Giannis Antetokounmpo e Kevin Durant travaram um dos grandes duelos individuais da atual temporada nesse domingo, na vitória de virada do Milwaukee Bucks sobre o Brooklyn Nets. O astro grego comandou o triunfo anotando 49 pontos, a terceira maior marca de sua carreira, enquanto o ex-MVP da liga saiu de quadra com 42 pontos e dez rebotes. Para Antetokounmpo, o duelo com Durant representou mais uma chance de medir forças com o melhor jogador que já enfrentou na NBA.

“Não dá para ter um duelo franco com Kevin, cesta a cesta, porque estamos falando de um dos maiores pontuadores que já pisaram em uma quadra. Ele vai marcar uns 50 ou 70 pontos, se a abordagem for essa. O que esse cara faz é inacreditável. A forma como conduz a bola e é capaz de arremessar com a sua estatura é difícil de acreditar. Ele é o melhor jogador que já vi em minha vida e, para ser sincero, um exemplo para mim”, afirmou o vencedor dos dois últimos prêmios de MVP da liga.

Um dos lances icônicos da partida aconteceu a dois minutos do final do último período, quando Antetokounmpo conseguiu bloquear um arremesso de curta distância de Durant como poucos atletas do mundo seriam capazes de fazer. Mas não espere que ele utilize uma jogada isolada como regra ou argumento para qualquer discussão. Pelo contrário: o ala reforça que não quis, em nenhum momento do jogo, o confronto personalizado com o adversário.

“Eu não queria enfrentar Kevin diretamente. Essa nunca foi nossa intenção porque não existe nenhum jogador, sinceramente, que possa fazer isso no planeta: pontuar com a sua eficiência e marcá-lo. É preciso enfrentá-lo de maneira coletiva, com vários atletas diferentes em sua marcação e dificultando o trabalho. Enquanto isso, no ataque, eu só tentei executar com qualidade para ajudar a levar o meu time à vitória”, esquivou-se o jogador de 26 anos.

No caminho para anotar seus 49 pontos, Antetokounmpo aproveitou o espaço cedido (de propósito, estrategicamente) pela defesa nova-iorquina para converter surpreendentes quatro cestas de longa distância em oito tentativas. Foi apenas a quarta vez na carreira em que ele acertou mais de três bolas de três pontos em um jogo na NBA. Para o astro, essa atuação é uma prova de que seu trabalho para aprimorar o arremesso e dominar o ritmo do jogo está funcionando.

“Venho trabalhando em meu arremesso a vida inteira. Sei que, eventualmente, ele vai cair. Mas o mais importante é que esse é o jogador que quero ser agora. Não importa se anotarei 49 pontos, mas a maneira como o jogo desacelerou para mim e pude encontrar meus companheiros em quadra foi essencial. E, se errei os primeiros dois ou três chutes, tive confiança para tentar o seguinte sem qualquer hesitação”, contou o ala grego, que tem médias de 28.4 pontos, 11.1 rebotes e 5.9 assistências nessa temporada.

Uma vitória contra um concorrente direto é sempre bem-vinda como um sinal de força, mas Antetokounmpo sabe que o melhor e mais importante embate com Durant nessa temporada da NBA ainda está por vir. Por isso, nada de comemoração exagerada. “Estou feliz pelo resultado, mas esse jogo não significa nada. Enfrentaremos esse Nets novamente em dois dias. E, acima de tudo, é provável que nos encontremos mais uma vez nos playoffs se quisermos chegar às finais”, finalizou o líder do Bucks.