Cerrado conquista primeira vitória na história do NBB

Por Diego Marcondes Postado em 26 nov 2020 às 08:07

Em Mogi das Cruzes, no Ginásio Professor Hugo Ramos, Cerrado Basquete e Caxias do Sul se enfrentaram no único duelo dessa quarta-feira (25).

A partida entre dois times aspirantes a surpresas do campeonato ficou marcada pelo equilíbrio. Ambas as equipes protagonizaram bons e maus momentos no decorrer do embate, que foi decidido apenas nos segundos finais. Apesar do jogo parelho, os candangos foram mais efetivos no clutch time e, aproveitando-se de erros dos gaúchos, venceram o confronto pelo placar de 67 a 63.

Com o triunfo, o clube brasiliense conquista sua primeira vitória na história do NBB após quatro derrotas e tira, finalmente, um grande peso das costas.

Confira abaixo como foi o jogo desta noite de quarta-feira:

(1-4) Cerrado 67 x 63 Caxias (1-3)

O primeiro quarto foi o melhor tecnicamente e o mais equilibrado dentre todos os outros. Liderado pela dupla Antônio e Pedro Teruel, Caxias começou melhor no jogo e teve facilidade para imprimir seu ritmo no início do confronto. Cerrado, por sua vez, entrou com a intensidade baixa, mas evoluiu ao longo dos dez minutos e reagiu no decorrer do embate. Bem como em toda a partida, a insaciável mudança de placar, que alternava a cada posse, deixou o duelo ainda mais parelho e, claro, aberto. Não houve superioridade, porém o time candango apresentou um ótimo desempenho coletivo e venceu a parcial por 20 a 19. Os dois times aproveitaram mais de 45% dos arremessos em todos os segmentos (3 pontos, 2 pontos e lances livres), o que comprova ainda mais a solidez do quarto.

As duas equipes, essencialmente Caxias, caíram de desempenho no segundo quarto, tornando o jogo, que já não era um primor técnico, ainda mais truncado. Apesar do pouco brilho, o confronto seguia ponderado, mas com muitos erros. O aproveitamento, que era bom nos últimos dez minutos, também diminuiu, sobretudo no perímetro, obrigando os treinadores a apostarem mais no jogo de garrafão, consolidando bons arremessos de dois pontos. A agressividade ofensiva não era das melhoras. Todavia, o destaque ficou por conta de duas boas defesas, que assumiram o protagonismo da partida. Destaques caxienses, Nico Ferreyra, Eddy e Pedro ficaram zerados neste período, o que nitidamente dificultou alguma possível investida dos gaúchos. O time brasiliense, contudo, viu o ala Paulo ter ótimo desempenho nos dois lados da quadra e anotou 7 dos 15 pontos candangos, que foi ao intervalo vencendo por 35 a 30.

Na volta do intervalo, Cerrado aparentou estar ainda mais focado e aumentou sua vantagem no terceiro período. Bem ligado, time candango rodou melhor a bola no ataque, encontrando espaços e aproveitando com êxito as oportunidades, principalmente devido a movimentação off ball para abrir no perímetro ou o jogo de trocas buscando o pivô no garrafão. Já Caxias novamente errou demais e não teve um bom aproveitamento. A estrela Nico Ferreyra entrou no jogo, mas não conseguiu impedir mais um péssimo período da equipe comandada por Rodrigo Barbosa. Pelos brasilienses, JC Fuller comandou o Cerrado e ampliou a vantagem para 8 pontos, tranquilizando a vida da equipe para o último quarto.

Nos primeiros minutos do período final, Caxias, liderado por Túlio da Silva, reagiu e emplacou uma corrida de 7 a 0. O nível técnico da partida aumentou, mas ainda não era brilhante. No entanto, o jogo ficou cada vez mais equilibrado e, acima de tudo, divertido de se assistir, principalmente devido a alternância de placar a cada posse, deixando o duelo em uma clima de possível prorrogação, feito que ainda não aconteceu nesta temporada do NBB. Muito mais agressivo, Caxias utilizou bastante o seu forte garrafão e teve as infiltrações como arma principal, além dos inteligentes roubos de bola. O conjunto da equipe gaúcha novamente não funcionou, porém a dupla Túlio da Silva e Shilton combinou para 17 dos 21 pontos caxienses e deram total esperança de vitória aos comandados de Rodrigo Barbosa. Apesar de dominar os rebotes, Cerrado errou em demasia nestes dez minutos finais e sofreu para manter o resultado positivo. Entretanto, foi mais efetivo nos segundos finais e, aproveitando-se dos erros excessivos do adversário, venceu o jogo por 67 a 63.

O trio JC Fuller (17 pontos), Daniel Von Haydin (13 pontos) e Paulo Lourenço (10 pontos) foram os destaques do Cerrado na vitória nesta quarta-feira (25). Pelo lado do Caxias, Túlio da Silva (21 pontos, 8 rebotes e 3 roubos de bola) e Shilton (8 pontos e 8 rebotes) lideraram a equipe. Agora, Cerrado enfrenta o Unifacisa na próxima quarta-feira (02), às 14h30. Já Caxias enfrenta o Fortaleza Basquete Cearense, também na quarta-feira (02), às 17h30, com transmissão do DAZN.

Jogo da semana

28/11 (sábado): Corinthians x Mogi (16h – TV Cultura)

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece no basquete:

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook