As eras e momentos históricos da liga podem ser definidos, entre outros fatores, pelos jogadores dominantes de seu tempo. Lendas como Bill RussellShaquille O’Neal e Michael Jordan, por exemplo, são figuras que ajudam a explicar o instante em que jogaram basquete. Para Kendrick Perkins, vemos instante de passagem de bastão na NBA hoje: LeBron James afasta-se para Giannis Antetokounmpo dominar.  

 

“Giannis está dominando essa liga e ainda possui muitos anos para fazê-lo pela frente. LeBron foi dominante por um longo período e sinto que Giannis pode ser o mesmo por causa de sua condição atlética e força. Então, quando eu observo o que esse garoto já conseguiu e para onde caminha como atleta, vejo uma força dominante da atualidade. Tem a habilidade para isso”, elogiou o ex-pivô e hoje comentarista da ESPN. 

O currículo de Antetokounmpo nos últimos três anos, em suma, inclui feitos com que a maioria dos atletas da NBA só sonham. Ele ganhou dois prêmios de MVP da temporada enquanto foi eleito melhor defensor da liga uma vez. Comandou o Milwaukee Bucks ao título da NBA e, além disso, levou o prêmio de MVP das finais. Por fim, ele é o mais jovem integrante da lista dos 75 melhores jogadores da história da NBA.   

“Se fizesse uma pesquisa com todos os dirigentes da liga sobre quem escolheriam para começar um time hoje para os próximos dez anos, por exemplo, todos diriam Giannis. Posso garantir isso para você. Seria a mesma reação, em síntese, que LeBron causava há alguns anos. Giannis chegou a nesse nível porque levou o seu jogo a outro patamar melhorando todos em torno de si”, concluiu o veterano, campeão da NBA em 2008. 

Vítima de sua grandeza  

É possível entender o tamanho da pressão que é dominar a NBA para Antetokounmpo a partir da visão sobre a última década de LeBron. A cobrança constante por excelentes atuações e conquistas marcou a trajetória do astro do Los Angeles Lakers nos últimos anos. Cada vitória e cada derrota, igualmente, eram extensamente analisadas. Para o também ex-jogador Richard Jefferson, o grego é o novo “dono” dessa pressão. 

“Giannis sofrerá com a parte injusta da grandeza. Porque, de agora em diante, ele vai ser julgado pelo número de títulos que conquistar. Assim como acontece com LeBron. Como Kobe Bryant, Jordan e Magic Johnson. Ele já é um dos maiores de todos os tempos, então aumentar esse número é o caminho agora. E todos os anos que não vencer, afinal, será uma decepção”, explicou o também ex-atleta e comentarista. 

 

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA:  

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER