Anderson Varejão está oficialmente fora da temporada. O pivô brasileiro já se curou da fratura que sofreu no pulso direito em fevereiro, mas ainda sente desconforto na região e não terá condições de participar dos quatro jogos finais do Cleveland Cavaliers. Ele lamenta o fato de terminar a campanha fora de quadra pelo segundo ano seguido, mas vê com entusiasmo a possibilidade de defender o Brasil nas Olimpíadas.

“É terrível que eu não possa mais jogar nesta temporada. Mas a parte boa é que estou recuperado agora e continuarei treinando. Infelizmente, não jogo mais na campanha, mas estou empolgado para disputar os Jogos Olímpicos”, declarou o pivô, que esteve próximo de ser convocado para o All Star Game.

Para o treinador Byron Scott, colocar Varejão com dores em quadra neste momento do ano é um risco sem justificativa. “A recuperação está indo bem, só um pouco lenta. Não vamos arriscar colocá-lo em jogo sem estar 100%. É mais fácil deixar Andy de fora e prepará-lo para a próxima temporada”, avaliou o técnico.

E, se depender de Scott, o jogador brasileiro poderá disputar as Olimpíadas de Londres sem qualquer intervenção da franquia. “Eu entendo a vontade que existe em jogar por seu país e não desencorajo nem um pouco isso. É uma decisão que não tem nada a ver comigo”, finalizou.

Varejão tem 29 anos e disputou sua oitava temporada na NBA. Em 25 jogos realizados nesta campanha, ele acumulou médias de 10.8 pontos, 11.5 rebotes (maiores da carreira) e 51.4% de aproveitamento nos arremessos de quadra.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.