Mesmo com alguns rumores sobre a permanência de Damian Lillard no Portland Trail Blazers, seu companheiro CJ McCollum, revelou que “só vencer importa para Lillard esse ano”. A afirmação foi feita nesta sexta-feira (20), durante entrevista a Adrian Wojnarowski, da ESPN, em seu podcast. Mesmo o astro do Blazers não ter se comprometido publicamente sobre suas perspectivas futuras, CJ tomou liberdade para declarar o que ouviu em conversas particulares com Damian.

“Eu não quero falar por ele, mas temos uma relação próxima, que conversamos todos os dias – ou dia sim, dia não – desde compartilhar memes, enviar vídeos um ao outro, até conversas sérias sobre nossa temporada, o que é preciso para vencer e o que é necessário para vencer um campeonato. Tenho um bom senso de onde ele está”, afirmou McCollum.

O ala-armador também cravou que Lillard está completamente disposto a vencer em Portland. “Acho que, no final das contas, é isso que todos nós queremos. Queremos nos colocar na melhor posição para ganhar um campeonato. com base no que ouvi e no que vi, acho que ele só quer ganhar um campeonato e quer fazê-lo em Portland. Só vencer importa para ele este ano”.

McCollum também usou da intimidade com o companheiro para afirmar que, historicamente, ele é uma pessoa que diz o que pensa e o que sente. Neste caso, se Lillard realmente quisesse sair do Blazers, não teria negado as especulações sobre pedir para ser negociado. “Se alguém disser algo sobre ele que não seja verdade, ele corrigirá”, concluiu CJ.

Futuro nebuloso

Desde a eliminação precoce nos playoffs da última temporada, nenhuma informação sobre o futuro de Damian Lillard se concretizou. Seu desejo de ganhar, alinhado a constantes eliminações e um elenco considerado fraco – para ambições de título – fizeram com uma incógnita fosse criada. Concomitante a estes fatos, Lillard já havia exposto seu desejo de contar com mais jogadores capazes de ajuda-lo em jogos decisivos. Sua franquia, no entanto, não atendeu.

Outro episódio negativo aos olhos do astro foi em relação ao comando técnico da equipe. Após a saída de Terry Sttots, o Blazers acertou com Chauncey Billups, que não era um dos candidatos que Lillard sugeriu ao Presidente de Operações, Neil Olshey. Na verdade, Chris Haynes, do Yahoo Sports, relatou que o Blazers não entrevistou nenhuma das sugestões de Lillard para o cargo de treinador principal.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER