O episódio envolvendo o afastamento do pivô Andre Drummond do Cleveland Cavaliers repercutiu negativamente. Logo após a vitória do Golden State Warriors sobre o Cavs, o ala-pivô Draymond Green reclamou da postura da NBA, que não estaria protegendo os jogadores de episódios similares.

“Ver Andre Drummond sentado com roupas comuns fora da quadra porque vai ser trocado é uma bobagem”, afirmou Green. “Quando James Harden pediu para ser trocado e ninguém vai negar que ele queria mesmo sair de Houston porque queria ir para outro lugar, ele foi destruído, foi apontado como um câncer, que ele era o problema”.

Drummond, que está em seu último ano de contrato, foi afastado pela diretoria do Cavs até ser trocado. Caso a equipe não consiga uma negociação, ele deverá ser dispensado. Ontem, em situação parecida, Blake Griffin foi avisado que não jogará mais pelo Detroit Pistons.

Green, que já foi multado em US$50 mil por sugerir uma troca envolvendo o astro Devin Booker, do Phoenix Suns, citou ainda negociações em que jogadores foram surpreendidos em negociações, como seus ex-companheiros Harrison Barnes e DeMarcus Cousins.

“Já vimos situações em que Harrison Barnes foi tirado de um jogo porque havia sido trocado, DeMarcus Cousins soube que foi negociado em uma entrevista durante o Jogo das Estrelas, mas os times podem dizer que algum jogador vai ser trocado e que não joga mais por aquela equipe. Como jogador, você é a pior pessoa do mundo quando quer outra situação, mas um time pode dizer que vai trocar. A NBA precisa proteger os jogadores de situações embaraçosas como essa”, concluiu.