Ainda faltam 14 partidas para o fim da temporada do Cleveland Cavaliers, mas o time não briga por nada mais do que impedir que a atual série de nove derrotas consecutivas continue a crescer. Por isso, o treinador Byron Scott já pensa se correr certos riscos é realmente necessário. O armador Kyrie Irving está se recuperando de uma lesão no ombro direito e deverá estar em condições para a disputa dos últimos sete jogos da campanha, mas o técnico pensa em poupá-lo no período para evitar novas contusões.

“Nós vamos ver como ele reage nos próximos dias, com tratamento e descanso, e tomaremos uma decisão. Mas eu vou ser sincero com vocês: estou realmente pensando em tirá-lo da temporada”, admitiu Scott, mesmo sabendo que o calouro não iria gostar de ficar afastado do grupo tendo condições de jogo.

O Cavaliers chegou a ensaiar entrar na disputa por uma vaga nos playoffs, mas vive um péssimo momento na temporada. Com apenas 17 vitórias em 52 partidas, o time está na antepenúltima posição da conferência Leste e possui a quarta pior campanha da liga.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Gabriel Costa Mendes

    Ao meu ver, é uma proposta válida, já que ele está voltando de lesão.
    O certo a se fazer a conversar com o jogador a respeito disso.

  • Ismael Paiva

    O Cavs briga agora por uma boa escolha no draft, então quanto mais perder melhor, é estranho mas é verdade, e B. Scott sabe disso, colocar o Irving em quadra nesse momento seria prejudicial ao Cavs.