Devin Booker pode ter sofrido uma derrota dolorosa na quarta partida das finais da NBA, nessa quarta-feira, mas a ótima atuação garantiu-lhe recordes e grandes marcas como consolação. Com os 42 pontos marcados contra o Milwaukee Bucks, o craque do Phoenix Suns superou o lendário Rick Barry para tornar-se o maior anotador estreante da história dos playoffs da NBA: totalizou 542 pontos, ultrapassando os 521 pontos do integrante do Hall da Fama em 1967. 

 

O jovem astro alcançou o recorde em uma noite com tons heroicos, sendo responsável por manter o Suns competitivo dentro da partida e único atleta do time a acertar mais do que cinco arremessos de quadra (na verdade, foram 17 cestas em 28 tentativas de pontuação). “Não importa. Essa atuação não teve importância nenhuma. O objetivo é vencer o jogo e tudo o que acontece no jogo que não contribua para isso, no final das contas, não me interessa”, minimizou o ala-armador. 

Não dá para negar que teve importância, porém, para efeito histórico da NBA. Booker conseguiu a sua terceira atuação de 40 pontos nos playoffs e só outros dois craques haviam feito isso em sua primeira aparição em pós-temporadas: o próprio Rick Barry (cinco) e o lendário Wilt Chamberlain (três). Ele ainda terá, no mínimo, mais duas partidas na série contra o Bucks e possui chances teóricas de igualar o ex-jogador do Golden State Warriors no topo da lista. 

 

Além do cestinha do Suns, Khris Middleton marcou 40 pontos para comandar a vitória do Bucks. Essa foi apenas a quarta vez na história da liga que uma dupla de oponentes anota 40 ou mais pontos em uma mesma partida das finais da NBA, juntando-se a seis integrantes do Hall da Fama como os detentores dessa marca: Shaquille O’Neal e Allen Iverson (2001), Michael Jordan e Charles Barkley (1993) e Jerry West e John Havlicek (1969).  

Booker, além disso, teve mais uma marca um tanto mais específica estabelecida nessa quarta: ele registrou o maior aumento de pontuação entre dois jogos de finais na NBA. Depois de anotar dez pontos na terceira partida contra o Bucks, seu crescimento de 32 pontos em um intervalo de uma partida superou o finado armador Slater Martin, que havia “saltado” de dois para 32 pontos entre os terceiro e quarto duelos da decisão do título de 1952.   

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram 
YouTube 
Twitter 
Canal no Telegram 
Apostas – Promocode JUMPER