Doc Rivers não é mais técnico do Los Angeles Clippers. A informação foi divulgada em primeira mão pelo jornalista Adrian Wojnarowski, da ESPN.

O treinador tinha mais dois anos de contrato com a franquia, mas não suportou a eliminação surpreendente nos playoffs deste ano, após uma virada incrível do Denver Nuggets, em uma das semifinais da conferência Oeste.

“Doc foi um excelente treinador para o nosso time, um embaixador incrível e um pilar de força em tempos tumultuados. Ele ganhou muitos jogos e lançou as bases para esta franquia,” afirmou Steve Ballmer, proprietário do Clippers.

Rivers, de 58 anos, estava no comando do Clippers desde 2013. Ele deixa o cargo como o técnico mais vitorioso da história da franquia, com 356 triunfos em 564 partidas, o que representa um aproveitamento de 63%. Sob a liderança dele, o time de Los Angeles chegou seis vezes aos playoffs, em sete temporadas, mas sem alcançar uma final de conferência sequer.

“Obrigado à nação do Clippers por me permitir ser o seu treinador e por todo o apoio em ajudar a tornar esta franquia vencedora. Quando aceitei este trabalho, meus objetivos eram fazer do Clippers um programa de basquete vencedor, um destino para agentes livres e trazer um campeonato para esta organização. Embora eu tenha conseguido realizar a maioria dos meus objetivos, não poderei ver todos eles. Embora tenha sido um final decepcionante para a nossa temporada, vocês estão bem aqui e eu sei o que esta equipe é capaz de realizar com o seu apoio. Obrigado a todos os jogadores, treinadores e funcionários por nos ajudarem a chegar aqui. Mais importante, obrigado aos fãs. Nós passamos por muita coisa e eu sou grato por meu tempo aqui”, disse Rivers, em um comunicado divulgado no seu perfil oficial no Twitter.

Com o fracasso na série contra o Nuggets, Rivers passou a ser o único treinador da história da NBA a perder três séries de playoffs em que chegou a estar ganhando por três jogos a um. No entanto, vale lembrar que Doc foi campeão da NBA no comando do Boston Celtics, em 2008, e eleito técnico do ano, em 2000, quando dirigia o Orlando Magic, em sua estreia na função.

Segundo Wojnarowski, dois nomes surgem com força para suceder Rivers no comando do Clippers: o do assistente principal da equipe, Tyronn Lue, que também interessa ao Philadelphia 76ers, e o de Jeff Van Gundy, ex-treinador do New York Knicks e do Houston Rockets, e que atualmente trabalha como comentarista da ESPN.

De acordo com Marc J. Spears, também da ESPN, New Orleans Pelicans e Sixers, que estão sem treinadores, já entraram em contato com Rivers a respeito do cargo.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:  

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook