Stephen Curry tornou-se o segundo jogador com mais cestas de três pontos convertidas na história da NBA nesse sábado. O craque do Golden State Warriors acertou mais cinco tiros na derrota para o Utah Jazz e chegou aos 2.652 arremessos certeiros na carreira, superando o lendário Reggie Miller para assumir a segunda posição no ranking histórico. Para o armador, a impressionante marca teve ainda mais significado por envolver uma de suas inspirações como chutador.  

“Esse é um feito especial e estava tentando aproveitá-lo durante a partida, porque sabia que estava para concretizá-lo e desejei muito isso quando era mais jovem – estudando caras como Reggie e o meu pai, especialmente. Tentava emular muitas coisas que eles faziam movimentando-se sem a bola, por exemplo, sabe? Sempre disse que queria ser uma combinação de Reggie e Steve Nash, no fim das contas”, contou o astro, em entrevista após o revés por 127 a 108. 

Curry realizou uma singela homenagem para Miller durante o jogo: ao converter a bola em que igualou o número de cestas do ídolo do Indiana Pacers na carreira, ele fez um “31” com os dedos em uma referência à camisa vestida pelo ex-atleta. A lenda da NBA, então, retribuiu o gesto com uma participação surpresa na entrevista coletiva online do jogador de 32 anos para parabenizá-lo. Ele revelou que o seu filho mais novo, Ryker, estava usando uma camisa de “Steph” em casa. 

“Eu sei o que é preciso para estar aqui. Sei das horas incontáveis em que você poderia ter se divertido ou dormido, mas passou treinando no ginásio para aprimorar a técnica. Você é um incrível homem de família e sacrificou tempo com seus filhos e esposa para chegar a esse nível. Sei do sacrifício e, por isso, dou parabéns por tudo o que tem feito, amigo. Você é uma inspiração para tantas crianças, como o meu filho”, reverenciou o integrante do Hall da Fama.  

O arremesso de Curry vai muito além do que apenas cair em volume histórico, levando pouco mais de metade do número de jogos que Miller precisou para fazer 2.650 cestas de três pontos. A percepção geral é que ele também impactou o basquete atual com a pontaria certeira, alterando os comportamentos de defesas e ataques não somente na NBA, mas pelo mundo inteiro. O craque admite que nunca imaginou que seus tiros fossem ter um significado tão grande no esporte.  

“Eu não tinha ideia de que mudaria o jogo da forma como aconteceu, mas sempre soube que tinha um certo estilo de jogo que adorava e em que amava trabalhar. Isso é o que espero que as pessoas entendam. É ótimo que uma nova geração de crianças goste de tentar arremessar e tenha criatividade para expandir seu alcance, mas, acima de tudo, sempre soube a importância do trabalho e sempre tive muito orgulho da forma como jogo”, disse o veterano. 

Agora, Curry precisa de apenas 411 cestas para superar Ray Allen e tornar-se o jogador com mais cestas de três pontos da história da NBA – algo que deve acontecer dentro de 100 jogos, aproximadamente. Miller, ao mesmo tempo, já aproveitou para pedir que o astro não expanda tanto assim a marca e deixe chances para que Ryker corra atrás de alcançá-lo um dia. “Tenho consciência de que todos os recordes são feitos para serem quebrados. Nós sabemos disso”, concluiu o arremessador.  

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook