O Los Angeles Lakers acaba de conquistar mais um título da NBA, mas levantou o troféu sem encarar o confronto que todos esperavam. A equipe não precisou realizar o clássico angelino na decisão do Oeste, após a impressionante virada do Denver Nuggets contra o Los Angeles Clippers nas semifinais de conferência. E não tenha dúvidas: como todo o torcedor, o vestiário do Lakers riu – e muito – do fracasso e eliminação do Clippers. 

“Nosso elenco riu. Nós rimos muito. Rimos no sentido de que não podíamos acreditar. Eu apostei que ganhariam o último jogo e nunca imaginei que fossem tomar aquela virada. Tínhamos em nossas mentes que precisaríamos derrotá-los para sermos os campeões. Queríamos enfrentá-los e eles também nos queriam. Foi bem ruim, nesse sentido, não ter acontecido”, contou o veterano Jared Dudley, em entrevista ao podcast de Bill Simmons. 

Mas, além da reação natural para uma derrota de um rival local, o elenco do Lakers riu da eliminação do Clippers pela forma como as duas equipes foram tratadas nos últimos meses. O chamado “primo pobre” de Los Angeles ganhou os holofotes da franquia mais tradicional da cidade com as chegadas dos astros Kawhi Leonard e Paul George. Dudley não esconde que a atenção dada ao adversário, apontado até como favorito ao título, motivou o elenco roxo e dourado. 

“Nós íamos para os treinos todos os dias e víamos um outdoor gigante de Kawhi. Todos os dias. Patrick Beverley e Paul George falavam um monte de coisas. Então, foi maluco ver como esses caras desmoronaram. Paul arremessando bolas no lado da tabela. Mas nada tira-me da cabeça que eles não queriam estar na ‘bolha’. Eu não os culpo, mas o mundo precisava de um Lakers e Clippers na decisão do Oeste. E é uma pena que não tenha acontecido”, concluiu o ala, agora campeão da NBA.     

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:    

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook