O Jumper Brasil dá prosseguimento à série diária “Draft 2021: As necessidades de cada time”. O Phoenix Suns, que terá o direito de fazer a escolha 29 no recrutamento deste ano, é o time da vez.

Draft 2021: As necessidades do Phoenix Suns

Elenco para a próxima temporada (oito atletas com contratos garantidos)

PG:
SG: Devin Booker (US$31,65 milhões) / Jevon Carter (US$3,65 milhões)
SF: Mikal Bridges (US$5,6 milhões) / Cam Johnson (US$4,4 milhões)
PF: Jae Crowder (US$9,7 milhões) / Jalen Smith (US$4,5 milhões)
C: Deandre Ayton (US$12,6 milhões) / Dario Saric (US$8,5 milhões)

Folha salarial: US$80,6 milhões
Agentes livres: Cameron Payne (PG, irrestrito) / Torrey Craig (SG/SF, irrestrito) / E’Twaun Moore (SG, irrestrito) / Langston Galloway (SG, irrestrito) / Abdel Nader (SF, irrestrito) / Frank Kaminsky PF/C, irrestrito)
Opção do jogador: Chris Paul (US$44,2 milhões)

Números do Suns na temporada 2020/21
Pontos anotados: 115,3 (sexto)
Pontos sofridos: 109,5 (sétimo)
Eficiência ofensiva: 116,3 (sexto)
Eficiência defensiva: 110,4 (sexto)
Pace (posses de bola por jogo): 98,0 (24º)
Assistências por jogo: 26,9 (terceiro)
Assist/ratio (porcentagem de posses de bola que terminam em assistências): 19,6 (melhor)
Taxa de assistências por turnover: 2,15 (melhor)
Rebotes por jogo: 42,9 (23º)
Desperdícios de bola: 12,5 (quarto)
Aproveitamento nos arremessos de quadra: 49% (segundo)
Aproveitamento nos lances livres: 83,4% (segundo)
Aproveitamento nas bolas de três pontos: 37,8% (sétimo)
Tentativas de arremessos de três pontos por jogo: 34,6 (15º)
Aproveitamento do adversário nas bolas de três pontos: 35,4% (quinto)
Bolas de três sofridas por jogo: 11,6 (sexto)
Pontos sofridos no garrafão por jogo: 47,7 (15º)

Posições carentes: PG, PF, C

Necessidades da equipe

  • Manter Chris Paul
  • Trabalhar um armador para o futuro; já que Paul tem 36 anos e Payne se valorizou nesta temporada e dificilmente vai renovar com o Suns
  • Um pivô de ofício para ser o reserva de Ayton; um jogador que seja alto, forte e proteja bem o aro

Escolha no Draft de 2021: 29

Prospectos mais indicados

* Pick 29

  • Jaden Springer (PG/SG): um dos prospectos mais jovens de 2021, Springer é um combo guard que se destaca pelos atributos físico-atléticos de elite. Sólido finalizador, mesmo sob contato, ele tem um excelente controle corporal e um sólido arremesso. Um verdadeiro “carrapato” na defesa, Springer é considerado um dos melhores marcadores da classe deste ano. Ele seria uma boa aposta para a rotação de armadores do Suns e teria um ótimo mentor (Chris Paul).
  • Ayo Dosunmu (PG/SG): Dosunmu é um combo guard dotado de ótimos atributos físico-atléticos, com altura e envergadura invejáveis para um jogador da posição, agilidade lateral destacada, e que não foge do jogo mais físico. Ele se movimenta muito bem sem a bola, é um finalizador explosivo e muda de direção com facilidade. Como passador, ele mostrou evolução e chama a atenção como criador nas situações de pick-and-roll e no jogo de transição. Ótimo e versátil defensor, ele pode marcar múltiplas posições. Ele é um ótimo marcador individual, disruptivo, que pressiona o adversário que está com a bola nas mãos. Um jogador que defende múltiplas posições e consegue ser útil sem a bola nas mãos tem o seu lugar na NBA.
  • Miles McBride (PG/SG): “Deuce” McBride é um combo guard dotado de ótimos atributos-físico atléticos, muito ágil em quadra, possui uma envergadura invejável para um jogador da posição e tem força física para encarar o nível profissional. Ótimo e explosivo finalizador, ele também é um sólido arremessador nas situações de catch-and-shoot. Em termos de criação de jogadas, McBride se destaca na transição e é um excelente passador nas situações de drive-and-kick. Um dos melhores defensores de perímetro da classe deste ano, ele é excepcional na antecipação das linhas de passe e gosta de pressionar o adversário que está com a bola nas mãos para forçar turnovers ou roubar a bola e iniciar contra-ataques. Pela utilidade com e sem a bola nas mãos, e capacidade defensiva, “Deuce” seria uma boa opção para a armação do Suns vindo do banco de reservas.
  • Quentin Grimes (SG/SF): um dos arremessadores mais sólidos da classe, Grimes também se destaca por ser um passador versátil e um bom defensor de perímetro. Fisicamente pronto para encarar a NBA, tem tudo para ser um jogador sólido de rotação na liga. Em suma, Grimes seria uma boa opção para a rotação de alas do Suns.
  • Day’Ron Sharpe (C): Sharpe é um reboteiro excepcional (talvez o melhor da classe deste ano). Ele é um pivô com muita força física, que faz corta-luzes de altíssimo nível e atua sempre com muita intensidade. Além disso, ele faz bom uso da técnica da verticalidade na hora de proteger o aro e é um passador melhor do que lhe dão crédito (poderá vir a ser usado como um criador secundário em situações de short roll). Sharpe seria uma boa opção para a rotação de pivôs do time de Phoenix.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER