October 21, 2014; Oakland, CA, USA; Golden State Warriors head coach Steve Kerr instructs during the second quarter against the Los Angeles Clippers at Oracle Arena. Mandatory Credit: Kyle Terada-USA TODAY Sports

Steve Kerr tem a chance de fazer história na NBA nesta quinta-feira, tornando-se o primeiro treinador a ser bicampeão em seus dois primeiros anos no cargo desde a década de 1940. E, para conquistar o segundo título, o ex-armador já sabe o que os jogadores do Golden State Warriors precisam mostrar em quadra: o técnico quer ver um time mais focado na sexta partida contra o Cleveland Cavaliers.

“Eu lembro de todas as celebrações de título em que estive envolvido e quero viver isso de novo. Mas temos que manter o foco em quadra e errar menos para chegar lá. Sentimos a falta de Draymond Green na partida anterior e não conseguimos fechar a série em casa, então temos que recarregar a bateria e só pensar no jogo 6”, afirmou o comandante, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

Mas, se Green estará de volta para a sexta partida das finais, o Warriors ganhou um novo desfalque importante: Andrew Bogut. O pivô sofreu lesão no joelho durante o jogo anterior da série e vai ficar afastado da reta final da decisão deste ano. Kerr confirmou que, na ausência do australiano, Festus Ezeli ganhará um maior espaço na rotação.

“Nós vamos sentir falta de Andrew. Ele foi muito bem nos primeiros dois jogos e tem uma presença defensiva importante. Contribuiu nos rebotes e é um ótimo passador. Posso dizer que os minutos de Festus aumentarão e ele terá um papel importante no resto da série, mas todos têm que estar prontos para entrar em algum momento, por lesão ou duelos individuais”, concluiu o treinador.

Warriors e Cavaliers entram em quadra às 22h (Brasília) na Quicken Loans Arena, em Cleveland, para o possível último jogo da temporada. Para os fãs da NBA residentes em São Paulo, uma ótima opção para assistir ao jogo com outros amantes do basquete é o Titular Bar, bar temático localizado no bairro da Mooca.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • FelipeB.

    Ezeli vai começar, mas logo vai sair, e vão de de small ball. Isso se o Green ja não começar de C. Acho que ele vai jogar mais de 30 minutos nessa posição. Tem que mandar todo mundo pra cima dele, carregar de falta o máximo possível.

  • pedrokadf

    ” Acredito fortemente que se eu tivesse jogado o jogo 5, seríamos campeões. Mas eu não pude pois me coloquei em uma situação na qual não estive apto” – D.Green.
    Só eu acho q o GSW está falando demais ?
    sei não ein, estão provocando a fera rs

    • Rafael Victor

      Se fosse só os jogadores do Warriors, eu nem falava nada! Só que teve também: a mulher do Curry, o pai do Thompson…

      Outra parada: Nem todo mundo é Romário, que quando falava que ia fazer, fazia mesmo!

      • pedrokadf

        exato

    • Sid Payne- Dança muito

      N gosto disso desde a risada sobre a defesa do Curry
      N sei se eles ficaram puto, mas…

      • pedrokadf

        éh..

    • indian!

      Eles são o melhor time da Historia tem que falar mesmo:/

      • pedrokadf

        diria que é o time q mais venceu jogos na temporada regular, mas melhor time da historia ? sei não, tbm não sei se vc falou sarcasticamente kkkk
        enfim

      • Edílson

        TAVA SUMIDO.

  • BVB87

    Talvez com ele em quadra o jogo seria diferente e o lebron e irving nao teriam feito o jogo que fizeram, por mais que o iguodala marque bem o lebron outro tem que ajudar na marcação nos outros jogadores.

  • Elber Sampaio

    Eu quero sangue e OT!