Tyreke Evans é banido por violar programa antidrogas da NBA

Uma notícia divulgada pela NBA, na tarde desta sexta-feira, caiu como uma bomba na liga. O ala-armador Tyreke Evans foi desqualificado e não poderá jogar na NBA pelos próximos dois anos.

O atleta recebeu a punição por ter violado os termos do programa antidrogas da liga. Pelas regras da NBA, o banimento por duas temporadas é a sanção aplicada por abuso de drogas ilícitas – como cocaína, crack, heroína, metanfetamina, LSD, morfina – ou esteróides.

Para preservar Evans, a NBA não pretende especificar a substância encontrada nos exames do atleta ou oferecer mais esclarecimentos. Ele vai ser elegível para reinscrever-se na liga e tentar continuar a carreira dentro de dois anos. A situação é a mesma vivida pelo pivô Chris “Birdman” Andersen (reincidente pelo uso de maconha), em 2006, e pelo ala-armador OJ Mayo, punido em 2016.

Após disputar a última temporada pelo Indiana Pacers, Evans tornaria-se agente livre irrestrito a partir do dia 1º de julho (abertura do mercado), quando estaria liberado para negociar com outros times.

“O Indiana Pacers foi informado nesta sexta-feira pela NBA de que Tyreke Evans foi demitido por violar a política antidrogas da liga. Levamos essas questões a sério e vamos entrar em contato com Tyreke para oferecer o nosso apoio”, disse a direção da franquia de Indianápolis, em um comunicado publicado no site oficial da liga.

O jogador, de 29 anos, teve uma trajetória de altos e baixos da NBA. Selecionado pelo Sacramento Kings na quarta escolha do Draft de 2009, ele ganhou o prêmio de novato do ano, depois de angariar médias espetaculares de 20.1 pontos, 5.1 rebotes e 5.8 assistências. Além dele, apenas quatro calouros tiveram médias de pelo menos 20 pontos, cinco rebotes e cinco rebotes na história da liga: Michael Jordan, Oscar Robertson, LeBron James e Luka Dončić.

Ao longo dos anos, Evans teve várias lesões e uma nítida queda de rendimento. Depois de atuar em Sacramento por quatro temporadas, o ala-armador teve passagens pelo New Orleans Pelicans (2013-17), voltou para o Kings na trade deadline de 2017, atuou na temporada seguinte pelo Memphis Grizzlies e, por último, defendeu o Pacers em 2018/19. Em 594 jogos disputados na NBA, Evans obteve médias de 15.7 pontos, 4.6 rebotes e 4.8 assistências.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.