O Los Angeles Lakers fechou o seu elenco para a disputa do restante da temporada com a contratação de Ben McLemore e a permanência de Marc Gasol. A franquia anunciou a chegada do arremessador de longa distância nessa terça-feira, enquanto o time estava em quadra na vitória contra o Toronto Raptors. O ex-jogador do Houston Rockets deverá seguir com os atuais campeões da NBA até o término da campanha.

McLemore estava disponível no mercado desde o último fim de semana, quando chegou a um acordo amigável para deixar o Rockets. Por sua vez, vários repórteres noticiavam que o Lakers explorava o mercado de dispensas atrás de um ala chutador para fechar o seu elenco. De acordo com Shams Charania, do site The Athletic, múltiplas equipes que estarão nos playoffs – incluindo o Milwaukee Bucks – tinham interesse no atleta.

“Ben foi um jogador que nos preocupou bastante na série contra o Rockets, nos playoffs do ano passado, pois é um arremessador de elite nessa liga. Estamos tentando defender o título aqui, então precisamos ter o máximo de poder de fogo e armas que pudermos. Estamos animados com sua contratação porque ele aumenta nossa capacidade nas bolas de três pontos instantaneamente”, elogiou o treinador Frank Vogel.

A definição sobre a permanência de Gasol foi uma pequena inesperada “novela” iniciada pela insatisfação pública do experiente pivô com a perda de espaço na rotação após a estreia do pivô Andre Drummond. Embora a manifestação tenha sido minimizada para o público externo, especula-se que o impasse evoluiu nos bastidores com a confirmação de que o recém-chegado reforço seria o titular angelino a partir de agora.

Segundo David McMenamin, da ESPN, o veterano teve uma reunião com representantes da direção e comissão técnica para reavaliar a sua função na equipe. A possibilidade de saída do jogador espanhol, embora considerada remota o tempo inteiro, chegou a ser uma opção real. Kyle Kuzma acabou confirmando que a rescisão era cogitada ao dizer, em sua conta no twitter, estar feliz por saber que o companheiro ficaria no time.

Gasol teve uma de suas melhores atuações pelo Lakers nessa terça, contra o Raptors, e usou a noite “em alta” para assegurar que vai seguir no elenco dos atuais campeões. “Eu estarei preparado para quando o meu nome for chamado e as minhas habilidades forem necessária. Estou completamente comprometido com essa equipe, no fim das contas”, cravou o atleta de 36 anos, dissipando qualquer especulação.