Timberwolves surpreende e demite Tom Thibodeau após vitória tranquila

Tom Thibodeau não é mais o técnico do Minnesota Timberwolves. A medida tomada pela direção da franquia surpreendeu jogadores e o próprio treinador, na noite desse domingo, já que, poucas horas antes, o time de Minneapolis havia atropelado o Los Angeles Lakers por 108 a 86. Além dele, o assistente Andy Greer também deixa de fazer parte da comissão técnica da equipe.

“Gostaríamos de agradecer Tom por seus esforços e desejar a ele tudo de bom. Essas decisões nunca são fáceis de serem tomadas, mas sentimos que era necessário levar a nossa organização adiante”, disse Glen Taylor, proprietário do Timberwolves, em um comunicado enviado à imprensa.

Com a saída de Thibodeau, o auxiliar Ryan Saunders, filho do falecido Flip Saunders, assume o comando do Timberwolves até o final da temporada. De acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN, os nomes de Fred Hoiberg, ex-técnico do Chicago Bulls, e de Monty Williams, ex-treinador do New Orleans Pelicans e atual assistente técnico do Philadelphia 76ers, estão no radar da franquia.

O gerente-geral Scott Layden permanece no cargo, mas tem um futuro incerto em Minnesota, tanto que o ex-jogador Chauncey Billups, que trabalha atualmente como comentarista na ESPN, é cotado para assumir a função.

Contratado em abril de 2016 para os cargos de treinador e presidente de operações de basquete, Thibodeau chegou ao Timberwolves com plenos poderes, mas teve uma passagem de altos e baixos pela franquia de Minneapolis. Sob o comando dele, a equipe venceu 97 de 204 jogos possíveis, o que representa um aproveitamento de quase 48%.

Em 2017/18, Thibodeau conseguiu levar o time à pós-temporada, encerrando um incômodo jejum que já durava 14 anos. Oitavo colocado da Conferência Oeste, o Timberwolves foi derrotado pelo Houston Rockets na primeira rodada dos playoffs, em uma série de cinco partidas.

Responsável também pelas movimentações da equipe, Thibodeau executou algumas trocas que mudaram o time de patamar. Na agência livre de 2016, ele fechou uma extensão contratual de US$64 milhões, válida por quatro anos, com o pivô senegalês Gorgui Dieng.

Na offseason seguinte, Thibodeau foi mais ousado e fechou uma troca na noite do draft. Trouxe o astro Jimmy Butler e adquiriu os direitos do pivô Justin Patton. Em contrapartida, cedeu o armador Kris Dunn, o ala-armador Zach LaVine e os direitos do ala-pivô finlandês Lauri Markkanen ao Chicago Bulls. Uma semana depois, ele enviou o armador Ricky Rubio para o Utah Jazz em troca de uma escolha de primeira rodada do recrutamento de 2018 (que viria a ser o ala-armador Josh Okogie).

Além disso, na mesma offseason, Thibodeau assinou com os agentes livres Jeff Teague, Taj Gibson e Jamal Crawford, e estendeu o contrato do ala Andrew Wiggins até 2022, no valor de US$148 milhões de dólares. Em março do ano passado, trouxe um velho conhecido: o armador Derrick Rose, comandado por ele no Bulls.

Nesta temporada, Thibodeau não estendeu o vínculo com o ala-pivô sérvio Nemanja Bjelica, dispensou o pivô Cole Aldrich, contratou o ala-pivô Anthony Tolliver e o ala James Nunnally, renovou o contrato de Rose e trouxe outro ex-pupilo dos tempos de Chicago: o veterano ala Luol Deng, que havia sido dispensado pelo Los Angeles Lakers.

No entanto, o técnico/dirigente se envolveu em uma polêmica com o insatisfeito Butler. Ainda no período de férias, o jogador avisou que não renovaria com o time, em 2019, e que, por isso, desejaria ser trocado antes do início da temporada. Thibodeau resistiu ao máximo à ideia de negociar o ala, até que, no início de novembro, já com a temporada em andamento, Butler foi trocado com o Philadelphia 76ers, junto com Patton. Na negociação, o Timberwolves adquiriu o armador Jerryd Bayless, o ala Robert Covington, o ala-pivô Dario Saric e uma escolha de segunda rodada do draft de 2022.

Com todas essas mudanças e afetada pela ‘novela’ envolvendo a saída de Butler, a equipe de Minnesota faz uma campanha decepcionante em 2018/19, com 19 vitórias em 40 jogos disputados, ocupando apenas a 11ª colocação no Oeste.

Um dos treinadores mais bem pagos da NBA, Thibodeau tinha contrato com a franquia até 2021, com direito a um salário de aproximadamente US$8 milhões por temporada.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Jefferson Cavalcanti

    Já tinha passado da hora.

  • Albert Santos

    Foi tarde !

  • Escanor do basquete

    Só fez burrada, demorou pra diretoria acordar e mandar embora.

  • jefferson ferreira

    Velho impressionante como thibodeau fez merda…porra olha as trocas…deixar passar un markanenn…mandar pa de jovens promissores pro bulls por butler pra depois brigar c o cara….as cagadas fora sao cobradas dentro de quadra….por isso o time ta
    na draga

    • Vinícius Maia

      Agora é fácil falar isso meu caro, mas na época a troca foi muito elogiada. É que nem a galera que agora crítica o sixers por ter selecionado fultz e não Tatum. Agora é fácil falar que o sixers errou feio, mas na época quem foi criticado foi o Celtics por deixar passar o melhor talento disponível no draft.

      Trocar lavine, que era inconstante e não se encaixava bem com Towns e Wiggins, Kris dunn, que nunca rendeu muita coisa no wolves e a oitava escolha do draft por um all star consolidado que rende dos dois lados da quadra foi tido como um ótimo negócio para o Wolves. Por fim, markanen foi um baita achado naquele draft, pois ele não era muito falado na época. Acho que ninguém esperava, naquela época, que o Bulls estivesse adquirindo dois jogadores que iriam surgir como as duas principais referências ofensivas da equipe dando esperança de um futuro promissor a franquia (lavine e markanen)

      • Thiago Pinto

        Sem contar que ainda pegou a escolha do Bulls (acho que 16). Foda que draftou mal. Podia ter sido John Collins, Kyle Kuzma, Anunoby…Na época a troca foi ótima pro Wolves

  • Guy de Lombard

    Isso que é planejamento de longo prazo. Demite o Thibs mas quer levar o Hoiberg para manter o projeto Timberbulls intacto!

  • Infelizmente não chegou perto de repetir o sucesso que fez no Bulls. A defesa, que era sua marca registrada, foi a pior parte do time. Acho muito improvável ver o Thibodeau comandando uma equipe da NBA novamente.

    • Cerginho- Jornalista diplomado

      Claro que seria, seus dois FPs não são muito fãs de empenho defensivo, um não eh muito fade empenho em nenhum lado da quadra.

  • Marcio

    Quanta cagada fez esse cara em Minnesota!

  • Neverminder – #ForaManoMenezes

    Pessoal podia aproveitar a ideia em Los Angeles e despachar o Luke Walton

  • Gabriel De Oliveira Meira

    Um dos piores técnicos da liga, perfeccionista não sabe ser flexível, lendo o que ele fez como gerente, só fez merda… Quer resultado rápido. Imagina jogar com este cara do primeiro ao último minuto berrando na sua orelha! Vai tarde. Devem tankar, mas tenho certeza que rendem mais nas mãos de outro técnico.

  • LeBrOSMAN⚔️O Draft é logo ali

    Ganhar por 22 pts de diferença do Lakers ñ foi suficiente, heuheuhe. Mas esse momento da demissão é algo varzeano! Ainda mais se for para contratar o Hoiberg, q é outra filosofia de jogo, completamente diferente dessa do Thibs.
    Nesse momento leva o time com o assistente até a parada para o ASG, e coloca o treinador novo no comando então, ao menos vai ter 1 semana livre para treinos. Mas, de qualquer forma, acho q ficou ainda mais difícil para o Wolves ir para os Playoffs, com um Oeste tão competitivo, ter q iniciar um novo planejamento no meio da temporada é mt complicado.

    • Marcos Gordinho

      Huahuahua!!! Para ver como são as coisas, ganhar só por 22 pontos do Lakers sem Lebron é motivo de demissão!!! Huahuahua!!!

  • Vitor Martins

    Já dá pra dizer que Doc Rivers >>>>>>> Thibs???? rs
    Por muito tempo acreditei o contrário.

    • Cerginho- Jornalista diplomado

      Doc é mais técnico e por muito.

  • arruda91 arruda

    Vem ser feliz no Lakers 😂😂

  • Caseh

    Pra trazer Hoiberg ou Monty Williams? Como diria o saudoso Lucas Ottoni, fã do Pelicans, é muuuuuuuuito sofrimento!

  • Alex Alves

    Ninguém vai resolver o problema do Wolves até o Wiggins e o Towns não terem vontade de defender.

    • Marcos Gordinho

      No caso de Wiggins, falta vontade de atacar também!

  • Doug

    O curioso é que lendo a matéria, hj, parece que só fez besteira…talvez realmente tenha sido, pois perdeu um belo pacote p o Bulls a troca de praticamente nada, já que Butler vazou…foi mais manager dos Bulls q dos Timbs, durante sua estadia em Minneapolis…

  • Luiz

    A troca do Butler por Saric, Convington foi boa. E Rose pelo contrato mínimo também foi ótimo.

    Thibs é bem melhor que Hoiberg, Monty e provavelmente melhor que esse treinador interino que vai assumir, não entendi a demissão agora, melhor esperar a offseason e pegar um bom técnico.

  • Eliézer Alves

    Por um lado é um bom sinal, mostra que a franquia não quer estar onde está, mas por outro lado tiveram momentos mais proprícios pra isso o time está sem RoCo e sem D-Rose, não tem como exigir mt agora.

  • Brockbell

    Ao me ver foi merecido e não foi. Além de mostrar que a diretoria não se acomodou, o que é um bom sinal. Mas quem no mercado pode alavancar esse time?
    Mas falando como um todo, Thibs fez trocas questionáveis que na epoca dividia opiniões.
    Hoje podemos dizer quais foram as ruins e as boas.
    Mas muito do que o Wolves passa hoje é pela displicência de Wiggins e Thibs nao conseguiu resolver isso. Estava além da sua capacidade pq é da personalidade do Wiggins, se ele estivesse jogando como era esperado do seu hype e first pick, Wolves hoje era para estar entre os 6 primeiros da liga. (O cara vem pro jogo e esquece de vestir a camisa, pfv)
    A troca de Butler foi mais problema com Wiggins do que com Thibs, mas conseguiu Roco e Saric, além da aposta em D.Rose ter dado certo.
    Então como Thibs tem problemas de tecnico que todo todos tem, mas principalmente não conseguiu acertar Wiggins, o Wolves quer apostar em outro Técnico que talvez possa mudar o jeito do time, e talvez sua identidade.

  • Pablo Leite

    Ou seja, o Wolves voltou a ser o que sempre foi: uma franquia sem rumo.

  • DNT – KnickTankMode

    Demissão no meio da temporada é receita para o fracasso, o novo técnico não vai ter tempo para implementar o sistema de jogo, conhecer melhor os atletas e seus potenciais. Contudo, o dono do Wolves não deve enxergar futuro para esse time nas mão do Thibs, principalmente, como presidente de operações, onde teve movimentações bem questionaveis.

  • Paulo Henrique

    Alguns meses de atraso apenas

  • Marcos Gordinho

    Juroquenãotôentendendonada!!! É o fim do Timberbulls? Rose tá com lesão séria (a equipe vinha precisando muito dele)? Qual a parcela de culpa de Wiggins (e sua displicência e salário elevadíssimo)? Quem mesmo colocaram no lugar? Olha, Thibs merecia cada crítica, mas mudar assim foi descabido demais. Mistério!!!