A Associação dos Jogadores reforçou seu apoio aos atletas não vacinados da NBA nos últimos dias, tal como Kyrie Irving e Bradley Beal. E, na contramão do esperado, o sindicato parece estar “bancando” a resistência à imunização a cada dia. A diretora do órgão, Michelle Roberts, revelou que a instituição está pronta para lutar, na verdade, contra a decisão de não se pagar quem perder jogos por não ter tomado a vacina. 

 

“Estamos ao lado de nossos membros nesse processo. A liga relatou que concordamos com o não pagamento do jogador que não puder atuar por causa de seu status vacinal, mas não é verdade. Discordamos. Essa é uma posição unilateral da NBA que estamos prontos para combater. Se chegarmos a esse ponto, veremos o que fazer para evitar”, contou a executiva, em entrevista ao jornal New York Daily News. 

“Pesquisa” vira motivo de deboche

Desde o início das negociações com a liga, a Associação dos Jogadores sentenciou que a vacinação obrigatória era um ponto que sequer discutiria. Nesse sentido, Roberts contou que uma votação entre a categoria definiu que a questão não seria nem negociável. Era algo definitivo. Concordando ou não, a diretora acredita que faltou respeito à postura dos jogadores por conta não só do público, mas também da imprensa. 

“Fomos contra a vacinação obrigatória porque os membros do sindicato acreditam que, com todas as informações disponíveis, podem tomar a melhor decisão para si mesmos. Foi uma votação, afinal. Mas as pessoas começaram a zombar dos atletas por dizerem que estavam realizando suas pesquisas. O mais importante é que não há nada de errado nisso”, protestou a diretora, saindo em defesa da categoria. 

Apesar do discurso, Roberts faz questão de ressaltar um último ponto. A Associação dos Jogadores da NBA, por mais que pregue a liberdade de escolha, está muito mais segura sobre seus membros serem vacinados. “Houve um momento em que pessoas, inclusive eu, estavam céticas sobre essa vacina. Mas, agora, temos mais segurança. Isso, porém, não impede que nossos membros sejam contra a vacinação obrigatória”, pontuou. 

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram 
YouTube 
Twitter 
Canal no Telegram 
Apostas – Promocode JUMPER