Warriors iguala marca de Celtics histórico com quinta final seguida da NBA

O Golden State Warriors confirmou um favoritismo de vários meses e marcou o seu nome, mais uma vez, no livro de recordes da NBA. A equipe chegou à quinta decisão consecutiva da liga nessa segunda-feira, depois de “varrer” o Portland Trail Blazers na final do Oeste. O time de Oakland, assim, igualou uma façanha que só o lendário Boston Celtics das décadas de 1950 e 1960 havia alcançado.

“Essa marca não pode ser subestimada. Há motivos para apenas o Celtics de Bill Russell ter feito antes: é realmente muito difícil. Isso diz muito sobre os nossos jogadores, a competitividade e a cultura que construímos juntos. O desfalque de Kevin Durant colocou-nos em uma situação complicada, mas respondemos à altura”, exaltou o técnico Steve Kerr, após a vitória final sobre o Blazers.

O triunfo que assegurou o quinto título de conferência seguido aos bicampeões da liga colocou o espírito competitivo do time em teste. O Warriors esteve perdendo por 17 pontos para o Blazers durante o segundo tempo, mas foi atrás da reação para levar a partida para a prorrogação e “arrancar” a vitória. O astro Stephen Curry crê que a recuperação evidencia o senso de compromisso do elenco.

“Muitas equipes veriam a situação em que estávamos no jogo e pensariam em se poupar, para fechar a série em casa, mas a confiança que temos uns nos outros não nos deixa parar de lutar até que o relógio zere. Entendemos o quão difícil é vencer nesse nível e não queremos que acabe”, explicou o armador, que saiu do último jogo contra Portland com 37 pontos, 13 rebotes e 11 assistências.

Se não bastasse o recorde, a quinta decisão consecutiva teve um significado extra, afetivo, para Klay Thompson. O ala-armador passou a infância no Oregon, onde conheceu o basquete e assistiu aos seus primeiros duelos da NBA in loco. Décadas mais tarde, entrar para a história da liga nesse exato mesmo local foi visto como uma benção inesperada e emocionante pelo arremessador.

“Essa é uma sensação incrível por acontecer no lugar em que cresci vendo meus jogadores favoritos em ação. Eu tenho tantas lembranças especiais dessa arena que sinto estar vivendo um sonho que virou realidade. Sou agradecido por tudo isso. Há muitos grandes atletas que não conseguem chegar a uma final em uma carreira inteira, então cinco seguidas é algo difícil de acreditar”, contou o astro.

O Warriors, como citado no início, sempre foi o favorito para conquistar o título do Oeste e muitas pessoas acreditam que Golden State não fez nada além do que a obrigação. Draymond Green, porém, afirma que nada é tão simples quanto os torcedores “comuns” imaginam. O que pode ter soado um mar de tranquilidade para o planeta inteiro foi uma batalha para a franquia – que ainda não acabou.

“Esse é um momento especial, pois já passamos por muita coisa. Não foi o passeio que pode parecer. Tivemos que escalar as nossas montanhas, mas todos ficaram juntos e isso é o que faz valer a pena. Nosso objetivo, no entanto, não é chegar a cinco finais em sequência. É ser campeão. Então, o trabalho ainda não terminou”, encerrou Green, sabendo que o último capítulo da jornada ainda está por vir.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.