Whiteside “acerta-se” com Spoelstra e projeta próxima temporada com o Heat

Hassan Whiteside esteve muito próximo de deixar o Miami Heat. De reclamações públicas a rumores de troca, o pivô entrou em rota de colisão com o técnico Erik Spoelstra e a direção da equipe na reta final da última temporada. Mas, agora, tudo parece estar resolvido. O atleta de 29 anos revelou ter tido uma longa reunião onde todas as arestas de sua relação com o treinador foram “aparadas”.

“Nós tivemos uma ótima conversa, em que falamos sobre basquete e nossas vidas. Foi uma mostra de confiança um com o outro – e isso é o mais importante. Erik é uma boa pessoa e, agora, estamos bem. Estou ansioso para retornar e, com esse elenco inteiro, ter uma nova chance de fazermos barulho na liga”, disse o jogador, em entrevista de divulgação da terceira edição do jogo de férias da NBA na África.

Com a renovada relação com Spoelstra, Whiteside deixa de cogitar sua saída para passar a projetar um futuro com o Heat. Futuro que, garante, vai envolver maior tempo de quadra. “Na temporada passada, eu entrava e saía da rotação por não estar saudável. Mas, nos últimos meses, sinto que a minha explosão voltou e não tenho mais dores. Então, acredito que vou jogar mais agora simplesmente porque estou bem”, projetou o pivô.  

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Jefferson Cavalcanti

    Um dos piores contratos da Liga.

    Jogador com um ego absurdo e que só se preocupa em dar tocos, e não em ajudar o time. Ficou de fora, por opção do Spolestra, em muitos quartos períodos de jogos importantes.

    Em muitos aspectos, Whiteside lembra Dwight Howard. E isso não é nada bom.

    • Diego Costa

      Imediatismo. Ate o meio de 2017 ele estava com 17/14 de media.
      Isso não é só se preocupar em dar tocos.

      Um jogador com 4 temporadas seguidas de DD, já liderou a liga em rebotes, tocos e ficou no segundo time de defesa. Não só se preocupa em dar tocos, ele é muito bom jogador que teve uma temporada abaixo, acontece. Mas nada impede de dar a volta por cima, talento ele tem pra isso.

      • Jefferson Cavalcanti

        Miami foi um time melhor sem ele. Indiscutivelmente.

        Pat Riley falou, gentilmente, que ele não estava pronto para os Playoffs. A verdade é que ele afundava o Heat.

        Ele pode dar a volta por cima, é claro. Mas eu aposto no contrário.

        O próprio Adams, que você sempre critica, é um jogador 10x mais produtivo. Ajuda muito mais o OKC do que o Whiteside ajuda o Heat.

        • Diego Costa

          Foi essa temporada, como eu disse foi uma temporada abaixo. Acontece, ele pode muito bem se recuperar. Ele não teve lesão grave ou acordou com 38 anos, tem totais condições de voltar a ser um ótimo C.

          E sobre o Adams sabemos como funciona. Engana na regular e nos playoffs é sempre amassado pelo C adversário. Só engana bobo.

          Adams foi melhor que o Whiteside apenas nessa última temporada, com os 2 jogando o que sabem, o Whiteside é mais jogador.

          • Jefferson Cavalcanti

            “e não teve lesão grave ou acordou com 38 anos” esse é o problema.

            Na minha visão Whiteside tem uma questão de mentalidade. Ele se acha mais do que é.

            O Adams é muito bom.

          • Diego Costa

            Muito bom na regular muitos são.

          • Marcos Gordinho

            A questão, para mim, não é o quanto Side pode render e sim a volatilidade que é trabalhar com ele. O Heat não pode ficar refém de alguém assim que já ganha exorbitante valor, e digo mais, muitos atletas são prejudicados por atitudes como a de Lado Branco, Kawhi, Paulo Jorge (na fase final de Pacers), entre outros que abusam da paciência da direção mesmo já donos de um excelente, desejado e invejável contrato.

  • Marcos Gordinho

    Tio Pat deveria se livrar desse FDP!!! Fez corpo mole quando mais solicitado, não continuou evoluindo seu mid rage e usou o lado profissional para compensar problemas pessoais. Tomara que apareça o suficiente para tornar deglutível seu contrato e facilite uma troca na próxima janela de negociação. Falei como torcedor do Heat, se tiver cabeça tento analisar de forma fria depois.

  • Juka

    É só deixar de ser preguiçoso e voltar a jogar!

  • Cavs&KingJamesaondeestiver

    Agora só falta se acertar com o bom jogo

  • Cavs&KingJamesaondeestiver

    Este ae foi um dos que mais se beneficiaram com a louca Ofss 2016….saiu de uma mixaria de contrato de experiencia para um contrato al star longo de quase 30 milhas…loucura total!!

  • Bruno Silva

    “Mas, nos últimos meses, sinto que a minha explosão voltou e não tenho mais dores.” Será que é porque vc estava de ferias?!?!? Rs

  • Marcio

    Sujeito preguiçoso, e não tem nem vergonha de fala, que sente que a explosão voltou e nao sente dores! E um fanfarão… Estava curtindo ferias né

  • KyrieMVP- caçador de clubista

    Esse cara eh um exemplo claro de que pra ter contrato louco na nba, basta jogar bem 1.5 ou 2 anos.

  • pedrokadf

    A preguiça reina sobre esse rapaz…

  • Mattews HeatNation

    Os números dele são até razoavelmente bons… apenas o contrato que é bem salgado e ele acabou decepcionando nos Play-Offs. Espero q tenha sido mesmo pelo fato de estar machucado. Se fizer uma boa primeira metade de temporada de repente até pode pintar uma trade em Janeiro…. Veremos….

  • Dudu Ferrero

    Complicado ele jogava 33min na temporada 16-17 e na passsada passou pra 25mpg e mesmo assim pegou mais de 11.4 reb e 14pts é mt pra esses min…. o q talvez tenha marcado mais foi q fez um playoffs pifio e perdeu 30 jogos praticamente machucado isso fez o Adebayo roubar mais minutos dele

  • Nicolas Dias

    Bom jogador, o problema é se achar melhor do que ele realmente é, principalmente no ataque. Ele fica prendendo a bola no ataque e estagnando a movimentação ofensiva do Heat, se compreender suas limitações ele ainda pode ajudar o Heat.