A NBA confirmou que o astro James Harden foi punido com multa de US$50 mil por ter desrespeitado os protocolos de saúde e segurança relativos à COVID-19. Além disso, ele foi posicionado na lista de atletas inativos do Houston Rockets até que sua integridade seja novamente atestada. Apesar do afastamento por tempo indeterminado e declarado surto de coronavírus dentro do elenco texano, a liga resolveu que o jogador não será suspenso. 

Após investigação interna, a NBA informou que o astro de 31 anos violou as orientações repassadas para todos os atletas ao participar de um “encontro privado fechado” com a presença de mais de 15 pessoas nessa segunda-feira. O próprio veterano confirmou em uma postagem recente no Instagram que esteve em um jantar para comemoração da promoção de uma amiga no trabalho. Embora ele tenha dito que respeitou o protocolo, ele foi flagrado em imagens sem máscara. 

Harden já havia sido afastado preventivamente do elenco, com profissionais do Rockets tomando a iniciativa de procurar a NBA e dar apoio às investigações. Segundo Ramona Shelburne, da ESPN, ele passou por exames de COVID-19 diariamente desde segunda com resultados negativos. Esses testes “limpos”, no fim das contas, foram a razão que isentou o veterano de culpa nos recentes casos da doença no elenco de Houston – que levou ao adiamento do jogo de estreia do time na temporada. 

A multa ao ex-MVP da liga foi uma medida por ser reincidente nas violações: no começo da pré-temporada do Rockets, ele não se reapresentou à equipe enquanto frequentava festas em “clubes de diversão” de Las Vegas. Isso levou-o a ficar isolado por seis dias, realizando testes, antes de poder treinar com o elenco. Harden, que vive uma “novela” com os texanos após pedir para ser trocado, poderá ser suspenso pela NBA se novas violações forem cometidas. 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook