DeMarcus Cousins fechou contrato nesta segunda-feira e é o novo reforço do Houston Rockets. De acordo com Shams Charania, do portal The Athletic, apurou que as partes apalavraram um vínculo não garantido até o fim da próxima temporada que renderá o salário mínimo para veteranos (US$2.54 milhões). O atleta de 30 anos tenta voltar às quadras e disputar uma partida da NBA pela primeira vez desde os playoffs de 2019, dezessete meses atrás, 

O interesse dos texanos no experiente pivô começou ainda antes da disputa das partidas na “bolha”, quando esboçava um aparente retorno precoce ao basquete. Ele voltou a ser procurado pelos dirigentes de Houston, juntamente com outras equipes competitivas da liga, no início da agência livre. Segundo Chris Haynes, do site Yahoo! Sports, o jogador realizou um treino fechado para a franquia nesta segunda e o bom desempenho “selou” a negociação. 

Um dos melhores jogadores da última década, Cousins teve uma derrocada profunda na carreira depois de sofrer sucessivas lesões. A última delas aconteceu em agosto do ano passado: uma ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho, em um treino informal após assinar um vínculo com o futuro campeão Los Angeles Lakers. Ele até foi mantido no elenco por mais alguns meses, mas terminou dispensado em fevereiro e procurava uma outra oportunidade desde então. 

A contratação do veterano representa uma mudança de filosofia na franquia, uma vez que a organização abordou a última temporada abrindo mão de pivôs no elenco para atuar no chamado super small ball. Os arquitetos dessa linha de pensamento, Daryl Morey e Mike D’Antoni, já não estão na equipe. Tal alteração já havia sido indicada com a contratação da revelação Christian Wood, agente livre do Detroit Pistons, por três temporadas. 

Antes do início da “bolha”, Lakers e Miami Heat já haviam mostrado interesse em seus serviços. Cousins, que disputou suas últimas partidas pelo Golden State Warriors, possui médias de 21.2 pontos, 10.9 rebotes, 3.2 assistências, 1.4 roubos de bola e 1.2 tocos em quase 600 jogos disputados na NBA.  

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook