Warriors iguala marca de Celtics histórico com quinta final seguida da NBA

O Golden State Warriors confirmou um favoritismo de vários meses e marcou o seu nome, mais uma vez, no livro de recordes da NBA. A equipe chegou à quinta decisão consecutiva da liga nessa segunda-feira, depois de “varrer” o Portland Trail Blazers na final do Oeste. O time de Oakland, assim, igualou uma façanha que só o lendário Boston Celtics das décadas de 1950 e 1960 havia alcançado.

“Essa marca não pode ser subestimada. Há motivos para apenas o Celtics de Bill Russell ter feito antes: é realmente muito difícil. Isso diz muito sobre os nossos jogadores, a competitividade e a cultura que construímos juntos. O desfalque de Kevin Durant colocou-nos em uma situação complicada, mas respondemos à altura”, exaltou o técnico Steve Kerr, após a vitória final sobre o Blazers.

O triunfo que assegurou o quinto título de conferência seguido aos bicampeões da liga colocou o espírito competitivo do time em teste. O Warriors esteve perdendo por 17 pontos para o Blazers durante o segundo tempo, mas foi atrás da reação para levar a partida para a prorrogação e “arrancar” a vitória. O astro Stephen Curry crê que a recuperação evidencia o senso de compromisso do elenco.

“Muitas equipes veriam a situação em que estávamos no jogo e pensariam em se poupar, para fechar a série em casa, mas a confiança que temos uns nos outros não nos deixa parar de lutar até que o relógio zere. Entendemos o quão difícil é vencer nesse nível e não queremos que acabe”, explicou o armador, que saiu do último jogo contra Portland com 37 pontos, 13 rebotes e 11 assistências.

Se não bastasse o recorde, a quinta decisão consecutiva teve um significado extra, afetivo, para Klay Thompson. O ala-armador passou a infância no Oregon, onde conheceu o basquete e assistiu aos seus primeiros duelos da NBA in loco. Décadas mais tarde, entrar para a história da liga nesse exato mesmo local foi visto como uma benção inesperada e emocionante pelo arremessador.

“Essa é uma sensação incrível por acontecer no lugar em que cresci vendo meus jogadores favoritos em ação. Eu tenho tantas lembranças especiais dessa arena que sinto estar vivendo um sonho que virou realidade. Sou agradecido por tudo isso. Há muitos grandes atletas que não conseguem chegar a uma final em uma carreira inteira, então cinco seguidas é algo difícil de acreditar”, contou o astro.

O Warriors, como citado no início, sempre foi o favorito para conquistar o título do Oeste e muitas pessoas acreditam que Golden State não fez nada além do que a obrigação. Draymond Green, porém, afirma que nada é tão simples quanto os torcedores “comuns” imaginam. O que pode ter soado um mar de tranquilidade para o planeta inteiro foi uma batalha para a franquia – que ainda não acabou.

“Esse é um momento especial, pois já passamos por muita coisa. Não foi o passeio que pode parecer. Tivemos que escalar as nossas montanhas, mas todos ficaram juntos e isso é o que faz valer a pena. Nosso objetivo, no entanto, não é chegar a cinco finais em sequência. É ser campeão. Então, o trabalho ainda não terminou”, encerrou Green, sabendo que o último capítulo da jornada ainda está por vir.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • #PG CLUTCH MASTER#

    E se ponderar que nos anos 50 era basquete nivel amador, o feito é ainda maior.

    • Aquino L.A.

      Além da competitividade nos anos 50 e 60 não ser do msm nível da época atual, não existia teto salarial naquele tempo e a NBA só possuía 8 equipes se não me engano.
      O feito do Warriors é muito mais impressionante!

  • djwhites

    É o maior time da história do basquete……quem discorda é por puro mímimi…….

  • Carlos Eduardo

    Feito incrível.

    Acredito q se o Jordan n tivesse saído por causa da morte do pai, o Chicago tb teria alcançado essa marca.

    • Alex Alves

      Acredito que seriam 8 vezes campeões.

  • Will

    Um time histórico, escrevendo e ressignificando a história.

  • É um time absurdamente histórico e lindo de assistir. Muita sorte poder ver essa geração ao vivo.

  • Cristiano Luis

    Lebron tá na frente ainda, com 8 finais consecutivas…

    • TRUETHIAGO

      Individualmente, esse recorde também é do Bill Russell, com 10.

      • Marcelo F

        “Tapa na cara da sociedade” com esse comentário…

  • RSMC

    Ranking das Sequências:

    Boston Celtics (1957-1966): 10 finais em sequência, 9 títulos

    Golden State Warriors (2015-2019): 5 finais em sequência, 3 títulos

    Los Angeles Lakers (1982-1985): 4 finais em sequência, 2 títulos

    Boston Celtics (1984-1987): 4 finais em sequência, 2 títulos

    Miami Heat (2011-2014): 4 finais em sequência, 2 títulos

    Cleveland Cavaliers (2015-2018): 4 finais em sequência, 1 título

    3 finais em sequência:
    Los Angeles Lakers (2008-2010), Los Angeles Lakers (2000-2002), Chicago Bulls (1996-1998), Chicago Bulls (1991-1993), Detroit Pistons (1988-1990), Los Angeles Lakers (1987-1989), Los Angeles Lakers (1968-1970), Minneapolis Lakers (1952-1954), New York Knicks (1951-1953).

  • CLARA CABRAL

    Nunca esqueço esta data 13/11/16. Estava de férias em São Francisco e fui com amigos que moram lá e são fãs do GSW a um jogo na Oracle Arena contra o Phoenix Suns. A atmosfera de estar em um jogo da NBA é indescritível a música a dança as apresentações é até difícil descrever, só vivendo para saber. Um dia, quando está dinastia entrar na história, poderei dizer que tive a sorte de os ver jogar.

    • Jose Fernandes

      Deve ser incrivel, exceto pelas dançarinas mostrando os dentes (padrão exportado para o mundo em selfies e agregados)… superficial e dispensável.

  • Marcos Ferreira

    Curry me lembra daquela cena do filme “Coach Carter”. Treinador Carter – “Então, o que fizemos na prática nesta temporada inteira?” Jogadores – “Nós Corremos” Coach Carter – “Isso é exatamente o que vamos fazer hoje!”