Draft 2020: As necessidades do New York Knicks

Elenco para a próxima temporada (sete contratos garantidos)

PG: Frank Ntilikina (22 anos, US$6,1 milhões) / Dennis Smith (22 anos, US$5,6 milhões)
SG: RJ Barrett (20 anos, US$8,2 milhões)
SF: Kevin Knox (21 anos, US$4,5 milhões) / Ignas Brazdeikis (21 anos, US$1,5 milhão)
PF: Julius Randle (25 anos, US$18,9 milhões)
C: Mitchell Robinson (22 anos, US$1,6 milhão)

Folha salarial: US$46,4 milhões

Agentes livres: Damyean Dotson (SG/SF, 26 anos, restrito) / Moe Harkless (SF, 27 anos, irrestrito) / Jared Harper (PG, 23 anos, irrestrito) / Kadeem Allen (PG/SG, 27 anos, restrito)

Contratos não garantidos/parcialmente garantidos/opção do time: Elfrid Payton (PG, 26 anos, US$8 milhões, parcialmente garantido) / Reggie Bullock (SG/SF, 29 anos, US$4,2 milhões, parcialmente garantido) / Wayne Ellington (SG/SF, 32 anos, US$8 milhões, parcialmente garantido) / Taj Gibson (PF/C, 35 anos, US$9,4 milhões, parcialmente garantido) / Bobby Portis (PF/C, 25 anos, US$15,7 milhões, opção do time) / Theo Pinson (SG, 24 anos, US$1,7 milhão, opção do time)

Contratos expirantes: Frank Ntilikina / Dennis Smith

Números da temporada 2019/20

Pontos anotados: 105,8 (segundo pior)
Pontos sofridos: 112,3 (18º)
Eficiência ofensiva: 106,5 (terceiro pior)
Eficiência defensiva: 113,0 (oitavo pior)
Pace (posses de bola por jogo): 98,6 (26º)
Assistências por jogo: 22,1 (quarto pior)
Rebotes por jogo: 46,5 (sexto)
Desperdícios de bola: 11,3 (11º)
Aproveitamento nos arremessos de quadra: 44,7% (sexto pior)
Aproveitamento nos lances livres: 69,4 (pior)
Aproveitamento nas bolas de três pontos: 33,7% (quarto pior)
Tentativas de arremessos de três pontos por jogo: 28,4 (segundo pior)
Aproveitamento do adversário nas bolas de três pontos: 36,1% (19º)
Pontos sofridos no garrafão: 43,8 (quarto)

Posições carentes: todas

Necessidades da equipe

  • Talento, um jogador capaz de ser o “cara da franquia” nos próximos anos
  • Um armador confiável, pois os jogadores da posição “testados” nos últimos anos falharam miseravelmente
  • Bons arremessadores do perímetro: o Knicks arremessa pouco e mal de longa distância, e o time sofre com a falta de espaçamento de quadra

Escolhas no Draft 2020: 8, 27 e 38

Prospectos mais indicados 

  • Pick 8
  • Killian Hayes (PG/SG): Hayes é um armador alto, com braços longos, eficiente pontuando da média distância e um ótimo atleta de transição, por possuir boa velocidade em quadra aberta. Um dos passadores mais naturais da classe, o francês se destaca no pick-and-roll, é bastante criativo com a bola nas mãos e tem um controle de corpo elogiável. Dedicado na defesa e inteligente para executar a rotação defensiva, Hayes é muito habilidoso, com ótimo QI de basquete e já possui experiência no nível profissional. Com LaMelo Ball provavelmente saindo em alguma das três, quatro primeiras escolhas, a melhor opção disponível para a armação do Knicks seria Hayes. Na minha opinião, o francês é o melhor armador do recrutamento e resolveria um problema crônico do time novaiorquino na posição. Vale dizer que, a princípio, o encaixe ofensivo de Hayes com RJ Barrett não é dos melhores, por conta da pouca eficiência de ambos jogando sem a bola nas mãos, mas o pacote de habilidades do francês não pode ser ignorado. Ele poderia ser muito útil atuando como um facilitador e também por conta de sua dedicação e inteligência defensiva (algo que Tom Thibodeau preza bastante). O canhoto Hayes seria uma eficiente arma do Knicks pontuando de meia distância (possui mecânica de arremesso alta, difícil de ser contestada), com potencial para se desenvolver em um consistente chutador do perímetro. Com ele, o Knicks teria um playmaker confiável e criativo, que mostra excelência no pick-and-roll, e um bom pontuador em vários níveis.
  • Tyrese Haliburton (PG): armador alto, dotado de envergadura invejável, Haliburton tem o passe como prioridade. Excelente na transição ofensiva, ele dita o ritmo do time, se destaca no pick-and-roll e demonstra eficiência nos arremessos de três pontos, sobretudo em cenários de catch and shoot. Além disso, Haliburton é um defensor acima da média, seja na antecipação das linhas de passe, na marcação individual ou até como protetor de aro. Em suma, ele seria um encaixe perfeito junto a um guard mais voltado para a pontuação. Haliburton é o tipo de jogador que o novo técnico do Knicks, Tom Thibodeau, adora: defensor versátil e acima da média, e um trabalhador em quadra, que sabe o seu papel dentro da equipe. Além disso, ele seria um ótimo encaixe com RJ Barrett, já que pode ser útil sem a bola nas mãos.
  • Obi Toppin (PF/C): melhor jogador do College na última temporada, Toppin adora finalizar acima do aro e é um ótimo espaçador vertical quando atua no papel de pivô em small balls. Ele se destaca pelo atleticismo e explosão como roller em situações de pick-and-roll e por ser um excelente rim runner na transição. Além disso, tem um ótimo toque e uma sólida mecânica para espaçar a quadra na linha dos três pontos em cenários de pick-and-pop. Não é exagero afirmar que Toppin está física e tecnicamente pronto para contribuir de imediato na NBA. O Knicks não é o melhor dos times em desenvolver jovens, e isso já ficou claro, não é verdade? Com um novo presidente e um novo técnico, a franquia deseja voltar aos holofotes de maneira positiva, com vitórias, formando um time competitivo, que vai brigar por vaga nos playoffs. Em termos de Draft, uma opção que deverá ser pensada com carinho pelo Knicks seria a de selecionar o melhor jogador universitário de 2019/20. Toppin é um prospecto que chegaria pronto à NBA, ou seja, contribuiria de imediato com a equipe novaiorquina, sendo uma peça para fortalecer a rotação de garrafão com Randle (se é que ele fica) e Robinson.
  • Devin Vassell (SG/SF): dotado de altura adequada e envergadura invejável para atuar nas posições 2 e 3, Vassell corre a quadra com fluidez e tem uma agilidade lateral destacada. Ele é um dos arremessadores de média e longa distância mais confiáveis da classe e um passador em franca evolução. Além disso, ele é um excelente e versátil defensor (ótimo no um contra um e como protetor de aro vindo do lado contrário) e tem um apurado senso de posicionamento. Em suma, ele é um protótipo de role player, que entende bem o seu papel em quadra e é perfeito para a função de 3-and-D, tão em alta na NBA. Com Kevin Knox sendo especulado como moeda de troca, em uma eventual negociação para trazer um astro ao Knicks (Chris Paul/Russell Westbrook/Victor Oladipo, talvez), a equipe novaiorquina precisaria de um jogador confiável para a posição. Vassell talvez seja o melhor 3-and-D da classe, e encaixaria como uma luva em qualquer time da NBA, já que tem o perfil de atleta desejado no basquete atual. O Knicks precisa de bons defensores e espaçadores de quadra. Por isso, Vassell é uma ótima opção.

 

  • Pick 27
  • Desmond Bane (SG/SF): um dos prospectos mais subestimados deste ano, Bane chega à NBA para contribuir de imediato. Ele tem os atributos necessários (força física, arremesso consistente do perímetro e elevado QI de basquete nos dois lados da quadra) para estabelecer uma carreira sólida como role player. Bane não precisa da posse da bola para ser efetivo em quadra e atua sempre com muita disciplina, dedicação e em prol do time. Bane é outro prospecto dos sonhos para o Knicks, que, em geral, não sabe desenvolver seus projetos de médio e longo prazo. Chegaria para contribuir de imediato e ajudaria a resolver algumas carências da equipe. Além disso, ele se encaixa no perfil de jogador que Thibodeau valoriza (dedicado e disciplinado em quadra).
  • Tyler Bey (SF/PF): combo forward muito atlético, ágil, com altura adequada e envergadura invejável para atuar nas posições 3 e 4, Bey é um excelente e versátil defensor, seja no perímetro ou na área pintada. Ele é muito agressivo no ataque à cesta (vai bastante à linha de lance livre), tem um primeiro passo muito rápido e se movimenta muito bem sem a bola. Além disso, Bey é um excelente reboteiro, especialmente na tábua ofensiva, e possui um grande potencial para se tornar um 3-and-D na NBA (seu ótimo aproveitamento no perímetro evidencia isso). Bey é uma boa adição ao Knicks, por dois motivos: excelente e versátil defensor e chegaria para contribuir de imediato.
  • Tyrell Terry (PG/SG): combo guard que é uma verdadeira ameaça no jogo de transição, seja na tomada de decisões ou como pontuador, Terry também se destaca como um arremessador versátil. Ele não precisa da bola nas mãos para ser útil, pois sabe se posicionar em quadra e movimenta-se muito bem sem a bola. Em suma, Terry é um protótipo de armador que, no profissional, deverá ser mais útil vindo do banco de reservas, ‘incendiando’ a equipe com sua capacidade de arremessar de todos os cantos da quadra, de preferência atuando ao lado de um playmaker. Pensando no espaçamento de quadra que o Knicks tanto necessita, Terry seria uma valiosa adição, já que é um gatilho do perímetro. Além disso, ele teria um bom encaixe (ofensivo) com RJ Barrett.

