A troca que quase mudou os rumos do Golden State Warriors

Stephen Curry foi avisado que seria negociado pelo time californiano

troca golden state warriors Fonte: DOUG PENSINGER/AFP

Pouca gente sabe, mas o Golden State Warriors poderia não ter tido todo o sucesso nos últimos anos por conta de uma troca. A negociação, de fato aconteceu, mas um pouco diferente da original, em 2012.

Stephen Curry, que estava em seu terceiro ano na liga, era muito questionado por lesões no tornozelo. Embora fosse nítido o talento do armador, ele pouco atuou naquela campanha. Foram apenas 26 partidas de 66 possíveis (era ano de locaute) e a diretoria do Warriors queria um pivô para o lugar de um pouco efetivo Andris Biedrins.

Publicidade

Então, o Warriors procurou o Milwaukee Bucks para conversar sobre o australiano Andrew Bogut. Na visão da equipe californiana, Bogut era tão bom protetor de aro quanto Biedrins, mas sabia passar quando bem marcado e pontuar com alguma tranquilidade perto do garrafão. Mas como fazer uma troca?

O Bucks pediu Curry e a negociação era certa. O camisa 30 iria para Milwaukee e, posteriormente, jogaria ao lado de Giannis Antetokounmpo. Ele chegou a receber o aviso sobre a saída.

Leia mais

Contudo, de última hora, a diretoria do Warriors ofereceu o cestinha Monta Ellis no negócio. Só que, por salários, não batia. Portanto, Bogut foi para Golden State ao lado de Stephen Jackson, que já havia passado por lá. Em contrapartida, Milwaukee recebeu Kwame Brown, Ekpe Udoh e Ellis.

Publicidade

Curry ficou no Warriors, enquanto Jackson saiu em outra negociação dois dias depois para o San Antonio Spurs. Por sua vez, Bogut chegou em Oakland e logo assumiu a titularidade.

Ellis naufragou no Bucks e não se firmou em mais lugar algum

Monta Ellis era um cestinha, mas a NBA começava a entender que o arremesso de três era mais importante. E Ellis não tinha lá muita capacidade no quesito, com apenas 31.4% de aproveitamento na carreira. Então, como o Bucks não agradou, após cair na primeira rodada dos playoffs de 2013, a diretoria optou por reformular o elenco.

Publicidade

Ellis era agente livre e foi para o Dallas Mavericks na offseason em que Giannis Antetokounmpo foi selecionado no draft. Em Dallas, porém, as coisas não funcionaram como ele desejava e, em 2015, assinou com o Indiana Pacers.

Só que no Pacers ele foi ainda pior e virou reserva durante a campanha 2016-17. Em seguida, equipe rescindiu seu contrato. Aos 31 anos, ele deixou a NBA e, até hoje, Ellis se recusa a encarar a aposentadoria.

Publicidade

Em 2020, ele realizou treinamentos visando retorno às quadras, mas sem sucesso.

O resto, todo mundo sabe como aconteceu

Andrew Bogut foi em troca para o Golden State Warriors e jogou ao lado de Klay Thompson, Draymond Green e Stephen Curry. Por lá, ele foi campeão em 2014-15, mas as lesões diminuíram o seu ritmo. Entre 2016-17 e 2018-19, o ex-atleta passou por Dallas Mavericks, Cleveland Cavaliers, Los Angeles Lakers até voltar ao Warriors, onde se aposentou da NBA. Nesse período, ele realizou apenas 62 jogos.

Publicidade

No entanto, Bogut voltou para a Austrália e jogou por mais um ano, antes de encerrar a carreira, em dezembro de 2020.

Enquanto isso, Curry seguiu no Warriors, ganhou mais três títulos e obteve o seu MVP das Finais que tanto o importunou.

Publicidade

 

Assine o canal Jumper Brasil no Youtube

Todas as informações da NBA estão no canal Jumper Brasil. Análises, estatísticas e dicas. Inscreva-se, dê o seu like e ative as notificações para não perder nada do nosso conteúdo.

Publicidade

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
Twitter
Facebook
Grupo no Whatsapp
Canal no Telegram

Publicidade

Últimas Notícias

Comentários