Durante sua passagem pelo Philadelphia 76ers, na temporada passada, Dwight Howard construiu uma amizade com Ben Simmons e mostrou sensibilidade ao falar sobre o ex-companheiro, que passa por problemas de saúde mental. Em uma longa entrevista à revista GQ, o pivô do Los Angeles Lakers abordou a atual situação do australiano e a forma como enxerga este momento conturbado na carreira do jogador.

Simmons segue sem atuar pelo Sixers na temporada 2021-22. A princípio, tratava-se apenas sobre a vontade do armador em deixar a franquia, sua insatisfação com o técnico Doc Rivers ou das desavenças com Joel Embiid. Contudo, mesmo depois de se reapresentar à equipe, novamente se afastou. Desta vez, sua saúde mental era o principal empecilho.

“Eu sei exatamente o que ele está passando. É uma fase de aprendizado. Não acho que as pessoas entendam como é difícil para um garoto de 18 anos vir a um mundo como este. A NBA é uma realidade diferente. Ben [Simmons] é jovem, é o rosto de uma grande franquia. Todos os seus erros e todas as suas falhas serão divulgadas”, sentenciou o ex-All-Star. “Como você pode falar sobre uma situação na qual não sabe, de fato, o que acontecendo? É muito difícil estar no centro das atenções e lidar com essas coisas, especialmente quando você se sente sozinho”.

Para Dwight Howard, o comportamento da torcida de Philadelphia poderia ser outro. “Para muitas pessoas, é difícil falar sobre saúde mental. Você não quer todo mundo te julgando. Por outro lado, se você falar sobre esse tipo de coisa, vai chamar muita atenção, e nem sempre é bom. Muitos não têm boas intenções e é preciso sempre observar o que diz e faz aos olhos do público. Eu sei por ele: foi uma situação muito difícil porque ele está lidando com problemas familiares”.

Recomeço

Ao se colocar na posição de Simmons, Howard alegou ser um defensor de recomeços. Assim, sob seu ponto de vista, o desejo do armador em ser negociado é natural. Em contrapartida, o veterano salientou que o profissionalismo também é necessário, tendo em vista a resistência do australiano para seguir atuando pelo Sixers. “Bem, primeiro eu teria que ser um profissional e fazer meu trabalho. Com o melhor da minha capacidade. Mas ele provavelmente quer apenas um novo começo”.

A primeira equipe do pivô na NBA foi o Orlando Magic, onde passou oito temporadas. Howard associou o seu desejo de deixar o time da Flórida ao mesmo recomeço que Ben Simmons está buscando. O armador, no entanto, está há quatro anos na Pensilvânia. “Quando quis sair de Orlando, eu só queria um novo começo. Não havia nada de errado com o time ou a cidade. Eu amei estar lá, mas todo mundo merece uma chance de renascer. Eu agradeço pro essa mudança, senão nunca seria quem sou hoje e nunca teria crescido”, finalizou Dwight Howard.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER