Quem terá condição física para atuar pela seleção norte-americana nos Jogos Olímpicos? Essa é a principal pergunta que emperra os planos da USA Basketball, dependendo dos “sobreviventes” de uma temporada massacrante da NBA para montar o elenco que vai defender o Team USA no meio do ano. O astro Kawhi Leonard, obviamente, não sabe se estará saudável ao término da competição, mas, caso esteja, pretende disputar as Olimpíadas de Tóquio.

“Eu sei que muita gente estava disposta a disputar os Jogos Olímpicos no ano passado, mas a pandemia ‘quebrou’ todo mundo. Mas, especificamente para mim, nada mudou. Se sentir-me bem e pronto do ponto de vista físico no meio do ano, então defenderei a seleção. O meu plano é ir ao Japão e jogar”, cravou o craque do Los Angeles Clippers, durante o final de semana do Jogo das Estrelas, em entrevista à revista Sports Illustrated.

A participação de Kawhi Leonard nas Olimpíadas de Tóquio-2021 seria o reencontro do ala com o técnico Gregg Popovich, que treinou-o no início de carreira pelo San Antonio Spurs. Ambos foram campeões da NBA em 2014, com o atleta conquistando o primeiro de seus dois troféus de MVP das finais. Os dois tiveram a relação abalada por conta de divergências sobre recuperação de uma insistente lesão no quadríceps direito, o que levou à saída do ala da franquia texana.

Leonard é um dos principais jogadores da NBA e foi eleito para um dos dois quintetos ideais da liga em quatro das últimas cinco temporadas, mas nunca participou de uma única competição com a seleção norte-americana – sequer, nas categorias de base. O jogador de 29 anos faz parte da pré-lista de 44 atletas que a USA Basketball delineou ainda no ano passado. Na atual temporada, em 30 jogos disputados, o craque possui médias de 26.6 pontos, 6.3 rebotes, 4.9 assistências e 1.5 roubos de bola.