Jumper Brasil, uma última vez, tem uma pergunta para você: quem são os melhores jogadores da NBA abaixo dos 25 anos de idade? É isso que terminaremos de descobrir hoje. 

Nossa equipe e alguns dos principais analistas do país foram chamados pelo site para votarem sobre o tema, escolherem quem são os melhores atletas jovens da liga em listas particulares e intransferíveis. A intenção é formar um prisma de opiniões que reflita diferentes visões sobre o basquete e produção de conteúdo. 

  

 

  

Princípios da votação 

A votação foi realizada com 20 votantes que tiveram que responder a seguinte questão: quem são os 25 melhores jogadores abaixo de 25 anos de idade na NBA atual? Exigimos como resposta de cada consultado um ranking simples com 25 atletas, sem empates em posição.  

A pontuação seguiu a ordem inversa do ranking: o 25o colocado recebe um ponto, a 24a colocação rende dois pontos e assim sucessivamente até o primeiro lugar, que ganha 25 pontos. Dessa forma, um jogador que tenha a melhor avaliação possível poderá alcançar máximo de 500 pontos.  

  

Quem foram os votantes? 

Vinte votantes, como citado, foram consultados pelo Jumper Brasil na confecção dessa lista dos 25 melhores jogadores abaixo de 25 anos da NBA. A lista é composta por integrantes e parceiros do site, comentaristas e produtores de conteúdo sobre a liga nas redes sociais brasileiras. Confira quem foram os consultados: 

  

Amassando o Aro (voto de consenso da equipe)
André Mori (Basquete FM)
André Rocha (Podcast Basqueteiros)
Antonio Gomes (Jumper Brasil)
Daniel Ávila (Blog Turnover)
Esther Ribani (Área Restritiva)
Guilherme Campos (Podcast Splash Brothers)
Gustavo Freitas (Jumper Brasil)
Gustavo Lima (Jumper Brasil)
Heitor Facini (Buzzer Beater)
Janeiva Lisboa (Menina NBA)
Leonardo Paglioni (Podcast Splash Brothers)
Lucas Torres (Central do Draft)
Matheus Gonzaga (Layups & Threes)
Ricardo Romanelli (Basquete FM)
Ricardo Stabolito Junior (Jumper Brasil)
Samir Mello (Metrópoles)
Victor Linjardi (Jumper Brasil)
Vitor Camargo (UOL)
Willian Wallace (Coast to Coast Brasil) 

  

Regras de elegibilidade e votação 

Obviamente, a votação teve regras específicas quanto à elegibilidade de jogadores e o formato de ranqueamento. Estão listadas a seguir as quatro normas mais importantes estabelecidas para a formação dos 25 melhores jogadores abaixo de 25 anos da NBA: 

– Os jogadores elegíveis precisavam ter máximo de 24 anos e 364 anos de idade em 02 de agosto de 2021, virada do ano fiscal da NBA; 

– Os votantes foram instruídos a considerar a produção atual do jogador, não o seu talento percebido ou produção projetado no futuro; 

– Calouros na próxima temporada e jogadores que ainda não entraram em quadra na liga não são elegíveis; 

– Em caso de empate na votação, o critério de desempate é o maior posicionamento em um dos rankings individuais conquistado pelo jogador.  

  

Quer dar uma olhada novamente nas primeiras partes do nosso ranking? É só clicar nos links a seguir dos primeirosegundoterceiro e quarto capítulos. E, então, vamos para a parte final da lista dos 25 melhores jogadores da NBA abaixo de 25 anos do Jumper Brasil – edição 2021: 

  

Trae Young extensão Hawks

Tim Nwachukwu / AFP

 5. Trae Young (armador, Atlanta Hawks) – 434 pontos 

Estatísticas 2020-21
33.7 minutos, 25.3 pontos (43.8% FG), 3.9 rebotes, 9.4 assistências e 0.8 roubo de bola em 63 partidas 

Melhores posições 
2 (Antonio Gomes, Samir Mello e Victor Linjardi) 

Piores posições
7 (Gustavo Freitas)
6 (Gustavo Lima, Lucas Torres e Vitor Camargo) 

O que temos a dizer
Young ganhou muitos fãs na NBA pelo estilo provocador no comando da surpreendente campanha do Hawks nos playoffs. O homem, porém, precede a lenda. A verdade é que deve ser difícil ser um defensor vendo o jovem atravessando a quadra em sua direção. Embora não seja particularmente bom nos logo shots, ele possui bastante alcance no arremesso e precisa ser marcado. Foi um monstro punindo pivôs no drop nos playoffs, enquanto é um dos melhores infiltradores da liga, com alto volume de assistências em drives. 

Uma estatística interessante
Os altos números de assistências são a prova da objetividade de Young como passador. Embora tenha sido apenas o 18o jogador que mais distribuiu passes por jogo na última temporada, o jovem astro foi o terceiro atleta com assistências em potencial (17.6) e pontos criados a partir de passes decisivos para o seu time (24.3). 

  

Mitchell Jazz aliviado desfalque

Garrett Ellwood/AFP

4. Donovan Mitchell (ala-armador, Utah Jazz) – 435 pontos

Estatísticas 2020-21
33.4 minutos, 26.4 pontos (38.6% 3pt), 4.4 rebotes, 5.2 assistências e 1.0 roubos de bola em 53 partidas 

Melhores posições 
2 (Amassando o Aro, Esther Ribani e Ricardo Romanelli) 

Piores posições
7 (Guilherme Campos e Matheus Gonzaga)
6 (Janeiva Lisboa e Leonardo Paglioni) 

O que temos a dizer
Agressividade é o nome do jogo para Mitchell, mas a maneira como tem sido agressivo mudou ao longo de quatro temporadas. Ele chegou à NBA como o jogador que agredia defesas o tempo inteiro para chegar ao aro ou criar separação em tiros de curta/média distância. Pois, com o passar do tempo, isso mudou. Hoje, suas ações visam afastar a marcação da cesta com o maior volume de arremessos de longa distância, chutes com alcance mais longo e utilizar o pick-and-roll para achar passes funcionais para os seus companheiros de time. 

Uma estatística interessante
Um recurso muito necessário para os guards na NBA atual é o arremesso com alcance em pull ups. E, não por acaso, Mitchell mostrou evolução sensível nesse ponto: tentou 289 tiros de três em tais situações com 36.3% de conversão na última temporada. No acumulado das três anteriores, ele havia acertado só 31.5% de 873 chutes tentados.  

  

booker times ideais piada

Jesse D. Garrabrant / AFP

3. Devin Booker (ala-armador, Phoenix Suns) – 439 pontos 

Estatísticas 2020-21
33.9 minutos, 25.6 pontos (48.4% FG), 4.2 rebotes, 4.3 assistências e 0.8 roubo de bola em 67 partidas 

Melhores posições 
2 (Willian Wallace)
3 (André Mori, Daniel Avila, Samir Mello, Victor Linjardi e Vitor Camargo) 

Piores posições
7 (Antonio Gomes)
6 (Heitor Facini)
5 (Esther Ribani, Matheus Gonzaga e Ricardo Romanelli) 

O que temos a dizer
Todos sabem que as comparações com Kobe Bryant são um exagero, obviamente. Mas, de fato, Booker é quem mais lembra o ídolo do Los Angeles Lakers na NBA de hoje por “nadar contra a maré” com seus arremessos. Ele parece confortável e natural fazendo algo que poucos querem atualmente: criando separação para os defensores em média distância. Ele não é só isso, claro. Sua habilidade como passador, sobretudo, era mais explorada no “pré-Chris Paul”. Ainda assim, quer saber? Esse “protótipo de Kobe”, no fim das contas, é o jogador que ele quer e gosta de ser.     

Uma estatística interessante
Os arremessos de média distância não são os mais populares da NBA hoje, mas são o carro-chefe do jogo de Booker. Ele foi o segundo jogador que mais tentou arremessos entre 10 e 14 pés da cesta na temporada passada (3.4) e acertou mais de 52% deles. No TOP 30 do quesito, só Kevin Durant registrou melhor aproveitamento em tais tiros. 

  

tatum seleção eua olimpíadas kobe

Maddie Malhotra / AFP

 2. Jayson Tatum (ala, Boston Celtics) – 464 pontos 

Estatísticas 2020-21
35.8 minutos, 26.4 pontos (38.6% 3pt), 7.4 rebotes, 4.3 assistências e 1.2 roubos de bola em 64 partidas 

Melhores posições 
2 (André Mori, André Rocha, Daniel Avila, Guilherme Campos, Gustavo Freitas, Heitor Facini, Janeiva Lisboa, Leonardo Paglioni, Matheus Gonzaga, Ricardo Stabolito Jr. e Vitor Camargo) 

Piores posições
6 (Samir Mello)
5 (Lucas Torres)
4 (Esther Ribani e Victor Linjardi) 

O que temos a dizer
Tatum, desde que chegou à NBA, provou ser um pontuador especial. Não é fácil, afinal, encontrar alguém com a sua combinação de altura, trabalho de pés e instintos naturais para pontuação. O que está levando o seu impacto a outro nível, porém, é a crescente evolução que apresenta em outras áreas do jogo. Na temporada passada, ele obteve a melhor porcentagem de participação nos rebotes do Celtics (16.7%) e maior média de assistências da carreira (4.3) da carreira. Sua capacidade de passe, em especial, tem sido uma revelação nos últimos meses.   

