Causou certa estranheza quando LeBron James acertou a ida ao Los Angeles Lakers, em julho do ano passado. Pudera, o astro deixava a conferência Leste pela primeira vez na carreira depois de disputar as últimas oito finais da NBA jogando pelo Miami Heat e Cleveland Cavaliers.

Desde 2003 na liga, LeBron só renovou seu contrato uma vez na carreira. Ao fim de seu acordo de calouro, em 2006-07, o astro seguiu no Cavs por mais três anos — optou por tornar-se agente livre no quarto. No mais, James sempre deixou seus times: em 2010, para o Heat, em 2014, de volta para o Cavaliers e, por fim, em 2018, para o Lakers.

Estar em um time extremamente popular e perto de Hollywood faziam parte dos planos. LeBron queria explorar um mercado forte, basicamente inexplorado após a aposentadoria de Kobe Bryant. Só que as coisas não funcionaram exatamente conforme o esperado.

Troca de Anthony Davis frustrada, sequência de derrotas, e problemas dentro e fora de quadra colocam o Lakers cada vez mais longe dos playoffs.

Montagem de elenco

O Lakers, como todos sabem, vinha tentando remodelar seu elenco. Fazia, ano a ano, movimentações para obter boas escolhas no draft. Na agência livre, no entanto, cometera alguns equívocos gigantescos, como assinar com Luol Deng e Timofey Mozgov por salários astronômicos, basicamente comprometendo seu orçamento. Aos poucos, entretanto, a diretoria conseguiu se livrar dos dois (dispensando e trocando), mas ainda o time não melhorava, o talento não chegava.

Quando LeBron resolve deixar Cleveland para jogar pelo Lakers, a diretoria parece surpresa com tal decisão. Sabe-se que tudo partiu do próprio jogador. James queria um desafio de atuar na conferência Oeste, especialmente pelo Lakers.

A matemática é simples: você tem o melhor jogador da NBA chegando no time mais popular. É óbvio que os reforços vão chegar. Mas aqui vão duas perguntas: qual a qualidade deles e quando?

A partir do momento em que James vai para o Lakers, o que se imagina é o grupo do banana boat jogando junto. A realidade é, entretanto, bem diferente. Dwyane Wade anuncia seu último ano e, pela experiência anterior (no Cavs), a parceria não seria refeita, enquanto Chris Paul teria Carmelo Anthony ao seu lado no Houston Rockets, mas a parceria durou pouco.

Chegaram Rajon Rondo, Lance Stephenson, JaVale McGee, Michael Beasley, e, posteriormente, Tyson Chandler. Ou seja, ninguém da chamada primeira prateleira na atualidade. Rondo, depois de deixar o Boston Celtics, rodou por Dallas Mavericks, Sacramento Kings e New Orleans Pelicans, antes de fechar com o Lakers. Stephenson jamais produziu aquilo que era esperado e o mesmo serve para Beasley. McGee teve um início bom e, depois, perdeu tempo de quadra. Por fim, Chandler, outrora melhor defensor da NBA, chega em outro estágio na carreira.

Repararam que ninguém ali é especialista em arremessos de longa distância?

Bem, agora tem Reggie Bullock. E?

A NBA de hoje vive do perímetro. Cada vez mais, times arremessam de três e buscam o ataque com a quadra espaçada e em transição. Veja o elenco do Lakers e entenda que um dos motivos pela campanha instável está na formação do grupo.

Quantos armadores (organizadores) coexistiram com LeBron? É só procurar e vamos encontrar pouquíssimos jogadores desse estilo: Mike Bibby em algum momento no Heat e, talvez, Eric Snow no começo no Cavs. James sempre foi esse coordenador das jogadas. Eventualmente, Mo Williams, Kyrie Irving e Wade fizeram isso. No mais, ele não teve em toda a carreira um armador de fato. Do nada, chega ao Lakers com Lonzo Ball e Rondo.

 

Tentativa frustrada por Anthony Davis

Ali foi o princípio do caos. LeBron estava lesionado, Rondo vinha se recuperando de contusão e, de repente, Ball se machuca. Tudo ao mesmo tempo, enquanto a diretoria oferecia tudo o que poderia ao Pelicans por Anthony Davis. Quando mais notícias chegavam sobre as negativas da equipe de New Orleans, pior ficava o ambiente nos vestiários.

Os tropeços começaram a acontecer e o time queimou peças, como o pivô Ivica Zubac. O Lakers precisava mesmo trocar o jovem atleta? Dias depois, o time estaria interessado justamente em um novo pivô. Ora, que bagunça.

Desde a lesão de Ball, o Lakers perdeu 12 de 17 jogos. Enquanto pode ser apenas coincidência o fato de o time cair tanto de produção por sua ausência (ótimo defensor de perímetro e muito bom organizador), tem ali o vestiário. LeBron começou a atribuir as derrotas aos seus companheiros e os jovens jogadores, os mesmos que poderiam ser trocados, não gostaram nada daquilo. A situação chegou a ser tensa em alguns episódios antes mesmo da possível negociação. Luke Walton, que pode (deve) ser demitido ao fim da atual temporada, teve problemas com alguns jogadores.

Distância para os playoffs

A cada rodada o Lakers vai se distanciando dos playoffs, algo que não acontece desde 2012-13. O time soma três derrotas seguidas, cinco nos últimos seis jogos. Por mais que James faça números fantásticos, ele não joga sozinho. Kyle Kuzma e Brandon Ingram contribuem no ataque, mas voltamos a falar sobre o arremesso de três e, nisso, eles são apenas medianos.

Hoje, a equipe ocupa o melancólico 11° lugar na conferência Oeste. Muito pouco para um time que conta com LeBron.

Só nos próximos cinco jogos, o Lakers pega três times considerados melhores: Denver Nuggets, Boston Celtics, Toronto Raptors, além do embalado Detroit Pistons. Restam 18 embates e, na pior das hipóteses, o oitavo colocado do Oeste precisa ter, pelo menos, 45 triunfos. Atualmente, o time soma 30. O San Antonio Spurs, último na zona dos mata-matas, já venceu 36.

O Lakers está em situação delicada. Não adianta querer perder agora em busca dos últimos lugares porque, só no Leste, cinco times estão com campanhas piores que a equipe californiana. Brigar por playoffs, na atual situação, ainda é o melhor a ser feito. Mais que isso, o Lakers precisa ser competitivo. Mesmo que não se classifique, o time vai brigar por grandes nomes no mercado.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • RodrigoBrBa

    Ae sim, reclamei ontem que não fizeram um texto sobre o lakers e hoje o texto saiu. Eficiência do jumper é incrível.

    • Gustavo Freitas

      Obrigado pela reclamação. Sua sugestão é muito importante. O sac jumper agradece. 🙂

      • Raj Bet

        Sério? Eu tenho a sensação que um texto sobre o Lakers é escrito a cada 5 minutos. Algo exagerado considerando o pouco basquete oferecido por esse time nos últimos anos. Por outro lado, acho que nunca li uma linha sequer sobre o Grizzlies, time pelo qual torço. Obrigado.

  • Thalion

    Eu não sei pq criaram hype com esse elenco do Lakers. No inicio da temporada a aposta era de quando o elenco iria rachar, e até que demorou. Pra mim, o principal culpado dessa fase do Lakers é o Magic Johnson. A partir do momento que vc trás o melhor jogador do mundo para seu time e que tem a principal característica em armar o time, VC NÃO TRÁS UM ARMADOR QUE NÃO SABE ARREMESSAR E UM SG QUE ACHA QUE ARMA O JOGO. E ainda para cagar com tudo faz uma tentativa de troca mais ridicula do mundo, acabando com o clima do vestiario.

    • Alex_CFraga

      Sem contar a insistencia em manter Luke Walton

    • Lucas

      Porque mesmo com tudo isso e mais um pouco o LeBron ainda teria carregado esse time sem a lesão…

    • Douglas costa

      Concordo com o que você disse mas volto na tecla sobre Magic não ter controle sobre LeBron. Quando houve a contração todo mundo disse Magic vai se entender com LeBron vai conseguir controlar e o contrário é verdadeiro Magic hoje não tem controle nenhum sobre o LeBron.

  • Diego Costa

    Novidade 0. Esse elenco foi montado de forma patética pelo Magic Jonhson. Um time sem arremessadores, jovens limitados, garrafao fraco e quando acham um C decente, acaba sendo trocado pro outro time da cidade. O elenco do lakers é ruim demais e a equipe não ira pros playoffs.

    Magic é o maior culpado pois ele que montou esse time podre e ainda quebrou o vestiario sendo feito de otario pelo Pelicans. Lebron com esse mesmo elenco poderia se criar na fraca conferência leste, mas o oeste é terra do cão e ele terá que ver os offs pela TV.

  • Gustavo Santos

    Má gestão, porém é sabido que todos esses jogadores que vieram na offseason são tudo tapa buraco, tudo jogadores com apenas este ano de contrato… Obvio que tb não esperava uma campanha tão ruim.. o Lakers tem contrato garantido do LBJ e do tal núcleo jovem… Se o Lakers não conseguir montar um time decente na próxima offseason daqui a pouco será a hora do LBJ pedir para ser trocado dessa bagunça em LA

  • Hater do west

    O lakers parece time brasileiro que não tem ou possui pouco dinheiro. Enche a diretoria de ídolos, gasta tudo o que pode em um jogador só, enche o time de pereba, deixa um treneiro no banco e pede “raça”. Obviamente da errado, o time eh eliminado de tudo, briga contra rebaixamento(pena que não tem na nba) e no final os ídolos dizem que os jogadores não tiveram atitudes de campeão. Lakers brasileirando na nba.

    • EmbiidDaMassa

      São Paulo?

  • Bruno Macedo

    Engraçado um puta texto desses não tem muitos comentários aí vai na rodada da noite tem um monte de conversa fiada e brigas de crianças, pra você ver como hoje o público do jumper está bem infectado com kids, como o povo vem falando.

    • João Víctor Matos

      Não contrariando a sua premissa sobre o público, mas esse texto tem apenas uma hora de lançado no momento desta mensagem e ainda é horario de almoço de muita gente rs.

    • Rafael Vieira

      Grande parte dos torcedores dos Lakers não aceitam criticas ao time, a uns dias atrás eu fiz um comentário falando que o time é a maior decepção da temporada e tal, apesar de Eu achar que brigaram ali pelo 7 lugar, veio um torcedor falando que eu nao tinha o direito de questionar, porque meu time é pequeno perto do Lakers e que eles tem 16 títulos e blá blá blá. Ai desanima mesmo. Eu como fã de basquete abro a página toda hora e é raro eu fazer um comentário. Mas vejo poucos comentários lúcidos aqui. E muito mimimi e muita briguinha de pessoas que não aceitam críticas ao seu time.

  • Cavs&KingJamesaondeestiver

    Draftou mal as escolhas altas, trocou as boas escolhas no momento errado, manteve quem não era para ser mantido com salário alto (KCP), dispensou quem era para ser mantido (Lopez), montou um elenco horrivel, manteve um técnico que nunca foi técnico, criou desunião no vestiário e ainda foi acusado de aliciador em uma trade frustrada e depois disso tudo ainda conseguiu piorar o time na deadiline…Estou aguardando ansioso para saber as merdas que Magic ira aprontar na ofss…ele sob pressão fara uma baita rebulie com folha aberta,fora as trades.

  • Eliézer Alves

    O texto só esqueceu de mencionar as pixotadas que o próprio Lebron tem feito em quadra

  • Gustavo

    Pra vc ver como o pessoal n ta nem ai pra informações e fatos, foi criado uma narrativa de que o LeBron só pq mudou para o Oeste n consegue nem levar o time aos offs.
    Mas se vc perder 2 mins do seu tempo e fazer uma pesquisa rápida vai observar que o Lakers com o LeBron em quadra esta com 17 W e 13 L no “Oeste Selvagem”, e no “fraco Leste” esta com apenas 7 W e 9 L.
    Ué mas isso n faz sentido nenhum, ja que os donos da vdd aqui do Jumper tão cravando que o LeBron n se cria no Oeste, como pode ele ta com campanha positiva no Oeste e negativa no Leste??

    • No basketball to my life

      Suns é responsável por esse saldo ai kk

    • Diego Costa

      Não se criar no oeste, não signifca que ele vá mal. Não se criar no oeste é não pegar mando de quadra por exemplo, com um lixo de equipe, o que aconteceu temporada passada no Cavs. Aquele cavs da temporada passada sofreria até a alma pra ir nos offs no oeste desse ano e temporada passada por exemplo.

