“Temos um jovem especial em Ja Morant”, celebra treinador do Grizzlies

Parece ser uma questão de tempo para que Ja Morant torne-se o segundo atleta do Memphis Grizzlies eleito melhor calouro do ano. A franquia, porém, acredita ter muito mais do que um ótimo estreante em seu novo armador titular. Vendo a ética de trabalho e disposição do novato, o treinador Taylor Jenkins aposta que o prêmio é só o primeiro passo de uma carreira potencialmente brilhante.

“Ja melhora e evolui a cada dia. Isso é o que adoro em nossa dinâmica de trabalho: o garoto realmente está disposto a ser treinado e gosta de aprender. Só observem o quanto ele já aprendeu em tão pouco tempo aqui. Nós temos um jovem especial em Ja”, afirmou o técnico de 35 anos, que está em sua primeira temporada no comando de um time da liga, em entrevista ao site USA Today Sports.

E, para alcançar as expectativas do Grizzlies e de Jenkins, Morant sabe que o mais importante aspecto é ser verdadeiro com sua essência como jogador. “No final das contas, eu estou apenas jogando basquete – o que fiz por toda a vida. Continuarei executando o meu jogo, não importa quem sejam os oponentes. Tenho que ser eu mesmo. Não tento ser ninguém além de mim em quadra”, concluiu o calouro.