Jumper Brasil segue com uma pergunta para você: quem são os melhores jogadores da NBA abaixo dos 25 anos de idade? É isso que estamos tentando descobrir ao longo dessa semana. 

Nossa equipe e alguns dos principais analistas do país foram chamados pelo site para votarem sobre o tema, escolherem quem são os melhores atletas jovens da liga em listas particulares e intransferíveis. A intenção é formar um prisma de opiniões que reflita diferentes visões sobre o basquete e produção de conteúdo. 

  

 

  

Princípios da votação 

A votação foi realizada com 20 votantes que tiveram que responder a seguinte questão: quem são os 25 melhores jogadores abaixo de 25 anos de idade na NBA atual? Exigimos como resposta de cada consultado um ranking simples com 25 atletas, sem empates em posição.  

A pontuação seguiu a ordem inversa do ranking: o 25o colocado recebe um ponto, a 24a colocação rende dois pontos e assim sucessivamente até o primeiro lugar, que ganha 25 pontos. Dessa forma, um jogador que tenha a melhor avaliação possível poderá alcançar máximo de 500 pontos.  

 

Quem foram os votantes? 

Vinte votantes, como citado, foram consultados pelo Jumper Brasil na confecção dessa lista dos 25 melhores jogadores abaixo de 25 anos da NBA. A lista é composta por integrantes e parceiros do site, comentaristas e produtores de conteúdo sobre a liga nas redes sociais brasileiras. Confira quem foram os consultados: 

  

Amassando o Aro (voto de consenso da equipe)
André Mori (Basquete FM)
André Rocha (Podcast Basqueteiros)
Antonio Gomes (Jumper Brasil)
Daniel Ávila (Blog Turnover)
Esther Ribani (Área Restritiva)
Guilherme Campos (Podcast Splash Brothers)
Gustavo Freitas (Jumper Brasil)
Gustavo Lima (Jumper Brasil)
Heitor Facini (Buzzer Beater)
Janeiva Lisboa (Menina NBA)
Leonardo Paglioni (Podcast Splash Brothers)
Lucas Torres (Central do Draft)
Matheus Gonzaga (Layups & Threes)
Ricardo Romanelli (Basquete FM)
Ricardo Stabolito Junior (Jumper Brasil)
Samir Mello (Metrópoles)
Victor Linjardi (Jumper Brasil)
Vitor Camargo (UOL)
Willian Wallace (Coast to Coast Brasil) 

  

Regras de elegibilidade e votação 

Obviamente, a votação teve regras específicas quanto à elegibilidade de jogadores e o formato de ranqueamento. Estão listadas a seguir as quatro normas mais importantes estabelecidas para a formação dos 25 melhores jogadores abaixo de 25 anos da NBA: 

– Os jogadores elegíveis precisavam ter máximo de 24 anos e 364 anos de idade até o dia 02 de agosto de 2021, virada do ano fiscal da NBA; 

– Os votantes foram instruídos a considerar a produção atual do jogador, não o seu talento percebido ou produção projetado no futuro; 

– Calouros na próxima temporada e jogadores que ainda não entraram em quadra na liga não são elegíveis; 

– Em caso de empate na votação, o critério de desempate é o maior posicionamento em um dos rankings individuais conquistado pelo jogador.  

  

Quer dar uma olhada novamente nas primeiras partes do nosso ranking? É só clicar nos links a seguir dos primeirosegundo e terceiros capítulos. E, então, vamos para a quarta parte da lista dos 25 melhores jogadores da NBA abaixo de 25 anos do Jumper Brasil – edição 2021: 

  

Kevin C. Cox/AFP

10. Jamal Murray (armador, Denver Nuggets) – 314 pontos

Estatísticas 2020-21
35.5 minutos, 21.2 pontos (40.8% 3pt), 4.0 rebotes, 4.8 assistências e 1.3 roubos de bola em 48 partidas 

Melhores posições 
6 (Victor Linjardi)
7 (André Rocha, Janeiva Lisboa e Samir Mello) 

Piores posições
15 (Esther Ribani e Willian Wallace)
13 (Antonio Gomes e Ricardo Stabolito Jr) 

O que temos a dizer
Em uma liga dominada por grandes armadores, Murray não é o mais rápido, cerebral ou forte deles. Também não é melhor arremessador ou defensor. É complicado mesmo ser um deles, mas ele tem adequada condição em todos esses quesitos (bem, talvez menos defesa) e uma coisa realmente especial: a capacidade de criação de arremessos de elite para si mesmo. Pode realmente desequilibrar marcadores no um contra um. Além disso, ter um entrosamento perfeito, milimétrico, com o MVP da liga não atrapalha! 

Uma estatística interessante
Considere que Murray jogou somente 48 partidas na temporada passada, por conta de uma grave lesão no joelho, mas ele acumulou quase 41% de acerto nas cestas de três pontos em 6.6 tentativas por jogo na campanha. Nos quatro primeiros anos da carreira, ele havia registrado apenas 35.8% de conversão em 5.1 tiros por noite. 

  

Morant grizzlies merece respeito

Steph Chambers/AFP

9. Ja Morant (armador, Memphis Grizzlies) – 326 pontos 

Estatísticas 2020-21
32.6 minutos, 19.1 pontos (44.9% FG), 4.0 rebotes, 7.4 assistências e 0.9 roubo de bola em 63 partidas 

Melhores posições 
7 (Daniel Avila e Ricardo Romanelli)
8 (André Mori, Antonio Gomes, Janeiva Lisboa, Lucas Torres e Willian Wallace) 

Piores posições
13 (Guilherme Campos, Gustavo Freitas e Matheus Gonzaga) 

O que temos a dizer
Eletrizante. Esse é o ritmo com o qual Morant pegou a NBA de surpresa enquanto todos falavam em Zion Williamson. Ele “quebra” defesas, agride a cesta e testa a proteção de aro dos oponentes o tempo inteiro. O jovem astro teve a quinta maior média de drives por partida na última temporada e ajudou o Grizzlies a ser o time que mais pontuou no garrafão na campanha passada. É bem difícil, no fim das contas, ser um pivô assertivo quando um garoto superatlético de 21 anos vem ao seu encontro posse após posse.  

Uma estatística interessante
Morant, como esperado, foi o atleta com maior índice de eficiência ofensiva do Grizzlies ao longo da campanha passada. A equipe marcou 114.7 pontos por 100 posses de bola enquanto teve o armador em quadra. Isso representa, em suma, três pontos a mais do que a média geral da franquia na temporada.  

  

Jaylen Brown Celtics temporada

AFP

8. Jaylen Brown (ala, Boston Celtics) – 355 pontos 

Estatísticas 2020-21
34.5 minutos, 24.7 pontos (39.7% 3pt), 6.0 rebotes, 3.4 assistências e 1.2 roubos de bola em 58 partidas 

Melhores posições 
5 (Janeiva Lisboa)
6 (Daniel Avila)
7 (Esther Ribani, Heitor Facini, Leonardo Paglioni e Willian Wallace) 

Piores posições
11 (Lucas Torres e Victor Linjardi)
10 (Amassando o Aro, André Mori e Antonio Gomes) 

O que temos a dizer
Brown não chegou à NBA como o prospecto mais técnico e refinado. No entanto, o seu aprimoramento ao longo da carreira é inegável. Seu jogo, na verdade, transformou-se de transpiração em inspiração diante de nossos olhos. Voltou de cada offseason como melhor chutador, infiltrador, passador e criador de separação em média distância – o que fica provado pelos números em crescimento ano após ano. E o mais importante é que essa evolução nunca veio ao custo de seu esforço e qualidade defensiva. 

Uma estatística interessante
O Celtics foi a 11a equipe com menos posses em transição por partida na temporada passada, mas Brown representou a exceção na equipe. Ele foi o terceiro jogador, na verdade, que mais teve posses em transição na liga inteira na campanha. As 5.3 que registrou por partida representaram mais de 22% do seu volume ofensivo no ano.  

  

Michael Reaves/AFP

7. Bam Adebayo (pivô, Miami Heat) – 363 pontos

Estatísticas 2020-21
33.5 minutos, 18.7 pontos (57.0% FG), 9.0 rebotes, 5.4 assistências e 1.2 roubos de bola em 64 partidas 

Melhores posições 
4 (Heitor Facini e Vitor Camargo)
5 (Gustavo Freitas) 

Piores posições
13 (Samir Mello e Willian Wallace)
12 (Janeiva Lisboa) 

O que temos a dizer
A reação natural dos fãs é apontar o arremesso, espaçamento de quadra, como a grande marca do basquete da NBA contemporânea. Não deixa de ser icônico, então, que o pivô que melhor representa o estilo de jogo atual não ser um chutador. Adebayo é “moderno” porque é sempre participativo. Não é apenas trocar marcação no perímetro, mas correr de lado a outro da quadra. Não é só ser um ótimo passador, mas trabalhar com ou sem a bola. O nome do jogo hoje é versatilidade. E Adebayo é o pivô mais versátil da liga. 

Uma estatística interessante
Adebayo é um pivô extremamente ativo em quadra e, consequentemente, isso aparece nos números. O astro do Heat foi o pivô de ofício que percorreu a maior distância em quadra por jogo na temporada passada, correndo quase quatro quilômetros por noite. Ele foi seguido de perto por Nikola Jokic e Karl-Anthony Towns. 

  

melhores jogadores nba anos

Jonathan Bachman / AFP

6. Zion Williamson (ala-pivô, New Orleans Pelicans) – 391 pontos

Estatísticas 2020-21
33.2 minutos, 27.0 pontos (61.1% FG), 7.2 rebotes, 3.7 assistências e 0.9 roubo de bola em 61 partidas 

Melhores posições 
2 (Gustavo Lima e Lucas Torres)
3 (Guilherme Campos e Leonardo Paglioni) 

Piores posições
16 (Janeiva Lisboa)
10 (Daniel Avila, Heitor Facini e Victor Linjardi) 

O que temos a dizer
Zion é um talento incomum que, como esperado, precisou pouco tempo para mostrar a que veio. Estamos falando de uma combinação poucas vezes vista na história de vigor físico, impulsão, agilidade e capacidade de jogar com a bola nas mãos (ataque a cesta, passes), que permitiu-lhe pontuar à vontade no garrafão da liga mesmo com somente 20 anos. O fato é que esse garoto parece imparável em progressão para a cesta e, se errar o arremesso, pega seu próprio rebotes graças a um segundo salto muito rápido.  

Uma estatística interessante
Zion foi um dos alas-pivôs que mais registraram ataques à cesta (drives) na temporada passada e, mais do que isso, revelou-se uma máquina de cavar faltas em lances assim. Entre todos os atletas com média superior a dez drives por jogo, ele foi o terceiro com maior taxa de faltas cavadas (11.8%) – só atrás de Giannis Antetokounmpo e Jerami Grant. 

  

 

  

Como está o ranking até agora 

O ranking já teve, além dos cinco atletas divulgados hoje, outros cinco jogadores que já haviam sido informados e 15 atletas que foram citados pelos votantes e não conseguiram lugar entre os 25 selecionados. Tudo o que já foi divulgado de nossa lista está a seguir:

6. Zion Williamson (Pelicans, 391 pontos)
7. Bam Adebayo (Heat, 363 pontos)
8. Jaylen Brown (Celtics, 355 pontos)
9. Ja Morant (Grizzlies, 326 pontos)
10. Jamal Murray (Nuggets, 314 pontos)
11. Shai Gilgeous-Alexander (Thunder, 293 pontos)
12. Brandon Ingram (Pelicans, 278 pontos)
13. De’Aaron Fox (Kings, 264 pontos)
14. Deandre Ayton (Suns, 259 pontos)
15. John Collins (Hawks, 202 pontos)
16. LaMelo Ball (Hornets, 193 pontos) 
17. Michael Porter Jr. (Nuggets, 160 pontos)
18. Anthony Edwards (Timberwolves, 103 pontos)
19. Lonzo Ball (Bulls, 96 pontos)
20. Collin Sexton (Cavaliers, 93 pontos)
21. Mikal Bridges (Suns, 83 pontos)
22. R.J. Barrett (Knicks, 81 pontos)
23. Jarrett Allen (Cavaliers, 76 pontos)
24. Jaren Jackson Jr. (Grizzlies, 52 pontos)
25. Dejounte Murray (Spurs, 51 pontos)
26. O.G. Anunoby (Raptors, 42 pontos)
27. Jonathan Isaac (Magic, 28 pontos)
28. Tyrese Haliburton (Kings, 22 pontos)
29. Tyler Herro (Heat, 22 pontos)
30. Darius Garland (Cavaliers, 22 pontos)
31. Robert Williams III (Celtics, 10 pontos)
32. DeAndre Hunter (Hawks, 7 pontos)
33. Luguentz Dort (Thunder, 7 pontos)
34. Markelle Fultz (Magic, 6 pontos)
35. Matisse Thybulle (Sixers, 6 pontos)
36. Mitchell Robinson (Knicks, 3 pontos)
37. Malik Beasley (Timberwolves, 2 pontos)
38. Lauri Markkanen (Cavaliers, 2 pontos) 
39. Thomas Bryant (Wizards, 1 ponto)
40. Miles Bridges (Hornets, 1 ponto) 

  

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram 
YouTube 
Twitter 
Canal no Telegram 
Apostas – Promocode JUMPER