O Atlanta Hawks foi uma das equipes que mais investiram em contratações na agência livre, mesmo com um mercado dito “esvaziado”. No entanto, por incrível que pareça, a franquia da Geórgia pretende utilizar uma das adições mais caras que fechou saindo do banco na próxima temporada. O gerente-geral do Hawks, Travis Schlenk, revelou que o ala Danilo Gallinari assinou um contrato de US$61.5 milhões por três anos consciente de que seria reserva.   

“Nós tivemos nossas conversas e negociações com Danilo e seus representantes, quando deixamos sempre muito claro que o papel para o qual estava sendo contratado era ser o reserva de John Collins. Ele tomou a decisão com os olhos bem abertos. Tentamos ser transparentes com nossos jogadores e Danilo soube, desde o começo, quais seriam os nossos planos para sua contratação”, contou o executivo, em entrevista coletiva online nesta quarta-feira. 

Gallinari acaba de finalizar uma das melhores temporadas da carreira, registrando 18.7 pontos (com mais de 40% de acerto nos arremessos de longa distância) e 5.2 rebotes por um surpreendente Oklahoma City Thunder. Isso trouxe interesse de equipes como Dallas Mavericks e Miami Heat – onde, possivelmente, teria chegado como titular. Mas Schlenk ressalta que o plano de colocar o italiano na reserva não é um julgamento de qualidade. Pelo contrário, na verdade. 

“Danilo possui diversas características que temos priorizado no mercado. Queríamos um veterano produtivo e excelente arremessador em nosso time, para começar. Ele atende essas duas expectativas. Com a sua estatura, nós estamos convictos de que trouxemos um dos melhores e mais versáteis pontuadores da liga. Também cremos que seja o tipo de presença experiente que queremos em nosso vestiário”, apontou o dirigente, posicionando o suplente como uma peça essencial do futuro do Hawks.   

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece no “Balcão de Negócios” da agência livre da NBA:  

Instagram
Youtube
Twitter
Facebook