      E no oeste não tem como ele vencer séries e certos jogos sozinho por exemplo. O lakers mantendo aquela toada antes lesão, sofreria bastante tbm, não tenho dúvidas. Poderia ficar até em 6,7.. Mas duvido bastante pegar mando e pegaria uma pedreira nos playoffs.

      Não tem como discutir o nível das 2 conferências. Se o Lakers fosse o 6 no leste, enfrentaria o Pacers e certamente o Lebron ganharia a série. No oeste o James enfrentaria o Rockets, que é um time muito melhor.

      E é inegável que o Lebron não joga o que jogou temporada passada, mesmo antes da lesão. Fora que a sua temporada defensiva é patética. Vamos com calma no amor também.

      • Gustavo

        Opa, um discurso bem mais moderado esse seu, diferente do que se vê em outros posts. Só quis mostrar que muitas vezes é criado uma narrativa que é diferente da realidade.

    • Brockbell

      Não se cria nesse Oeste com esse Lakers né, quem me dera Lebron tivesse personalidade maleável e tivesse condições de jogar com Pop. O Spurs vinha brigar de igual contra o GSW.
      White-Derozan-Lebron-Lamarcus-Poettl com Gay-Forbes-Mills-Bertans-Belinelli de banco. Shooters de 3 pontos que Lebron gosta tem de rodo no Spurs hahahahahaha
      Como também Lebron no Pelicans acho que daria jogo.
      Isso eu to falando dos time que estão ali embaixo da tabela, próximo ao Lakers, pq nos de cima Lberon encaixaria e estaria brigando no topo.
      Problema que o Lakers não tem elenco pensado, não tem banco, e os garotos ainda não se solidificaram, tudo somado que Lebron tá em sua ultima jornada na NBA, faltando no máx 4 anos para sua aposentadoria. Ele hoje tem defeitos, e algumas brechas, coisa muito normal, e o Lakers não em elenco nem treinamento para suprir isso.

      • Gustavo

        Tanto aqui no Jumper, quanto em outros lugares (twitter por exemplo), foi criado essa narrativa de que “o LeBron no Oeste n se cria”, eu trouxe esses números pra mostrar que o problema do Lakers ta bem mais embaixo e n se resume ao fato de estarem apenas no Oeste. Afinal o time consegue ganhar do Rockets e GSW (sem o LeBron grande parte do jogo) e perder pro Suns com o LeBron em quadra, meu comentário n foi direcionado a uma pessoa exclusivamente, foi algo que observei em algumas plataformas que frequento.

  • Gabriel De Oliveira Meira

    Tem muitas variáveis que não estão no texto. Primeiro, Magic disse que quando se reuniu com o LeBron a ideia era ele jogar mais próximo da cesta, o que de fato ocorreu nos primeiros jogos. Sendo assim faz sentido terem contratado Rondo. Segundo, Lakers vinham forte e dando liga, a lesão e murmúrio de trocas quebrou a química da equipe….

    Em fim, tem fatores que mostram que não foi falta dede planejamen mas sim um planejamento que não vingou, então bola p frente!

  • Gustavo

    O problema do Lakers passa muito pelo MJ, primeiro que como citado no texto ele n teve praticamente nenhuma influencia na ida do LeBron pra lá, mas isso n seria um problema se a chegada dele fosse acompanhada de contratações coerentes com os times que o LeBron teve na carreira, ou seja, arremessadores. As principais adições do time foram Rondo, LS e Mcgee, enquanto o pivô perfeito pra esse time ele deixou ir embora jogar pelo minimo no Bucks.
    E como no Celtics o problema passa por todo mundo, de elenco a administração. Inclusive o LeBron, que deu declarações ruins, que só fizeram o clima no vestiário piorar. Ta tudo errado por lá.

  • Fernando

    Lebron é o maior responsável!

    • Elinho

      É vdd qm mandou ele se machucar.

      • Guy de Lombard

        Se tivesse se machucado nos 76ers ele ainda estaria classificado para os offs.

    • Lucas

      Sem ele o Lakers taria brigando pela first-pick com o Suns..

      • Guy de Lombard

        Zion por no mínimo 7 anos ou LeBron na descendente por 4?

      • WRSilva

        Mas talvez, sem ele, os Lakers teriam conseguido recrutar jogadores melhores. Ele é já não é mais um estrela, ele é o sol e brilha mais que todo o elenco. Nem sempre, outros querem ter o brilho todo ofuscado pelo papai Lebrão… Sem falar que ele já absorve quase todo o “Salary Cap” do time sozinho. Veja que no Miami, Bosh e Wade foram classificados como coadjuvantes ao lado do time do Lebron. Nos Cavs, ele comandava tudo e tinha todo o foco da mídia, tanto que nem o Irving quis ficar lá e ser só um figurante.
        Até Jordan, que foi o melhor, sabia dividir o holofote com Phil Jackson, Pippen, Rodman e outras estrelas do Bulls da época. Lebron quer ser o GM, técnico e dono do time… Outras estrelas vão querer distância deste time, mesmo sendo em LA

  • Everton Santos

    Eu vejo a imagem do LeBron desgastada com essa situação. Quando foi para o Heat e na final contra o Mavs muita gente n gostava dele por causa do jeito de levar as coisas. Foi campeão, se mostrou um cara mais focado e principalmente: voltou aos Cavs para dar o título que a cidade sonhava. Entretanto essa ida ao Lakers não tem sido algo positivo, pela situação do Davis e as declarações posteriores. Bom, a pedra já tinha sido cantada…

  • André Spurs

    Tudo começou a desmoronar com a lesão do Lebron, essa franquia esta muito azarada nesses últimos anos, ele nunca teve uma lesão séria assim, foi ter logo agora.

  • Romulo Gomes

    Venho do futuro pra dizer que o lakers não vão para os playoffs

    • Dudu Ferrero

      nem precisa vir do futuro pra saber kk

  • Marcelo Desoxi

    Lakers tem um elenco inconsistente, do primeiro ao último jogador. Com exceção do James.

    As coisas estavam indo nos conformes até a lesão, estavam com um ótimo aproveitamento para esse elenco limitadíssimo, só que a partir da contusão desandou tudo.
    A fragilidade do escrete foi exposta na ausência do LeBron, vazaram até o CPF dos jogadores que envolveriam em uma eventual troca pelo Davis, o que parece ter feito bem a alguns – tipo o Ingram – e mal a outros – tipo o Kuzma. Pra finalizar com chave de merda, LBJ retornou meio baleado da lesão, enquanto os outros times mesmo que fracos, estão no gás da temporada.

    Pode perceber que tem vários times que estão no top 8 da oeste oscilando, mas eles já tinham acumulado uma gordura. Lakers perdeu essa gordura quando LBJ se machucou, agora toda derrota é um abismo.

    Pós temporada foi-se.

    • Dudu Ferrero

      Ingram faz 30 pontos num jogo e 8 no outro … o Kuzma é a mesma coisa um time completamente inconstante

  • Lucas Araújo

    Lebron foi pra dois times no qual ele podia pegar do zero e construir um time campeão. No Lakers é diferente por conta da história do time, da esperança depositada nos jovens draftados (se é que dá pra ter esperança nesses jovens), além de não poder passar por cima da vontade do GM que é o maior idolo da historia da franquia. Difícil, mas é um desafio que só o maior jogador do planeta pode superar, e acredito que ele consegue mais essa façanha na sua carreira.

  • Dudu Ferrero

    O mais incrivel é ver Magic parado mantendo o Luke Walton… enquanto do outro lado de Los Angeles os Clippers tem um time muito pior mas um tecnico decente que consegue oirganizar um time defensivamente e ofensivamente

    O que o Magic ta esperando pra chutar o Luke Walton? ate o Lue era melhor

  • Gustavo Henrique

    Pelo perfil do elenco era tragédia anunciada, e até que a fase boa durou, não fosse a lesão do LBJ possivelmente iriam aos offs mas obviamente sabendo que isso já seria uma vitória. O foco(na minha opinião) sempre foi a próxima temporada, aí sim poderemos julgar se o trabalho do MJ foi bom ou não.

  • João Víctor Matos

    Gostaria de lembrar que 12.5M para KCP foi imposição do proprio Rich Paul para o lebron ir para la. Isso tambem diminuiu possíveis chegas de outros F.A mais capacitados.

