Carmelo Anthony nem sempre tem sido um encaixe simples na carreira. Seu talento e capacidade de pontuação são inquestionáveis, enquanto a falta de atividade sem a bola nas mãos e na defesa deixavam a desejar. Muitos analistas e fãs, então, diriam que os times precisavam ser montados em torno de si. Nesse sentido, Carmelo espera que seu início no Los Angeles Lakers comprove o contrário: é um atleta de fácil adaptação. 

 

“Eu acho que as pessoas realmente não me entendem, pois há uma má compreensão sobre mim. Dizem que não tenho condição de adaptar-me a diferentes situações, por exemplo. O meu sucesso aqui, porém, prova que sou capaz a ajustar-me a qualquer cenário em que seja inserido. Tenho convicção de que, no fim das contas, eu sou um jogador de fácil adaptação”, afirmou o craque de 37 anos. 

A declaração de Carmelo aconteceu logo depois da vitória tranquila dos californianos sobre o Houston Rockets. Ele saiu do banco de reservas para ser o cestinha da partida, com 23 pontos. Converteu, além disso, cinco em oito arremessos de longa distância. O que mais impressionou, no entanto, é que o veterano ala também saiu de quadra com dois roubos de bola e quatro tocos. Tem sido uma surpresa constante para Frank Vogel. 

 

“Eu não esperava, certamente, que ele tivesse atuações defensivas como essa última. Foi ótima. Esqueça as roubadas e bloqueios, por exemplo. Ele sempre foi ativo com suas mãos e está bem posicionado, acima de tudo. Seu esforço tem sido ótimo, aliás. Quando defende com essa qualidade enquanto arremessa em alto nível, esse cara é grande parte de nossas vitórias”, elogiou o treinador, um notório especialista defensivo. 

Jogo simples 

O ataque, porém, sempre vai ser o carro-chefe quando o assunto é Carmelo. Ele anotou mais de 20 pontos em três das sete partidas do Lakers na temporada, mesmo saindo do banco de reservas. Esse número é impulsionado pelo fantástico aproveitamento de mais de 52% de aproveitamento nos arremessos de longa distância. O segredo para essas grandes atuações até agora, sobretudo, tem sido a simplicidade. 

 

“Só preciso estar mentalmente preparado quando entro em quadra e, por fim, tudo vai se ajeitar naturalmente. Isso é, pura e simplesmente, basquete. Se você estiver livre, então arremesse. Se não estiver, faça uma jogada para si ou outros. O jogo fica mais fácil ao passo em que simplifico mais e mais o que faço nas partidas. As coisas devem ser assim a essa altura da minha carreira”, analisou o veterano. 

Carmelo, enquanto estiver acertando os arremessos, terá adaptação fácil e tranquila ao Lakers. E LeBron James já avisou: o time vai continuar procurando a mão quente do seu amigo de adolescência. “Só estamos tentando quebrar as defesas para encontrá-lo, pois está em ótimo ritmo e eficiência. Arremessa sem hesitar e tem sido automático. Carmelo, em síntese, está derrubando tudo”, resumiu o líder da equipe. 

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:  

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER