Victor Oladipo: “Sinto que sou capaz de muito mais do que já tenho mostrado”

Victor Oladipo é uma das grandes surpresas da temporada. Após uma campanha abaixo das expectativas e ser trocado sem deixar saudades pelo Oklahoma City Thunder, o ala-armador chegou ao Indiana Pacers e tornou-se o surpreendente líder do atual oitavo colocado do Leste. O atleta de 25 anos, em poucos meses, foi de renegado na antiga equipe a cestinha e provável all star em Indianápolis.

“É difícil ser negociado duas vezes em três anos, mas isso não mudou quão duro trabalhei ou como preparei-me para a temporada. Estava focado antes, da mesma forma que agora. Você pode pensar que usei a troca como motivação, mas sou um cara bastante motivado: tenho metas pessoas e para meu time, ainda tenho muito a alcançar na NBA”, contou o jogador, em entrevista ao site Yahoo! Sports.

A passagem de Oladipo pelo Thunder teve emoções conflitantes extremas para só uma temporada. O ala-armador recebeu uma extensão de contrato de US$84 milhões antes de fazer sua primeira partida pelo time, mas tornou-se constante alvo de críticas pelas atuações tímidas e pouco impactantes desde cedo. Muitos podem ver a campanha como um atraso, mas ele encara de forma bem diferente.

“É óbvio que exercia uma função muito diferente em Oklahoma City, mas aprendi muito por lá. Foi uma experiência que tornou-se um jogador melhor. A chance de observar Russell [Westbrook] e aprender com ele foi incrível. Eu agradeço tudo o que vivi lá e isso beneficiou-me, ajudou meu jogo a chegar no nível que vemos agora”, garantiu o jovem atleta, sem reclamações à antiga equipe.

Oladipo disputou 34 partidas do Pacers nesta temporada, registrando médias de 24.8 pontos (com 42.6% de conversão nos arremessos de longa distância), 5.3 rebotes, 4.1 assistências e 1.9 roubos de bola – todas, maiores marcas de sua carreira. Mas quem aposta que os altos números e o possível prêmio de jogador que mais evoluiu na liga vai satisfazer o titular de Indiana está enganado.

“Eu sempre trabalhei duro. Aprimorei meu corpo, meu jogo e minha mente porque estou tentando ser um dos melhores. Para isso, eu tenho que continuar levando o meu melhor para a quadra todas as noites. Minha confiança nunca esteve tão alta. Sinto que eu sou capaz de fazer muito mais do que já tenho mostrado”, avisou Oladipo, cravando que o melhor ainda está por vir.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Luiz

    Era pra ter dado esse salto ja na temporada passada,mas no mesmo time do Westo nao dava

  • Paulo Henrique

    Que homem

  • danielzera

    Só não pode mais sair de Indiana para não acabar a magia…

  • felipe fernando Oliveira

    O problema do OKC continua sendo o técnico e seu staff. O time de OKC não era tão ruim ou tão dependente de RWB como todos pensavam. Oladipo tinha total condições de ser um jogador de até 22 ppg, sem falar que ele é um bom defensor e gatilho de 3. Acho que se OKC tivesse um TÉCNICO talvez teria condições até de ter passado pelos foguetes.

  • Muitos culpam o insucesso do Oladipo no OKC ao Westbrook e não é bem assim. Ele não arremessava de longa distância como agora, e o time não tinha espaçamento, para ele infiltrar era difícil, ele também não está tão em forma quanto agora. Outra questão é a pressão, Magic estava em reconstrução era um ambiente mais tranquilo e paciente, já em OKC tinha a cobrança para ele se tornar o número dois imediatamente, e ele aparentava ter sentido isso. Thunder tinha problemas mas não é apenas isso, tem o tempo de desenvolvimento natural do Oladipo, ele está entrando em seu auge físico agora, além de estar mais experiente, como ele próprio diz foi uma experiência de aprendizado. Talvez o OKC fizesse tudo certo e ainda assim ele não jogasse como agora pois ainda não havia se desenvolvido o suficiente.

    • Fred #TrueMagic ORL-MAGIC #1

      Magic sempre está em reconstrução*

    • Perfeito comentário.

  • Gustavo Macedo

    #tu #tu #tu

    #bibadetecteddown

  • Maurilei Teodoro

    Acho que se ele mantiver o mesmo nível de jogo desta temporada por vários anos está bom demais !!

  • Dembe Zuma (n° 10)

    O problema do Oladipo é o que eu sempre falo,o principal fator era ele mesmo e logo depois (no caso do thunder) um time que não conseguia extrair o melhor dele. E convenhamos que também não dava,um time que joga tão pouco espaçado ter espaço pra dois caras como Westbrook e Oladipo brilharem é uma missão difícil.
    Abriu a oportunidade dele voltar pra terra dele,onde se sente bem,e deu nisso aí. No fim valeu a pena pra ele ter passado uma temporada no OKC,vendo alguns jogos dele agora,ele executa jogadas bem parecidas com a do West,sinal de que aprendeu coisas boas por lá.

  • Sérgio Menezes

    Oladipo parece ter uma cabeça muito boa. Se fosse outro jogador, ia dizer que foi prejudicado no thunder. Mas não, Oladipo disse que aprendeu muito em oklahoma, e isso mostra que é um cara humilde. Se continuar assim, será o rosto da franquia em indianapolis.