 

  • Pick 38
  • Malachi Flynn (PG) – Flynn é um armador que consegue criar para si e para os companheiros, produtivo com e sem a bola nas mãos, e que corre bem a quadra. Ele possui um elevado QI de basquete (nos dois lados da quadra), opera com maestria no pick-and-roll, sabe manipular as defesas adversárias e mostra versatilidade como arremessador. Na defesa, Flynn se destaca na ajuda e na marcação sem a bola e mostra eficiência na antecipação das linhas de passe. Melhor armador que deverá estar disponível na segunda rodada. Com todas as qualidades descritas acima, Flynn seria um encaixe perfeito no Knicks, e uma opção confiável vinda do banco de reservas.
  • Paul Reed (PF): Reed é um ala-pivô dotado de ótimos atributos atléticos (impulsão e envergadura invejáveis), corre a quadra bom bastante fluidez e é um grande e explosivo finalizador. Além disso, ele é um excelente e versátil defensor, e um reboteiro de elite. Reed é o protótipo de role player que poderá trazer um grande impacto defensivo e deverá ter espaço em uma NBA cada vez mais adepta ao jogo em velocidade e com formações baixas. Como grande defensor e competidor, Reed tem o perfil desejado por Thibodeau e seria uma boa opção para a rotação de garrafão do time novaiorquino, caso mantenham a pick.
  • Xavier Tillman (C): melhor pivô passador da classe deste ano, Tillman é dotado de muita força física, com o corpo pronto para encarar o nível profissional. Ele é um grande finalizador ao redor da cesta, não foge do contato e tem um controle corporal elogiável. Além disso, Tillman tem um elevado QI de basquete nos dois lados da quadra; exibe leitura avançada das rotações defensivas (no perímetro e no garrafão), não força arremessos nem passes, é um excelente protetor de aro e sabe atuar em um papel limitado. Ainda na linha de prospectos prontos para contribuir de imediato, Tillman seria a melhor opção a essa altura. Todo mundo sabe que o Knicks precisa de jogadores com elevado QI de basquete nos dois lados da quadra. Em suma, Tillman seria um bom reserva para Mitchell Robinson.
  • Cassius Winston (PG): Winston é um armador que equilibra a habilidade de puxar o ritmo da partida com um ótimo cuidado com a bola. Sua versatilidade como arremessador, que o permite atuar fora da bola, aliada à solidez na tomada de decisões (paciente para ler as defesas adversárias), o projetam como um encaixe seguro em uma rotação na NBA. Armador pronto para contribuir, com elevado QI de basquete, Winston seria um reserva confiável (talvez de Chris Paul).
  • Skylar Mays (SG/PG): Mays é um combo guard versátil e habilidoso, dotado de muita força física e com o corpo praticamente pronto para encarar o basquete profissional. Sólido finalizador ao redor da cesta, ele não foge do jogo físico e possui um controle corporal elogiável. Mays tem um elevado QI de basquete, é um passador inteligente, sabe manipular defesas no pick-and-roll, é útil com e sem a bola nas mãos e um arremessador de perímetro confiável. Além disso, ele é um sólido defensor de perímetro, apesar das limitações atléticas, e exibe avançados fundamentos nesse lado da quadra. Mays é outro prospecto pronto para a NBA e que se encaixa no perfil desejado por Thibodeau.

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:    

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook