Tina Thompson (dona de quatro títulos da liga) e a ex-ala Katie Smith (bicampeã olímpica e da liga). Outra mulher entre as selecionadas foi a lenda Ora Mae Washington, escolha do comitê dos pioneiros afro-americanos de forma póstuma.

Além disso, o comitê internacional escolheu o ex-pivô croata Dino Radja, que jogou pelo Boston Celtics, enquanto o comitê dos veteranos selecionou o ex-ala Charlie Smith, uma lenda da extinta ABA e NBA. O comitê dos contribuidores do esporte, por sua vez, elegeu dois nomes: os dirigentes Rod Thorn e Rick Welts.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Guilherme

    Nash, Kidd e Allen são indiscutíveis. Acredito que Hill também seja, mas já vi muita gente que discorda. Eu o colocaria sem dúvidas. Sobre o Cheeks, confesso que não acompanhei sua carreira de perto, mas era peça chave naquele timaço dos Sixers que batia de frente com os fantásticos Lakers e Celtics dos anos 80, pelo menos até a metade da década. No final, acredito que a nomeação de todos tenha sido justíssima.

    • Luk4z

      concordo, acho q esses 5 jogadores sao merecidos da maior honra individual do basquete mundial.

  • Rafael Victor

    Fico muito feliz de ver o Kidd nessa!

    Sempre foi o armador preferido!

  • Elias Ferreira

    Discurso de agradecimento deles é muito incrível, lembrando os nomes dos companheiros de time, dos técnicos e de outras pessoas também. A emoção do Cheeks, a humildade do Hill, os agradecimentos do Allen, top demais.

  • Diego Costa

    Mais do que merecido. Não tem nem o que discutir.

  • Claudio R.

    Jason Kidd é top 5 da posição alltime, atras apenas de Magic Johnson, Osca Robertson, Isiah Thomas, John Stockton. Jogadorzaço, excelente defensor de perimetro, um passador Fantastico. Agora não me entra a cabeça Steve Nash ser Hall da fama, pois seu jogo só explodiu depois da mudança de marcação da liga, quando tiraram a fisicalidade da marcação 1-1 …. enfim, tinha habilidade, não entenda errado, mas se todo jogador que for habilidoso for pro Hall da fama, nem tem sentido ter comite de avaliação, pq quase todo mundo na NBA é habilidoso de alguma forma. Pra mim a honraria deveria ser só pros mais distintos, os realmente fora de serie, pros Campeões ou os suprassumos de suas posições no jogo.

    • Vinícius Maia

      Então todos os grandes que jogaram na época do Nash não mereceriam, pois não faz nenhum sentido dizer que nash foi o único beneficiado rs.

      Isso sem falar que Nash já jogava muito nos tempos de Dallas.

    • Anderson Luis Monteiro

      Impossível alguém q ganhou dois MVPs n entrar no Hall da Fama

      • Claudio R.

        Rose então é first ballon né??? fala serio

    • David Ribeiro

      Com todo respeito a sua opinião, parceiro, mas você chegou a assistir Nash jogar (digo, ver jogos completos dele)? Não conheço ninguém que tenha visto e compartilhe desse seu ponto de vista. O cara tinha estrela, pra mim, indiscutivelmente (mesmo com os seus defeitos).

      • Claudio R.

        assisti sim, mas ess minha opinião, é compartilhada por muitos ex jogadores da nba, comentaristas, ate msm teve uma mesa redonda no programa do Garnett Area 21 senão me engano, que falaram exatamente isso que disse!… enfim, foi um puta jogador, mas se todo puta jogador for Hall da fama… haja parede!!!

        • Arthur B.

          Caralho mano… Ele não foi só um puta jogador, foi duas vezes MVP, algo já muito difícil de conseguir. E como se isso não bastasse o Nash mudou o jogo, grande parte do estilo de jogo que a gente vê hoje na NBA só existe por causa do Suns do Nash. Isso é coisa pra caralho. Ele não é só um puta jogador, é um dos maiores ídolos, se não o maior, de uma franquia, que apesar do momento, sempre foi relevante pra liga.

    • Thiago

      Se um jogador com números do nash não é HOF, então não sei quem mais poderia ser. Pelo seu argumento nenhum jogador que atuou ou atue depois da mudança de marcação esta apito para ser HOF< logo Lebron não é HOF

    • Marcos Gordinho

      Putz!!! Cara, Nash foi 2x MVP, calouro do ano, tinha aproveitamento absurdo finalizando e foi um dos maiores QI’s do basquete moderno, senão o maior. Verdade que não era bom defensor mas outros que não defendiam tão bem e fizeram bem menos que ele chegaram ao HOF. Apanhou até o limite nos offs e sempre que caiu foi com cabeça erguida, teve prejuízos em uma época em que a arbitragem na NBA teve seu período mais questionável. Enfim, mais que merecido essa homenagem. Kidd era diferente de Nash, armador purista, sempre preferia dar assistências que concluir a cesta mesmo quando poderia finalizar com certa facilidade. Não acho que seja injusto certos nomes no HOF como Hill, a persistência de atletas como ele moldam o espírito esportivo. Sofreu com lesões severas e constantes, mas nunca desistiu do jogo. Parabéns a todos!

    • Nicolas Dias

      Existem muitos fatores para justificar a explosão do Nash em sua quarta ou quinta temporada, que não se resuma a mudança de marcação. No Suns a rotação era cheia, o ídolo da franquia Kevin Johnson ainda era titular, e tinha o Kidd como seu imediato, depois Nash teve problemas com lesão, ele também veio de uma universidade fraca, e uma conferência bem razoável, tem o tempo natural de evolução. De qualquer forma a mudança de regras não é demérito para o Nash, ele não tem nada a ver com a mudança. O cara é 2x MVP, 5x líder em assistência, recordista no seleto grupo do 50-40-90 club, e o 3° maior passador da história, se isso não faz dele distinto e fora de série eu não sei o que faz.

    • Romario Venâncio

      curry 2x mvp 1 unanime 5x all star 3x campeao maior arremessador da historia. nao passou ele na sua opiniao?

      • Claudio R.

        pra mim o curry com certeza será um dos 10 maiores da posição alltime, pra mim ja está, mas Kidd pra mim é mais completo, pois atacava e defendia com a mesma excelencia, curry é ofensivamente bem melhor, mas como armador e marcador está bem atras do kidd na minha opinião, mas se continuar sendo campeão, ou ao menos ganhando nos offs, ao fim da carreira passa sim

        • Romario Venâncio

          respeito sua opiniao.acho o kidd excelente armador top 10 da posicao,mas o curry ja passou ele entre os maiores.muitos analistas poem o curry top 3 atras apenas do Goat Magic e o Big O. com todo respeito ao stockton e os outros mas o carinha e 2x mvp e 3x champ coisa que nenhum deles tem.

  • LeBrOSMAN #YoungBull

    De todos estes, gosto demais do Nash. O q esse cara melhorava os jogadores a sua volta era um absurdo! Gortat e Stoudemire devem muito a ele! Um gênio no Pick and Roll! Ele foi o ataque do Suns por mt tempo.
    O Grant Hill eu só acompanhei o final da carreira. Mas já vi relatos do tipo q, ele era o LeBron James antes do próprio LeBron. Muitos elogios a ele, mas sempre foi afetado por graves lesões.

  • Eder Bicalho

    Nash foi um dos maiores amadores que a liga já viu, pensava o jogo como poucos, infelizmente nunca foi mto de marcar, o que atrapalhou um pouco sua genialidade.

  • Albert Santos

    MONSTROS !

  • Vinícius Maia

    Dois dos três recordistas de assistências na mesma classe. Que coisa inusitada rs.

    No mais, eu queria entender porque o Nash deixou o Dallas. Já procurei algo sobre isso, mas nunca encontrei. Digo isso porquê acredito que Nash e dirk poderiam ter conquistado mais de um título juntos. Será que nash teve um pensamento tipo o do kyrie, de brilhar sozinho?

    • LeBrOSMAN #YoungBull

      Foi uma decisão do próprio Mavs, ñ querer renovar com o Nash. Segundo o Cuban, os médicos do Mavs disseram q o Nash num futuro próximo teria graves problemas físicos, e q ñ iria valer a pena renovar seu contrato. Cuban disse, q este é o maior erro q ele cometeu, ñ ter renovado com o Nash.
      https://www.slamonline.com/archives/mark-cuban-says-mavericks-were-wrong-about-steve-nash-in-2004/

      • Vinícius Maia

        Valeu drew!

        Em partes, os médicos não estavam tão errados neh?! Depois que saiu do suns, as lesões acabaram com a carreira dele. Mas se os anos que ele passou no suns tivessem sido em Dallas, Nash e dirk poderiam ter uns dois anéis rs.

  • Victor Chittolina

    Jason Kidd é um dos armadores mais completos que eu tive a oportunidade de acompanhar. Era um grande passador, reboteiro de primeira, capacidade de infiltração e matava as bolas do perímetro, além de ser um excelente defenaor. Em uma época cheia de grandes armadores, foi o titular do “Redeem Team”, campeão olímpico em 2008, o time que reafirmou a grande superioridade estadunidense no basquete.

    Já o Nash talvez seja o passador mais espetacular que eu vi, talvez mais que Magic, CP3, Jason Williams, Rondo e o próprio Kidd. Falando apenas em show, são os primeiros que me vêm à cabeça, mas o Nash lidera essa lista. Além de ser 2x MVP, comandando um dos maiores ataques da história da liga, sem contar a incrível capacidade de arremesso (sendo um dos poucos membros do clube dos 50/40/90 e que tem O MAIOR PERCENTUAL DE ACERTO DA HISTÓRIA DA NBA nos lances livres). Merecidíssimo.

    Ray Allen dispensa apresentações. Foi considerado por muito tempo o maior arremessador da história (talvez hoje esse posto já seja do Curry), mas é certamente um dos maiores SG de todos os tempos e que matou uma das bolas mais importantes da história dos playoffs, naquele jogo 6 de Heat x Spurs. Ganhou com Pierce e Garnett, depois com LeBron, Wade e Bosh, mas mesmo assim deixou a sua marca nos times campeões.

    O Grant Hill que eu fico meio assim… Ele teve uma careira longeva (19 temporadas, sendo que atuou em 18), mas foi aos playoffs “apenas” 8 vezes e não teve grande destaque em nenhum. Foi um excelente jogador, mas acho a indicação dele um pouco banal para um HoF, mas né…

    • Nicolas Dias

      Acho que a carreira universitária do Hill também pesou bastante, nós podemos não atribuir tanto valor a isso (principalmente nos dias de hoje pelo “one and done”) mas no USA basquete universitário tem um grande público, e Hill se tornou uma lenda numa das equipes mais tradicionais em uma época que o college tinha muito mais prestígio.

      • Victor Chittolina

        Eu acho que a indicação dele é questionável, no sentido de que pode levar à discussão, mas é perfeitamente compreensível também. Mesmo na NBA ele teve uma carreira sólida, foi um dos melhores alas da época, mas talvez tenha sido mais relevante no basquetebol universitário mesmo. Como o Hall da Fama é do basquete, não apenas da NBA, o sucesso dele na NCAA pode fazê-lo merecedor do posto.
        Fui olhar no Basketball Reference e ele tinha uma probabilidade de 89% de ser indicado, ou seja, muito alta. Eu, particularmente, acharia uma honraria maior se o Hall da Fama fosse para um grupo mais seleto, mas há diversos jogadores menos efetivos que o Hill que já estão imortalizados, então não deixa de ser uma escolha justa.

  • Diego Pereira Dos Santos

    Quem diz que Nash não tinha que receber este prêmio ou é cego ou é daqueles que assitiu ele jogar no YouTube. O cara 2x MVP taxa de aproveitamento absurdo em todos os quesitos… a unica coisa negativa era sua defesa

  • Dudu Ferrero

    merecido, o unico que jamais vou concordar é do Grant Hill, foi otimo jogador, pra mim se nao fosse as contusoes estaria sim, mas ele teve muitos problemas e nao conseguiu jogar em um nivel do Hall da Fama por anos seguidos

    • CorreBerg

      Grant Hill entrou mais pelo que ele fez no college.

      • Dudu Ferrero

        no meio dos anos 90 quando ele foi Draftado eu tinha na cabeça que ele, o O’neal e o Penny Hardaway eram o futuro da NBA, o O’neal realmente foi.. mas o Hardaway e o Hill as lesoes acabaram com suas carreiras

    • felipe fernando Oliveira

      Coloco Tmac também. Nenhum dos dois merecia

      • Dudu Ferrero

        verdade e nem o Vince Carter merecerá quando se aposentar

        eu acho que Hall da Fama tem que ser um nivel muito alto, e nao de apenas umas 5 temporadas boas, jaja colocam o Jerry Stackhouse tambem kkk

  • Neverminder – #ForaManoMenezes

    Steve Nash e Jason Kidd…. junto com o Gary Payton, são meus armadores preferidos depois do Magic Johnson e do John Stockton… Muito feliz em vê-los no HOF !!!

    • Dudu Ferrero

      poe o Isiah Thomas nessa lista ., monstrão
      so nao coloco Bob Cousy e cia porque era muito antigo kkk mas dos anos 80 pra frente sao esses mesmo

  • Claudio R.

    Daqui a pouco até o Derrick Rose é Hall da fama, afinal, foi o mvp mais jovem da liga né?… A NFL tem criterios mais rigidos com seus honrados… vide T.Owens !!!!

    • Guilherme

      Mas o Owens foi eleito, mesmo que tardiamente. E foi merecido, diga-se de passagem.

      • Claudio R.

        sim, mas foi uma luta danada….

  • Wasteland Wanderer

    Isso que as lesões pararam Grant Hill, imagina só onde esse cara teria chegado se não fosse isso. Jogador dos mais espetaculares que já vi!

  • Bruno Ribeiro-76ers

    Q classe sensacional essa… Como gostava de ver Nash e Kidd jogando, cada qual com seu estilo eram armadores sensacionais, em relação ao Grant Hill, uma pena as lesões terem atrapalhado, poderia ter feito muito mais, e ainda assim, teve uma carreira muito boa… Tina Thompson fenomenal tbm… Em relação ao Mo Cheeks, só lembro dele como técnico, nessa função deixou a desejar, mas gostaria muito de ter visto, ganhou um título no meu time e ainda tem a camisa aposentada.