Ser MVP da temporada é a maior distinção individual que um jogador pode receber na NBA. Mas, para Giannis Antetokounmpo, a conquista da honraria pelo segundo ano consecutivo não foi tão festiva quanto poderia e deveria ser. Recebendo o troféu após eliminação do Milwaukee Bucks nos playoffs, não por acaso, o craque grego soube apenas falar em melhorar e ser campeão enquanto comentava a histórica premiação.   

“É óbvio que eu estou feliz por esse prêmio, mas sempre estou ansioso por mais. Quero mais. Estou desapontado pelo fim da temporada do Bucks, mas sempre tento descobrir como posso melhorar. Como posso continuar sendo MVP por muitos anos ainda? Como posso ser campeão? Estou feliz e agradecido, mas não me chamem de jogador mais valioso até que seja campeão”, afirmou o astro, em entrevista à NBA TV. 

O valor histórico da premiação é inegável: Antetokounmpo juntou-se a Michael Jordan e Hakeem Olajuwon como únicos atletas a serem eleitos defensor do ano e MVP em uma mesma temporada. No entanto, esses marcos foram eclipsados pela possível saída do craque de Wisconsin, com rumores impulsionados por uma reunião urgente feita pelo jogador e seus representantes com o dono do Bucks, Marc Lasry. 

“Eu deixei a reunião encorajado e feliz porque estamos todos em sintonia. Tivemos uma longa conversa sobre o que vamos fazer para melhorar e projetando o futuro. Mas, para ser sincero, sempre estive encorajado em Milwaukee. Esse time melhorou a cada ano e sei que a organização é feita de ótimas pessoas que pensam da mesma forma que eu: em jogar bem, melhorar e vencer”, garantiu o atleta de 25 anos. 

Nos bastidores, especula-se que a direção do Bucks já possui uma lista de jogadores de interesse no mercado e Antetokounmpo teria sido informado sobre os possíveis reforços no encontro citado. O astro já admitiu que sabe ser complicado conquistar um título da NBA e, por isso, não está disposto a tomar decisões impulsivas. Mudar de equipe, como muitos estão projetando, não parece ser o pensamento do ala nesse momento.    

“É simples: você sempre precisa ser melhor. Se não foi campeão, melhore para ser. Se foi, melhor para defender seu título. Então, por mais que tenhamos muito talento, nós estaremos em uma boa condição se continuarmos pensando em melhorar. E, contanto que estejamos lutando pelo mesmo objetivo – que é ser campeão da liga –, não vejo motivo para não permanecer aqui pelos próximos 15 anos”, finalizou o astro. 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:   

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook