Deu a lógica: a NBA anunciou, como esperado, que Nikola Jokic foi eleito jogador mais valioso da atual temporada nessa terça-feira. E, aparentemente, o grande desafiante do pivô do Denver Nuggets pela honraria nesse ano não vai ficar remoendo a derrota e até já “virou a página”. Joel Embiid reconhece que trabalha para que receba o prêmio de MVP um dia, mas, com o Philadelphia 76ers na disputa das semifinais do Leste, está muito mais interessado na conquista do título da liga.

“É decepcionante terminar em segundo lugar porque, como jogador, você trabalha duro para viver momentos como esse e alcançar esse tipo de reconhecimento. Mas isso está fora do meu controle, no fim das contas. Estou focado nos playoffs e em conquistar um título com essa equipe. Sinto que nós temos uma boa chance, então eu realmente não estou preocupado com esses prêmios”, afirmou o astro do Sixers, em entrevista antes da vitória sobre o Atlanta Hawks, no segundo jogo da série melhor-de-sete.

Em uma disputa que projetava ser muito equilibrada entre Embiid e Jokic, o que pesou decisivamente foi quantas vezes os dois entraram em quadra na competição. O titular camaronês perdeu 21 jogos dos Sixers, pouco mais de 30% do torneio. O sérvio, por outro lado, atuou em todas as partidas do Nuggets e tornou-se o primeiro atleta em mais de uma década a ser eleito MVP da liga depois de ter participado de todos os compromissos de uma temporada regular.

“Eu acho que foi uma concorrência entre dois atletas e, infelizmente, Joel não venceu. O ponto decisivo foi o número de jogos disputados, certamente. Isso ajudou a definir esse ganhador, com certeza. E, ainda que ambos tivessem realizado a mesma quantidade de partidas, seria uma escolha muito difícil. É claro que estava torcendo por nosso jogador, mas não dá para desmerecer a premiação de Nikola”, analisou o técnico do Sixers, Doc Rivers, exaltando o desempenho dos dois atletas na temporada.

Com 27 anos recém-completos, Embiid está apenas entrando no auge de sua carreira e deverá ter outras chances de competir pelo prêmio de MVP da liga em breve. O craque sabe disso, mas reforça que sempre tem em mente o que é mais importante. “Não há como, nesse momento da temporada, estar pensando em prêmios individuais e coisas assim. Isso não me importa. Se eu levantar o troféu de campeão dentro de algumas semanas, pode acreditar, nada mais vai importar”, sentenciou o pivô.