Confiança é uma palavra constantemente citada por jogadores de equipes campeãs da NBA ao longo da história. E, ao que parece, vimos mais uma vez como tal sentimento pode ser importante em um elenco nesse domingo, na terceira partida das finais do Leste. Giannis Antetokounmpo notou o espetacular momento de Khris Middleton e, com o jogo no último quarto, mostrou a confiança ao “entregar” a bola nas mãos do colega para comandar a vitória do Milwaukee Bucks sobre o Atlanta Hawks.

“Eu tenho o jogo inteiro para ser o principal jogador do time e, para mim, isso não é o mais importante. Se ajudar a vencermos as partidas, o cestinha poderá ser quem for necessário. Tudo o que importa é a vitória. E eu confiaria a minha vida a Khris, no fim das contas. Se ele quiser a bola, simplesmente passe. Em uma atuação como essa, é melhor que a bola chegue nele”, cravou o ex-MVP da liga, após a vitória da equipe de Wisconsin pelo placar de 113 a 102.

Com o duelo bastante equilibrado e diferença de uma posse de bola em favor do Hawks no começo do quarto período, Middleton assumiu o controle das ações para recuperar a vantagem de mando de quadra para o Bucks. Ele anotou 20 dos seus 38 pontos nos 12 minutos derradeiros, convertendo oito de 13 arremessos de quadra – incluindo quatro cestas de longa distância. A nível de comparação, o time de Atlanta como um todo só conseguiu anotar 17 pontos no quarto.

“Khris estava com excesso de faltas e não é raro que isso retire um pouco do ritmo de jogo do jogador. A forma como conseguiu se recompor em quadra e lidar com as faltas diante da tensão que envolvia o jogo para anotar esses 20 pontos no último quarto, no entanto, diz muito sobre o seu caráter e crescimento. Ele começa a acertar e não para. Pode pontuar de diversas maneiras. É um jogador fantástico”, reverenciou o treinador Mike Budenholzer, em entrevista coletiva após o triunfo.

Se os 38 pontos não bastassem, Middleton ainda coletou 11 rebotes (a maior marca do time na noite) e distribuiu sete assistências. Ele é o único atleta da história do Bucks a registrar atuações de 30 pontos, dez rebotes, cinco assistências e cinco conversões de longa distância em playoffs. O jogador de 29 anos ainda se tornou o único a anotar 20 pontos pela equipe de Milwaukee em um único quarto de jogos de pós-temporada nos últimos 25 anos.

“Eu não penso sobre a fase que estamos jogando. Não estou preocupado se é playoffs, temporada regular, pré-temporada. Só tento atuar em todos os jogos da mesma forma. Vivo cada momento, cada posse de uma vez. Todos importam – e isso é especialmente verdade aqui. Não podemos pensar na partida anterior ou seguinte. Erros acontecem, nem tudo é perfeito, mas precisamos superá-los”, refletiu o veterano, que igualou seu recorde pessoal de pontuação em playoffs.

A relação de Antetokounmpo e Middleton vai muito além de um time bem montado: o ala é o único atleta que já estava no elenco do Bucks quando o grego estreou na liga. São oito anos trilhados lado a lado rumo ao estrelato. “A aposentadoria de Khris será o dia mais duro de minha vida, porque estamos juntos desde o começo. Tem sido uma jornada extraordinária. É incrível ver de onde saímos e estamos chegando”, concluiu o craque, pronto para sempre apostar no amigo.