Uma brecha na lei de contingência à COVID-19, em Nova Iorque, permitirá, ao menos, que Kyrie Irving possa treinar com o elenco do Brooklyn Nets. A informação foi divulgada por Shams Charania, do portal The Athletic. Segundo o jornalista, um funcionário da prefeitura alegou que, por se tratar de um espaço privado, o centro de treinamento da equipe pode receber pessoas não vacinadas. No entanto, a lacuna na regra não muda o fato de que o astro da equipe continuará sem poder atuar em jogos oficiais na cidade.

A notícia é vista com bons olhos pelo treinador do Nets, Steve Nash, que comemorou a oportunidade. “É muito bom poder recebê-lo de volta aos treinos e tê-lo como parte da equipe. É uma notícia positiva”. Com isso, o camisa 11 pode manter o entrosamento com os companheiros, além de trabalhar sua forma física.

Após o treino da última quinta-feira, James Harden comentou sobre a ausência do colega no dia a dia da equipe. “Eu quero que ele faça parte do time, é claro. Ele tem sido uma grande parte do nosso sucesso desde que cheguei aqui. Irving é um talento especial que não se vê com frequência, então é claro que eu gostaria que ele estivesse no time. Sua presença é uma das razões pelas quais vim para o Nets”.

Em contrapartida, essa brecha não elimina o problema de um dos principais jogadores do Nets perder 44 jogos da temporada regular. Isso porque o Brooklyn Nets fará 41 jogos no Barclays Center, dois no Madison Square Garden e um em San Francisco – que também conta com medidas rígidas a favor da vacinação.

Além disso, a NBA aprovou cortes no pagamento de Irving pelos jogos que ele se ausentar devido à sua resistência em se vacinar. Como resultado, Kyrie Irving perderá cerca de US$381 mil por jogo que não puder atuar. Assim, esse valor pode chegar, ainda, a um total de US$17.6 milhões.

CENÁRIO DA VACINAÇÃO NA LIGA

De acordo com a Associação dos Jogadores (NBPA), mais de 95% dos atletas estão vacinados atualmente. Irving e Andrew Wiggins, do Golden State Warriors, foram os únicos jogadores que violaram os mandatos em Nova Iorque e San Francisco, no dias de treinamentos. Enfrentando duras penalidades financeiras, o ala do Warriors optou por se imunizar. Sendo assim, pode participar normalmente dos treinos e jogos da equipe californiana.

Siga o Jumper Brasil em suas redes sociais e discuta conosco o que de melhor acontece na NBA: 

Instagram
YouTube
Twitter
Canal no Telegram
Apostas – Promocode JUMPER