  • Guilherme Barbosa
  • tiago

    Tem um errinho ali no comeco do texto…lebron renovou 2 vezes contrato…na volta a cleveland ele assinou por 2 anos com PO no terceiro e depois declinou PO e renovou nos mesmos moldes 2 garantidos e uma PO

    • Bruno Azevedo

      Falta um JR Smith pra vida do papai voltar a engrenar

  • Paulo Henrique

    Tragédia anunciada… só que pior. Dificilmente o Lakers iria brigar por título esse ano, mas ficar de fora da pós temporada é um vexame muito grande e q vem sendo construído há anos por tamanha incompetência de Magic/Pelinka. Um rebuild todo mal feito q não sabia se apostava em jovens ou se buscava estrelas, e foi justamente oq desencadeou toda essa crise na tentativa de troca pelo Davis

    Eu até entendo a decisão do Lebron de ir pra LA, ele quer expandir ainda mais seu nome, ganhar dinheiro pra quem sabe comprar uma franquia, mas pensando no lado esportivo, foi a pior escolha possível

  • Escanor do basquete

    Ah tb quem garante que com Davis o time ia ficar bom e engrenar? Acho que a falta de planejamento foi mto grande, pra mim msm com LeBron e Davis não iam para os offs, sem chute de 3 não vai

  • Zazi10

    Consertar o Lakers começa pelo adm. Sem trocar essa equipe administrativa e de treino nada vai funcionar. Magic e Pelinka não estão sabendo trabalhar com negociações, estão mantendo um técnico falho e a porra do time não tem um técnico de arremesso, ngm ganha corpo. Nada funciona como deveria.
    Faltou muito tato nessa tentativa de troca pelo Davis. Claro que todo mundo sabia que ofereceriam jovens, mas não é pq tá oferecendo que não tem que trabalhar pra isso não quebrar os caras. A troca sempre pode dar errado (e deu!). Já não bastasse apostar em jovens que não estão enfrentando, ainda senta no que tá cagado.

  • Douglas costa
  • Rogério Rodrigues

    O problema não foi a montagem do elenco, o lakers vinha bem até o Lebron se machucar (snme estavam em quinto).
    Os dois problemas deles na temporada foi a lesão do bronha e a tentativa de troca pelo Davis, que por má gestão do Magic acabou rachando o elenco.
    Como sou celta acho bom, rsrs

  • Erich Zager

    fora a caça às bruxas, o que é natural, mas não levará o time a lugar algum, é muito engraçado ver o que acontece na NBA.
    Esquecem com facilidade que para o Lebron chegar a algum lugar o Wade precisou jogar pro time, Bosh precisou jogar pro time, Chalmers precisou jogar pro time, Ray Allen precisou jogar pro time, Haslem precisou jogar pro time…assim como Kyrie, Love, Thompson, Jefferson e até o malucão do JR Smith.
    No entanto, certos jogadores são alçados à posições maiores que os times e o resultado isso já sabemos.
    Não foi diferente quando Lebron virou jogador, técnico e manager em Cleveland e não é diferente agora em LA.
    Antes ele tinha a mamata do Leste pra não se preocupar com temporada regular e fazer o time pegar no tranco nos playoffs. Agora o buraco é mais embaixo e ninguém tem dúvidas que, mesmo se fossem aos playoffs na 7a ou 8a posição, os Lakers seriam varridos na 1a rodada por TIMES em que jogador é jogador, técnico é técnico e manager é manager.

  • Thiago Gonzaga

    Apesar de um presente baguncado o Lakers pode vim muito forte ano que vem, mais precisa fazer uma reforma administrativa urgente…
    Contratar um técnico: Jeff Van Gundy, Mark Jackson, Etorre Messina, Mike Krzyzewski e Becky Hammon( Porque não?)
    Contratar um técnico de arremesso: Vai no Spurs e oferece um caminhão de dinheiro pra o assistente de arremessos deles, aquele cara consegue fazer até o Ball arremessar de três.

    No mercado de agentes livres precisa agir com inteligencia, precisa de um ala que espace a quadra e um pivô defensivo. Eu iria atrás do Thompson, Robin Lopez ou Dewayne Dedmon e Tobias Harris além de uns 2 a 3 reservas que sejam bons no chute de três. Manteria o Bullock, tentaria o Terrence Ross, JJ Redick, Markieff Morris, Nikola Mirotic, Bojan Bogdanovic, Kent Bazemore e qualquer cara que seja bom nos arremessos de 3.
    Bullock, Thompson, Lebron, Harris e Robin Lopez
    Ball, Kuzma, Ingram, Mirotic, Dedmon, Ross(Bojan e Morris
    Com esse time da pra brigar pelo titulo.