Uma estatística interessante
A evolução de Tatum como passador, tentando acionar seus companheiros em quadra, ocorreu ao mesmo tempo em que aumentou a participação no ataque do Celtics. Nas últimas quatro temporadas, ele registra subida em posses de bola utilizadas do time e porcentagem de posses usadas em que distribuiu assistências. Na campanha passada, foram 29.8% e 19.6%, respectivamente.  

  

melhores jogadores anos nba

AFP Photo

1. Luka Doncic (ala-armador, Dallas Mavericks) – 500 pontos

Estatísticas 2020-21
34.3 minutos, 27.7 pontos (47.9% FG), 8.0 rebotes, 8.6 assistências e 1.0 roubos de bola em 66 partidas 

Melhores posições 
Primeiro colocado unânime 

O que temos a dizer
Ainda há o que dizer sobre Doncic? Coisas realmente novas? O garoto é o corpo e alma do ataque do Mavericks, um candidato a MVP tentando carregar um time limitado ao topo do Oeste. Mas, acima de tudo, ele é um dos melhores prospectos de todos os tempos – que reafirma esse status a cada noite. Escolha unânime pelo segundo ano consecutivo. 

Uma estatística interessante
Doncic foi o segundo atleta com mais drives (ataques à cesta) por partida na temporada passada. E, mais do que isso, converteu (incríveis) 59.2% dos arremessos que tentou a partir dessas ações. Só um outro jogador no TOP 50 desse quesito teve aproveitamento maior do que 57% em tais lances: o MVP das finais Giannis Antetokounmpo (63.3%). 

  

 

  

Como terminou o ranking, então 

O ranking está completo, enfim. E, como resultado, aqui está a lista fina:

1. Luka Doncic (Mavericks, 500 pontos)
2. Jayson Tatum (Celtics, 464 pontos)
3. Devin Booker (Suns, 439 pontos)
4. Donovan Mitchell (Jazz, 435 pontos)
5. Trae Young (Hawks, 434 pontos)
6. Zion Williamson (Pelicans, 391 pontos)
7. Bam Adebayo (Heat, 363 pontos)
8. Jaylen Brown (Celtics, 355 pontos)
9. Ja Morant (Grizzlies, 326 pontos)
10. Jamal Murray (Nuggets, 314 pontos)
11. Shai Gilgeous-Alexander (Thunder, 293 pontos)
12. Brandon Ingram (Pelicans, 278 pontos)
13. De’Aaron Fox (Kings, 264 pontos)
14. Deandre Ayton (Suns, 259 pontos)
15. John Collins (Hawks, 202 pontos)
16. LaMelo Ball (Hornets, 193 pontos) 
17. Michael Porter Jr. (Nuggets, 160 pontos)
18. Anthony Edwards (Timberwolves, 103 pontos)
19. Lonzo Ball (Bulls, 96 pontos)
20. Collin Sexton (Cavaliers, 93 pontos)
21. Mikal Bridges (Suns, 83 pontos)
22. R.J. Barrett (Knicks, 81 pontos)
23. Jarrett Allen (Cavaliers, 76 pontos)
24. Jaren Jackson Jr. (Grizzlies, 52 pontos)
25. Dejounte Murray (Spurs, 51 pontos)
26. O.G. Anunoby (Raptors, 42 pontos)
27. Jonathan Isaac (Magic, 28 pontos)
28. Tyrese Haliburton (Kings, 22 pontos)
29. Tyler Herro (Heat, 22 pontos)
30. Darius Garland (Cavaliers, 22 pontos)
31. Robert Williams III (Celtics, 10 pontos)
32. DeAndre Hunter (Hawks, 7 pontos)
33. Luguentz Dort (Thunder, 7 pontos)
34. Markelle Fultz (Magic, 6 pontos)
35. Matisse Thybulle (Sixers, 6 pontos)
36. Mitchell Robinson (Knicks, 3 pontos)
37. Malik Beasley (Timberwolves, 2 pontos)
38. Lauri Markkanen (Cavaliers, 2 pontos) 
39. Thomas Bryant (Wizards, 1 ponto)
40. Miles Bridges (Hornets, 1 ponto) 

  

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram 
YouTube 
Twitter 
Canal no Telegram 
Apostas – Promocode JUMPER