O processo de seleção do novo treinador do Portland Trail Blazers sofreu uma aparente reviravolta antes mesmo de ser oficialmente iniciada. Favorito do astro Damian Lillard, o ex-armador Jason Kidd anunciou que está retirando o seu nome de consideração para ser sucessor de Terry Stotts no comando da equipe. A decisão foi tomada rapidamente pelo integrante do Hall da Fama, em antecipação a um possível convite formal para ser entrevistado pela franquia.

“Portland é uma organização de primeira classe e terá grandes candidatos para o cargo de treinador em aberto, mas eu resolvi não ser um deles. Tenho certeza de que, quem quer que seja contratado, vai enfrentar um desafio para substituir Stotts”, confirmou o assistente técnico do Los Angeles Lakers, em declaração à ESPN. É esperado que os executivos do Oregon comecem a pedir permissão para entrevistar profissionais já empregados para o posto nessa segunda-feira.

De acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN, Kidd está em busca de novas chances de comandar uma equipe na NBA e estaria mais do que aberto a convites. No entanto, ele teria ficado muito desconfortável com a ideia de ser considerado para o cargo por força de Lillard. O ex-atleta acredita que seria estranho, no mínimo, ser inserido no processo de seleção com um apoio tão forte nos bastidores e colocaria todos os possíveis outros envolvidos em uma “saia justa”.

O nome do auxiliar de Frank Vogel não foi um dos primeiros cogitados pela imprensa de Portland, após o anúncio da demissão de Stotts. Ele tornou-se um dos francos favoritos, na verdade, após Lillard dar uma entrevista ao site Yahoo! Sports citando nominalmente que Kidd era a sua preferência. O repórter Chris Haynes revelou que o ídolo aposentado, nascido no Oregon, tem ótima relação com o craque do Blazers há anos e impressionou-o com seu conhecimento sobre o jogo.

Outros quatro nomes são especulados nos bastidores para assumir o comando do time: Mike D’Antoni (assistente do Brooklyn Nets), Jeff Van Gundy (comentarista da ESPN), Juwan Howard (treinador da Universidade de Michigan) e Chauncey Billups (auxiliar do Los Angeles Clippers) – outro ex-atleta bem avaliado por Lillard. Kidd, de 48 anos, já passou pelo comando do Nets e Milwaukee Bucks anteriormente na carreira, registrando 183 vitórias e 190 derrotas em cinco temporadas.