Damian Lillard quer ser trocado pelo Blazers?

Performances ruins nos primeiros jogos levantam suspeitas de que astro queira ser negociado

Damian Lillard trocado Blazers Fonte: Orlando, FL - AUGUST 24: Damian Lillard #0 of the Portland Trail Blazers handles the ball during the game against the Los Angeles Lakers during Round One Game Four of the NBA Playoffs on August 24, 2020 at The AdventHealth Arena at ESPN Wide World Of Sports Complex in Orlando, Florida. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and/or using this Photograph, user is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. Mandatory Copyright Notice: Copyright 2020 NBAE Garrett Ellwood/NBAE via Getty Images/AFP

Os rumores de que Damian Lillard seria trocado pelo Portland Trail Blazers tomaram conta da última offseason. Apesar de ele ter negado veementemente em entrevista coletiva, ficou no ar um descontentamento com a imprensa. Entretanto, seu desempenho nos primeiros quatro jogos da temporada 2021-22 está muito abaixo do esperado e, assim, levantou dúvidas sobre seu futuro.

Claro, Lillard atacou as especulações, mas não falou sobre o fato de seu pedido ter sido negado pela diretoria. Antes de o Blazers contratar Chauncey Billups, o camisa 0 havia solicitado a contratação de Jason Kidd para o cargo de treinador. Assim que Billups foi anunciado, o armador afirmou que a chegada dele não faria do time um candidato ao título. Embora o atleta tenha evitado mais embates públicos, a situação ficou estranha.

Publicidade

O fato é que Lillard queria ter mais autonomia em tomadas de decisões. Não só por ele acreditar ser um dos melhores jogadores de todos os tempos da equipe, mas porque ele quer vencer. Nos últimos cinco anos, o Blazers caiu na primeira rodada dos playoffs em quatro oportunidades. Isso o preocupa, claro. Para 2021-22, porém, nenhuma contratação foi impactante. Para ele, isso precisa mudar com urgência.

Na atual classificação, o Blazers faz uma campanha regular, com duas vitórias e duas derrotas, mas em quadra, é tudo novo, com peças velhas. A saída de Terry Stotts, após nove anos na posição de treinador, pode ser intepretada de várias formas. No entanto, se é para melhorar, por que Billups? A diretoria optou por um nome conhecido, mas sem experiência no cargo.

Publicidade

EM QUADRA

O comportamento do Portland Trail Blazers está estranho. Foram quatro jogos, sem contar com a pré-temporada. Talvez, seja pela mudança de estilo de jogo. O Blazers, em 2021-22, acelera muito e tem o segundo maior ritmo da NBA. Assim, era esperado que Damian Lillard tivesse números ainda melhores em relação aos outros anos. Era.

Publicidade

Nas quatro partidas até aqui, ele registra médias de 17.8 pontos (dez a menos que em 2020-21) e 8.0 assistências, mas com aproveitamentos irreconhecíveis. Nos arremessos de quadra, ele acertou 33.3% das tentativas e 17.1% em três pontos. Essas performances foram bem questionadas, mas estamos falando de Lillard. Então, é esperado que seja apenas uma fase ruim. Enquanto isso, CJ McCollum tem sido o cestinha, com 26.8 pontos.

Até o momento, Lillard não passou da marca de 20 em nenhum embate. O jogo corrido pode não estar favorecendo o atleta, o que é estranho. Em geral, armadores tendem a melhorar quando isso acontece. Antes da vitória sobre o Memphis Grizzlies, na última quarta-feira, ele havia acertado apenas dois de 24 arremessos de longa distância (8.3%).

Publicidade

POSSÍVEIS CAUSAS

Embora possa parecer prematuro analisar os números de Damian LIllard e isso levar a uma possibilidade de ele ser trocado pelo Blazers, o histórico conta aqui. Não que ele seja um jogador problemático nos vestiários ou qualquer coisa parecida. Longe disso, aliás. Mas a escolha por Chauncey Billups sem o astro ser consultado e ele afirmar que o time não é candidato ao título dão sinais de que tem algo aí. Ele estaria jogando mal para forçar algo? Aí é uma especulação que pode ser interpretada de várias formas. Ele pode, inclusive, estar incomodado com essa pressão de tantos rumores.

Existe, no entanto, um outro componente que pode estar causando tudo isso e não é de exclusividade de Lillard. A troca da marca de bola para a temporada 2021-22 da Spalding para a Wilson estaria dificultando a qualidade do arremesso de alguns atletas. Sim, é uma teoria que tenho e, por enquanto, não passa disso. Mas quem já jogou sabe que existe uma diferença de pegada na bola. Uma marca diferente, mesmo que tenha as mesmas medidas e peso, poderia atrapalhar. Afinal, todos os jogadores da NBA atuaram com uma bola pela carreira e, agora, é outra. Pode ser uma questão de adaptação.

Publicidade

Na atual temporada, outros jogadores estão com problemas:

Enfim, pode ser só um acúmulo de coincidências, no caso de Lillard. Seja por bola, mudança de estilo de jogo da equipe ou especulação, o astro não faz um bom início de campanha.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Publicidade

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER

Últimas Notícias

Comentários